Rare (álbum de Selena Gomez)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rare
Álbum de estúdio de Selena Gomez
Lançamento 10 de janeiro de 2020 (2020-01-10)
Gravação 2016—19
Gênero(s)
Duração 41:53
Idioma(s) Inglês
Formato(s)
Gravadora(s) Interscope
Produção
Cronologia de Selena Gomez
Revival
(2015)
Revelación
(2021)
Capa alternativa
Capa da versão deluxe.
Singles de Rare
  1. "Lose You to Love Me"
    Lançamento: 23 de outubro de 2019 (2019-10-23)
  2. "Look At Her Now"
    Lançamento: 24 de outubro de 2019 (2019-10-24)
  3. "Rare"
    Lançamento: 10 de janeiro de 2020 (2020-01-10)
  4. "Boyfriend"
    Lançamento: 9 de abril de 2020 (2020-04-09)

Rare é o terceiro álbum de estúdio da cantora estadunidense Selena Gomez.[3][4][5][6] Foi lançado em 10 de janeiro de 2020 pela Interscope.[7][8][9][10] Como produtora executiva, Gomez trabalhou com vários produtores, incluindo Ian Kirkpatrick, Mike Dean, Jason Evigan, Finneas, Mattman & Robin, Sir Nolan, The Monsters & Strangerz e David Pramik. Gomez afirmou que o álbum é seu "diário dos últimos anos".[11] Rare é um projeto de andamento pop e dance, com influências do eletrônico, pop latino e R&B. Liricamente, lida com temas como amor próprio, aceitação, autoestima e empoderamento. A edição padrão do Rare apresenta colaborações com os rappers 6lack e Kid Cudi.

Foi apoiado por quatro singles, com os três primeiros alcançando o top 30 do Billboard Hot 100 (EUA): o single "Lose You to Love Me", lançado em 23 de outubro de 2019, atingiu o topo da tabela, tornando-se o primeiro single número um de Gomez nos EUA, além de ter se tornado a primeira música na história a alcançar o topo da Billboard Hot 100 e da Rolling Stone Top 100 simultaneamente. "Look at Her Now", lançado um dia depois, funcionando como um single promocional, ficou entre as vinte primeiras posições do Top 100 da Rolling Stone e chegou à posição #27 na Billboard Hot 100, enquanto a faixa-título alcançou o #30. Rare recebeu críticas positivas de críticos de música, muitos dos quais o classificaram como o melhor álbum de Gomez até hoje, elogiando sua produção "coesa", sendo classificado, inclusive, como um dos “melhores álbuns pop lançados na atualidade”, de acordo com a revista Variety[12].

Rare estreou na primeira posição da tabela Billboard 200 (EUA), tornando-se o terceiro álbum número um consecutivo de Gomez nos EUA. Foi também o primeiro álbum a estrear no topo da tabela por uma artista feminina na década de 2020. Também estreou no número um em muitos países, incluindo Austrália, Canadá, Noruega, México, Bélgica, Portugal e Escócia; também, entre os três primeiros de muitos outros países, incluindo Reino Unido, Alemanha, Nova Zelândia, Espanha e Polônia. A edição exclusiva da Target de Rare inclui ainda cinco dos singles autônomos de Gomez lançados entre 2017 e 2018: "Bad Liar", "Fetish" com Gucci Mane, "It Ain't Me" com Kygo, "Back to You" e "Wolves" com Marshmello. Em 21 de fevereiro de 2020, a edição em vinil de Rare foi lançada, apresentando "Feel Me" como uma faixa bônus. Uma edição deluxe três novas faixas incluindo o quarto single "Boyfriend", foi lançada em 9 de abril de 2020.[13]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Durante a Revival Tour, a cantora afirmou por diversas vezes que estava trabalhando em material para seu terceiro álbum de estúdio. Em maio de 2016, no MET Gala, Gomez reforçou que não tinha lançamentos planejados, mas que estava trabalhando em novas músicas. Finalmente, em junho do mesmo ano, a cantora foi anunciou em seu perfil do Twitter que estava com seu álbum finalizado, dizendo: "Após algumas semanas no estúdio, é seguro dizer... Estamos MUITO próximos do álbum #2 #SG2".[14] Curiosamente, ao repostar a informação em seu Instagram, ela editou a legenda, dizendo que, na verdade, o álbum estaria só em começo de produção. A cantora usava "SG2" como codinome neste período para seu terceiro álbum solo de estúdio, pois, além de ser o seu segundo álbum com a Interscope Records, também era seu segundo como produtora executiva e o segundo do qual ela tinha total controle criativo sobre seu material.[15]

