Maurício Noriega

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maurício Noriega
Nome completo Maurício Galizia Noriega
Nascimento 1 de julho de 1967 (52 anos)
Jaú, SP
Ocupação jornalista esportivo
comentarista

Maurício Galizia Noriega (Jaú, 1 de julho de 1967) é um jornalista esportivo brasileiro filho do ex-narrador esportivo Luiz Noriega.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ex-aluno dos colégios Nossa Senhora da Consolação e Marista Arquidiocesano, ex-atleta de voleibol dos clubes Paulistano, Pinheiros e Banespa, Noriega formou-se em Jornalismo pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, de São Paulo, em 1989. Fez Master em Jornalismo Digital pelo Instituto Internacional de Ciências Sociais, em parceria com a Universidade de Navarra.

Atualmente, Noriega participa de diversos programas do canal de televisão a cabo SporTV, como comentarista e apresentador. Entre outros programas da grade da emissora, apresentou o Arena SporTV, Bem, Amigos, Redação SporTV, Tá na Área, Troca de Passes e a edição inaugural do Seleção SporTV, na Copa do Mundo de 2006.

Também é comentarista do Premiere Futebol Clube e atuou de 2006 a 2013 como analista de esportes do telejornal Bom Dia São Paulo, da TV Globo, de 2006 a 2013.

Durante os Jogos Olímpicos Rio 2016 foi um dos âncoras do projeto SporTV 4, canal 24 horas de informação sobre a Olimpíada carioca.

Ganhou o prêmio Ford/Aceesp de melhor comentarista esportivo por seis vezes, em 2005, 2006, 2007, 2010 e 2011 e 2015.

Em março de 2009 lançou seu primeiro livro, Os 11 Maiores Técnicos do Futebol Brasileiro, pela Editora Contexto. Também escreveu os livretos "Kléber, o Gladiador" e "Marques, o Messias", para a Editora Belas Letras, ambos voltados para o público infanto-juvenil.

Em março de 2014 ficou pronto seu quarto livro, "Oswaldo Brandão, Libertador Corintiano, Herói Palmeirense", novamente pela Editora Contexto.[1][2] Em 2015 publicou a biografia "Rivellino", obra que aborda a carreira do craque Roberto Rivellino, campeão mundial com a seleção brasileira de futebol em 1970.

Em quase 30 anos de carreira teve passagens por veículos importantes do jornalismo brasileiro, como Folha da Tarde, A Gazeta Esportiva, Diário Popular, Lance!, SportsJá! e Rádio Bandeirantes.[3] Também colaborou com veículos internacionais, como "El Heraldo de México" e TVs da Austrália e Argentina.

Referências

  1. «Maurício Noriega lança um livro sobre o técnico Oswaldo Bradão». Gshow. 29 de abril de 2014. Consultado em 16 de setembro de 2018 
  2. Livraria da Folha (9 de julho de 2014). «Leia trecho de 'Oswaldo Brandão: Libertador Corintiano, Herói Palmeirense'». Folha de S.Paulo. Consultado em 16 de setembro de 2018 
  3. «Mauricio Noriega». Ludopédio. 6 de maio de 2017. Consultado em 16 de setembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.