Partido da Justiça e Desenvolvimento (Turquia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Partido da Justiça e Desenvolvimento
Adalet ve Kalkınma Partisi
AK Parti tr 009.jpeg
Presidente Recep Tayyip Erdoğan
Secretário Abdulhamit Gül
Fundação 2001
Sede Ancara,  Turquia
Ideologia Democracia islâmica
Conservadorismo nacional
Conservadorismo social
Nacionalismo económico
Euroceticismo
Populismo de direita
Neo-otomanismo[1]
Histórico:
Liberalismo económico
Europeísmo
Espectro político Direita[2]
Membros 11,000,589 (2021)
Afiliação europeia Aliança dos Reformistas e Conservadores Europeus
Assembleia Nacional
290 / 600
Cores Laranja, Azul e Preto

O Partido da Justiça e Desenvolvimento (em turco: Adalet ve Kalkınma Partisi, forma abreviada AK Parti ou AKP) é um partido político turco. O AKP foi fundado em 2001, por uma ala reformista do Partido da Virtude, que é um partido islâmico turco. O AKP considera-se um partido moderado e conservador, inicialmente defensor de uma economia de livre mercado e do acesso da Turquia à União Europeia.[3], vem nos últimos anos mantendo posições mais favoráveis ao nacionalismo económico[4] e ao euroceticismo[5][6].

O AKP participou pela primeira vez das eleições parlamentares nacionais em 2002, procurando se afastar da imagem de partido religioso, e venceu o pleito. Como o líder do partido, Recep Tayyip Erdoğan, tinha sido proibido de assumir o cargo de primeiro-ministro da Turquia, outro membro do partido, Abdullah Gül, tornou-se primeiro-ministro. Erdoğan foi autorizado a assumir o governo em 2003, e Abdullah Gül passou a ocupar a presidência da Turquia.

O AKP promoveu reformas estruturais, e sob seu governo a Turquia alcançou um maior crescimente econômico, além de encerrar um período de três décadas de hiperinflação—a inflação caiu para 8.8% em junho de 2004. Para a publicação britânica The Economist, o governo do AKP foi o mais bem-sucedido na Turquia em décadas.[7]

O AKP e o Partido Republicano do Povo (CHP) são os dois principais partidos políticos da Turquia.

Resultados eleitorais[editar | editar código-fonte]

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data CI. Votos % +/- Deputados +/- Status
2002 1.º 10 808 229
34,3 / 100,0
363 / 550
Governo
2007 1.º 16 327 291
46,6 / 100,0
Aumento12,3
341 / 550
Baixa22 Governo
2011 1.º 21 399 082
49,8 / 100,0
Aumento3,2
327 / 550
Baixa14 Governo
06/2015 1.º 18 867 411
40,9 / 100,0
Baixa8,9
258 / 550
Baixa69 Governo
11/2015 1.º 22 947 478
49,5 / 100,0
Aumento8,6
317 / 550
Aumento59 Governo
2018 1.º 21 335 579
42,6 / 100,0
Baixa6,9
290 / 600
Baixa27 Governo

Eleições presidenciais[editar | editar código-fonte]

Data Candidato

apoiado

1.ª Volta 2.ª Volta
CI. Votos % CI. Votos %
2014 Recep Tayyip Erdoğan 1.º 21 000 143
51,8 / 100,0
2018 Recep Tayyip Erdoğan 1.º 26 330 823
52,6 / 100,0

Eleições autárquicas[editar | editar código-fonte]

Data CI. Votos % +/-
2004 1.º 13 477 287
41,7 / 100,0
2009 1.º 15 353 553
38,4 / 100,0
Baixa4,3
2014 1.º 17 802 976
42,9 / 100,0
Aumento4,5
2019 1.º 20 578 911
44,3 / 100,0
Aumento1,4

Referências

  1. «Erdogan thinks he's Caliph, new sultan of the Ottoman». RT. Consultado em 9 de novembro de 2012 
  2. Gunes, Cengiz (2013). «The Kurdish Question in Turkey». Routledge: 270 
    Konak, Nahide (2015). Waves of Social Movement Mobilizations in the Twenty-First Century: Challenges to the Neo-Liberal World Order and Democracy. [S.l.]: Lexington Books. p. 64 
  3. «New to Turkish politics? Here's a rough primer». Turkish Daily News. 22 de julho de 2007. Consultado em 22 de julho de 2008 
  4. «"Erdogan: The World's Newest Strongman".» (em inglês). 2018. Consultado em 25 de junho de 2018 
  5. «Rising euroscepticism in Turkish politics: The cases of the AKP and the CHP» (em inglês). 2013. Consultado em 25 de fevereiro de 2013 
  6. «Rethinking Euroscepticism in Turkey: Government, Opposition and Public Opinion» (em inglês). 2020. Consultado em 30 de abril de 2020 
  7. «The battle for Turkey's soul Democracy v secularism in Turkey)». The Economist. 3 de maio de 2007. Consultado em 22 de julho de 2008. Cópia arquivada em uma data desconhecida  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)