Por fim, em 2019, Gomez afirmou, durante a première do longa The Dead Don't Die, no qual interpreta Zoe, que seu terceiro álbum estava "finalmente pronto".[16]. Durante uma participação no The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, voltou a afirmar que existiam apenas alguns detalhes técnicos para que ele fosse lançado; completou dizendo que as músicas do projeto "atingem lugares diferentes que eu sinto que são meu caminho para música".[17] Em 20 de novembro, Gomez anunciou em suas redes sociais que no dia seguinte eles teriam novas informações sobre o próximo álbum.[18][19][20] No dia seguinte, Selena disponibilizou o álbum para pré-venda.[21] Em 12 de dezembro de 2019, Selena revelou o nome do álbum, capa e lista de faixas.[22][23][24]

Análise da crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Pontuações agregadas
Fonte Avaliação
Metacritic 76/100[25]
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
AllMusic 4 de 5 estrelas.[26]
Entertainment Weekly B+[27]
The Independent 3 de 5 estrelas.[28]
NME 3 de 5 estrelas.[29]
Pitchfork 6.8/10[30]
Rolling Stone 4 de 5 estrelas.[31]
Slant Magazine 3 de 5 estrelas.[32]

Rare recebeu críticas geralmente positivas de críticos de música, com muitos considerando o melhor álbum da carreira de Gomez até hoje. No Metacritic, que usa uma média ponderada, atribuiu uma pontuação de 76/100 com base em comentários de 12 críticos, o que indica "críticas geralmente favoráveis".[25]

Jem Aswad, da Variety, classificou o Rare como "um dos melhores álbuns pop lançados na memória recente" e o descreveu como "música sofisticada, escrita com precisão e produção especializada".[33] Ao chamá-lo de "chocante e lindamente, otimista", Brittany Spanos, da Rolling Stone, opinou que o álbum é "um ato de crueldade divina, cheia de clareza na dança e no ritmo intermediário".[31] Ao escrever para a NME, Rhian Daly chamou o álbum de "um retorno lindamente confiante de uma das estrelas mais subestimadas do pop e uma luta discretamente desafiadora por trás da narrativa que a rodeia".[29], enquanto Leah Greenblatt, da Entertainment Weekly, classificou o álbum como "uma lição dançante de amor próprio e aceitação" e afirmou que "quase todas as músicas aqui trazem alguma lição de amor próprio e aceitação, triunfo sobre dificuldades e inimigos, e a severa auto-crítica". Greenblatt acrescentou que, apesar das "mensagens pesadas, a leveza parece a marca registrada do álbum: um cobertor anti-ponderado de vocais soprosos e sintetizadores de gravidade zero que flutuam consistentemente acima da corrente sonora do pop".[27]

Mikael Wood do Los Angeles Times chamou Rare de o "disco solo mais significativo de Gomez". Ele opinou que o álbum "aborda tanto assuntos românticos quanto relacionados à saúde, bem como a experiência abrangente de ser tão minuciosamente examinado" e que há "um espírito contagiante de aventura nos arranjos do álbum que o leva ao lado de Gomez". Ele também comparou os vocais da cantora aos de Billie Eilish, apontando o envolvimento de Finneas no álbum.[34] No Vulture, Craig Jenkins escreveu: "Rare é quase indiscutivelmente o melhor álbum de Selena Gomez".[35] Em uma crítica mista, Quinn Moreland, da Pitchfork, afirmou que o álbum era seu "álbum mais coeso até hoje", mas que "a introspecção de [Gomez] só pode ser tão profunda quando combinada com uma composição elegante e fácil que a deixa escapar".[30] Em concordância, Alexandra Pollard, de The Independent, deu ao álbum três estrelas em cinco, considerando-o "um disco realizado e coerente, com momentos de êxtase e outros de pathos", mas concluindo que "nunca sai da sombra de meia década."[28]

