Júnior Moraes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Júnior Moraes
Moraes 2018.jpg
Informações pessoais
Nome completo Aluísio Chaves Ribeiro Moraes Júnior
Data de nasc. 4 de abril de 1987 (32 anos)
Local de nasc. Santos (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
ucraniano
Altura 1,76 m
destro
Informações profissionais
Clube atual Shakhtar Donetsk
Número 10
Posição Atacante
Clubes de juventude
Santos
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2007–2009
2008
2009
2010–2011
2011
2011–2012
2012–2015
2015–2018
2017
2018–
Santos
Ponte Preta (emp.)
Santo André (emp.)
Gloria
Metallurg Donetsk
CSKA Sofia
Metallurg Donetsk
Dínamo de Kiev
Tianjin Quanjian (emp.)
Shakhtar Donetsk
0027 0000(4)
0000 0000(0)
0007 0000(2)
0032 000(18)
0000 0000(0)
0024 000(16)
0069 000(35)
0085 000(33)
0004 0000(2)
0051 000(35)
Seleção nacional3
2019– Ucrânia 0004 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 1 de outubro de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 10 de setembro de 2019.

Aluísio Chaves Ribeiro Moraes Júnior, mais conhecido como Júnior Moraes ou simplesmente Moraes (Santos, 4 de abril de 1987), é um futebolista brasileiro naturalizado ucraniano que atua como atacante. Atualmente joga pelo Shakhtar Donetsk e pela Seleção Ucraniana.

É o terceiro jogador brasileiro à se naturalizar ucraniano.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Filho de Aluísio Guerreiro, atacante do Santos nos anos 1980, Junior Moraes começou a carreira no Santos e se destacou rápido. No dia 6 de maio de 2007, marcou o segundo gol da vitória santista sobre o São Caetano, garantindo o título do Campeonato Paulista de 2007.[2] Em maio de 2008, Moraes, que não vinha sendo aproveitado no Santos, foi emprestado à Ponte Preta até dezembro.[3]

Em 2009, o atacante rescindiu com a equipe do Santos, e logo foi contratado pelo Santo André onde ficou até o fim do ano. No ano de 2010, debutou na Europa atuando no Gloria, da Romênia, onde foi considerado o melhor atacante da temporada, e formou dupla com seu irmão, o também atacante Bruno Moraes[4]. Já no ano seguinte foi jogar na Ucrânia, no Metallurg Donetsk[5], mas não atuou em nenhum jogo. No mesmo ano foi jogar no CSKA Sofia da Bulgária[6][7], onde foi vice-campeão búlgaro e artilheiro do campeonato nacional com 16 gols.

Em 2012 Moraes acertou seu retorno ao Metallurg Donetsk, da Ucrânia, e tornou-se o maior artilheiro da história do Clube com 35 gols em 62 jogos, igualando a quantidade de tentos do ex-jogador Serhiy Shyshchenko. Em 2015, ele deixou o clube para reforçar o Dínamo de Kiev, também da Ucrânia.[8]

No dia 28 de fevereiro de 2017, Júnior Moraes foi emprestado por 4 meses para o Tianjin Quanjian, o clube chinês pagou € 2,1 milhões (cerca de R$ 7 milhões) pelo empréstimo, caso o atacante se adapte e o clube chinês queira comprar ele, o clube tem preferência pela compra.[9] Após o fim do empréstimo, Moraes voltou ao Dínamo de Kiev, onde não teve seu contrato renovado, e assinou com o Shakhtar Donetsk, onde fez um contrato válido por 2 temporadas.[10]

Problemas com a FIFA e com a UEFA[editar | editar código-fonte]

Depois de jogar pela Seleção Ucraniana nas Eliminatórias da Euro de 2020 contra Portugal (0 a 0) e contra Luxemburgo (2 a 1 para a Ucrânia), a Federação Portuguesa e a Federação Luxemburguesa de Futebol foram à UEFA reclamar da convocação de Moraes, já que, de acordo com a regras da UEFA, o jogador naturalizado só pode atuar pela sua nova Seleção depois de ficar mais de 5 anos contínuos no país após fazer 18 anos, coisa que acham que Moraes não fez, já que ele jogou em times da Ucrânia por 4 anos e 8 meses, foi para a China e voltou. Devido a esse fato, a Ucrânia tem chances de perder pontos nas Eliminatórias da Euro de 2020.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Santos[editar | editar código-fonte]

CSKA Sofia[editar | editar código-fonte]

  • Supercopa da Bulgária: 2011

Dínamo de Kiev[editar | editar código-fonte]

Shakhtar Donetsk[editar | editar código-fonte]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]