Igreja Ortodoxa Eritreia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Igreja Ortodoxa Tewahedo Eritreia
Eritrean Orthodox Cross.jpg
Cruz eritreia (de mesmo padrão da cruz copta)
Fundador São Frumêncio
Independência Peticionada em 1993
Reconhecimento 1998, pela Igreja Ortodoxa Copta e Igreja Ortodoxa Etíope
Primaz Sede vacante na prática, Abune Antonios reconhecido pelas outras igrejas ortodoxas orientais
Sede Asmara, Eritreia
Território Eritreia
Posses Estados Unidos e Europa
Língua Geez
Adeptos 3,03 milhões[1]
Site Site oficial (em tigrínia)

A Igreja Ortodoxa Eritreia (ou Igreja Ortodoxa da Eritreia), conhecida oficialmente como Igreja Ortodoxa Eritreia Tewahedo, é uma igreja cristã ortodoxa oriental (uma das Igrejas ortodoxas orientais), sediada na Eritreia, que fez parte da Igreja Ortodoxa Etíope Tewahido até 1993, quando o país se tornou independente da Etiópia.

Em 1994, a Igreja Ortodoxa Copta, que é a igreja-mãe da Igreja Ortodoxa Etíope, indicou um arcebispo para a Igreja Ortodoxa Eritreia. Esta igreja nacional obteve também sua autocefalia em 1998, com a consagração do seu primeiro patriarca pelo Papa de Alexandria. Assim sendo, a Igreja Eritreia é atualmente uma Igreja autocéfala independente da Igreja Ortodoxa Copta e da Igreja Ortodoxa Etíope.

Uma das poucas igrejas cristãs pré-coloniais da África subsariana, possui atualmente cerca de 3 milhões de fieis. Atualmente, a Igreja Ortodoxa da Eritreia é governada pelo Patriarca Abune Dioskoros, juntamente com o seu Sínodo. Esta igreja oriental utiliza a língua ge'ez e o rito alexandrino em sua liturgia.

Embora atualmente as Igrejas Copta, Etíope e Eritreia serem independentes umas das outras, elas estão ainda em comunhão total. Por isso, a Igreja Eritreia reconhece a supremacia honorária do Papa copta e, consequentemente, a necessidade de seu Patriarca, antes da sua entronização, de receber a aprovação do Sínodo da Igreja Ortodoxa Copta, que é a Igreja-Mãe da Igreja Ortodoxa Eritreia.

História[editar | editar código-fonte]

A história da Igreja Ortodoxa Eritreia está intrinsecamente ligada à história da Igreja Ortodoxa Etíope, que tinha e exercia a jurisdição sobre os ortodoxos eritreus até 1993, começando com a missão de São Frumêncio e a conversão do Rei Ezana. O território correspondente à atual Eritreia já era parte do Reino de Axum à época da conversão deste mesmo rei, que levou ao cristianismo à região.[2] Assim como os ortodoxos etíopes, os eritreus estavam sob jurisdição da Igreja Copta até 1959, quando foi eleito um patriarca para a Abissínia.

Com a independência da Eritreia em 1993, o governo local, interessado em desvincular laços com a Etiópia, peticionou por uma igreja nacional ao Papa Shenouda III de Alexandria, o que foi concedido em 1998, com a consagração de Abune Phillipos em 7 de maio, um dia depois de a Eritreia invadir a região etíope do Tigré, dando início à sangrenta Guerra Etiópia-Eritreia.

Abune Phillipos foi aposentado em 2001 por questões de saúde, sendo sucedido pelo curto pontificado de Abune Yacob, este sucedido pelo Abune Antonios. Em 2005, após tensões com o governo eritreu, o Abune foi posto em prisão domiciliar, o que foi seguido por uma deposição formal no ano seguinte, deliberada durante uma reunião secreta do sínodo da Igreja, após a qual ele foi deixado sem comunicação com o mundo exterior.[3] Em 27 de maio de 2007, o sínodo elegeu Abune Dioskoros, que não foi reconhecido pelo Papa Shenouda III, o que fez desta situação uma violação da canonística particular à Igreja da Eritreia. Por este motivo, Abune Dioskoros jamais foi reconhecido pelas igrejas ortodoxas orientais. Hoje, Antonios ainda é tido pelo resto da Igreja Ortodoxa Oriental como Abune da Eritreia, ainda que na prática a igreja local esteja em situação de sede vacante.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Christian Population as Percentages of Total Population by Country». Global Christianity. Pew Research Center. Consultado em 22 December 2011. 
  2. Munro-Hay, Stuart C. (1991). Aksum: An African Civilisation of Late Antiquity Edinburgh University Press [S.l.] p. 77. ISBN 0748601066. 
  3. Christian Post: Eritrea Hides Ex-Orthodox Head from U.S. Officials

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre o cristianismo ortodoxo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.