Miriam Freeland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes confiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde junho de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde junho de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


Miriam Freeland
Miriam Freeland (à direita) e Natália Lage,
na TV Brasil em, 2014, durante gravação do
programa Revista do Cinema Brasileiro
Nome completo Miriam Pacheco Freeland
Nascimento 11 de outubro de 1978 (38 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade  brasileira
Ocupação Atriz
Atividade 1993–presente
Cônjuge Roberto Bomtempo (2005–presente)
IMDb: (inglês)

Miriam Freeland (Rio de Janeiro, 11 de outubro de 1978) é uma atriz brasileira.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira no Teatro O Tablado no Rio de Janeiro aos 12 anos. Aos 14 anos estreou profissionalmente com o espetáculo Passo a passo no Paço Imperial de Maria Clara Machado. Sua carreira no teatro se sucedeu, fazendo diversos espetáculos. Obteve destaque com a crítica especializada e com o público e a indicação ao Prêmio Shell de Melhor Atriz com o espetáculo Tomo Suas Mãos nas Minhas, onde contracenava com seu marido, o ator e diretor Roberto Bomtempo.

Sua estreia na TV foi aos 15 anos como elenco de apoio da novela A Viagem da Rede Globo. Depois disso, fez vários trabalhos em diversas emissoras, com destaque para a personagem Pagu da minissérie Um Só Coração da Rede Globo e com sua primeira protagonista em novelas, a Mila, personagem da novela Essas Mulheres da Rede Record.

É formada no curso de História da Arte pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), no Rio de Janeiro.

Sua estreia no cinema aconteceu em 2013 com os filmes Cine Holliúdy de Halder Gomes e Mão na Luva de José Joffily e Roberto Bomtempo no Festival do Rio 2013 e no FestNatal 2013 onde ganhou o Premio de Melhor Atriz.

Em 2013, após 8 anos na Rede Record, Miriam não renovou contrato com a emissora.[2]

Em 2016, volta à Rede Record, se destacando como a prostituta Raabe em A Terra Prometida.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1994 A Viagem Cristina
1996 Perdidos de Amor Antonia
1996 O Campeão Daniela
1997 Caça Talentos Carolina
1999 Mulher Katia
2000 O Cravo e a Rosa Cândida Lacerda (Candoca)
2002 Esperança Beatriz Francine de Albuquerque
2004 Um Só Coração Pagu (Patrícia Galvão)
2005 Essas Mulheres Emília Duarte (Milla)
2006 Bicho do Mato Ruth Sampaio
2008 Os Mutantes Marta Pureza
2009 Poder Paralelo Ligia Brandão
2012 Máscaras Maria Salles Benaro
2015 Detetives do Prédio Azul Lena[3]
2016 A Terra Prometida Raabe [4]
2017 Detetives do Prédio Azul Lena

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem Diretor
1998 Vila Isabel Isabel Diegues
2004 A Orelha de Van Gogh Jorge Monclar
2013 Cine Holliúdy Maria das Graças Halder Gomes
2013 Mão na Luva Silvia José Joffily e Roberto Bomtempo
2017 Cine Holliúdy 2 Maria das Graças Halder Gomes
2017 D.P.A. O filme Lena André Pellenz

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Diretor
1992 Passo a passo no Paço Imperial Cacá Mourthé
1994 O Rei Pasmado e a Rainha Nua Márcio Augusto
1996 A Bela Adormecida Cacá Mourthé
2001 Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados Luiz Arthur Nunes
2004 A Aurora da Minha Vida Naum Alves de Sousa
2005 Cosquinha Sura Berditchevsky
2005 Chorus Line Luiz Carlos Tourinho
2007 Hedda Gabler Michel Bercovitch e Floriano Peixoto
2008 Um Sopro de Vida Roberto Bomtempo
2009 Tomo Suas Mãos nas Minhas Leila Hipólito
2009 Espia Uma Mulher que se Mata Daniel Veronese
2014 Pluft, o Fantasminha Cacá Mourthé
2016 Casa de Bonecas Bomtempo e Symone Strobel

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.