Singles[editar | editar código-fonte]

Em 23 de outubro de 2019, ele lançou o primeiro single "Lose You to Love Me".[36] A faixa alcançou a primeira posição no Billboard Hot 100[37] nos Estados Unidos em sua segunda semana de lançamento, tornando-se o primeiro número um de Gomez nessa lista.[38][39] Além disso, ficou em primeiro lugar no Canadá e na Irlanda.[40]

No dia seguinte, Gomez estreou o single promocional "Look At Her Now", uma música que entrou no top 40 das paradas na Austrália, República Checa, Irlanda, Nova Zelândia, Noruega, Eslováquia e Suíça. Nos Estados Unidos, ele estreou em terceiro lugar na lista Bubbling Under Hot 100,[41] e alcançou o vigésimo sétimo lugar na Billboard Hot 100.

No dia do lançamento do álbum, Gomez anunciou que a faixa-título, Rare, serviria como segundo single de trabalho, sendo lançada com um clipe no mesmo dia.

No dia 14 de Janeiro, em entrevista ao programa “The Tonight Show Starring Jimmy Fallon”, Selena revelou a existência de mais músicas inéditas para o álbum, citando “Boyfriend” como sua favorita. [42] Em 6 de Abril, a cantora anunciou em suas redes sociais o lançamento da versão deluxe do álbum Rare para o dia 9 do mesmo mês, com uma nova capa e as faixas inéditas “Boyfriend”, “She” e “Souvenir”, destacando a doação de uma parte dos lucros com o lançamento para fundos de combate a COVID-19. O clipe de Boyfriend foi lançado no dia 10 de abril, sendo a canção anunciada como 4º e último single do álbum, apesar de nem ter sido enviada oficialmente às rádios.

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

Lista de faixas adaptadas do Apple Music.[43][44]

Rare – Edição Padrão
TítuloCompositor(es)Produtor(es) Duração
1. "Rare"  
  • Selena Gomez
  • Simon Rosen
  • Madison Love
  • Leland
  • Brett McLaughlin
  • Nolan Lambroza
  • Sir Nolan
  • Simon Says
3:40
2. "Dance Again"  
  • Mattman & Robin
  • Bart Schoudel[c]
2:50
3. "Look At Her Now"  Ian Kirkpatrick 2:42
4. "Lose You to Love Me"  
  • Gomez
  • Michaels
  • Tranter
  • Larsson
  • Fredriksson
3:26
5. "Ring"  
  • Gomez
  • Julie Frost
  • Breyan Isaac
  • David Ciente
  • Lambroza
  • Sean Douglas
  • Sir Nolan
  • Douglas
  • Johan Lenox[b]
  • Simon Says[b]
  • Schoudel[c]
2:28
6. "Vulnerable"  
3:12
7. "People You Know"  
  • Gomez
  • Aaron Puckett
  • Stephanie Jones
  • Jason Evigan
  • Mathieu Jomphe-Lepine
  • Alexandra Robotham
3:14
8. "Let Me Get Me"  
  • Gomez
  • Furoyen
  • Tranter
  • Larsson
  • Fredriksson
  • Mattman & Robin
  • Schoudel[c]
3:09
9. "Crowded Room" (com 6lack)
  • Gomez
  • Rosen
  • Bleta Rexha
  • Simon Wilcox
  • Lambroza
  • Ricardo Valentine
  • Sir Nolan
  • Simon Says
  • Ben Rice[c]
3:06
10. "Kinda Crazy"  
  • Yacoub
  • BONN
  • Nedler
  • Rice[c]
  • Schoudel[c]
3:32
11. "Fun"  
  • Ojivolta
  • Schoudel[c]
3:09
12. "Cut You Off"  
  • Gomez
  • Chloe Angelides
  • Liza Owen
  • David Pramik
3:02
13. "A Sweeter Place" (com Kid Cudi)
4:23
Duração total:
41:53
Rare –faixas bônus da Target[45][46][47]
TítuloCompositor(es)Produtor(es) Duração
14. "Bad Liar"  
Kirkpatrick 3:34
15. "Fetish" (com Gucci Mane)
  • Jonas Jeberg
  • The Futuristics
3:06
16. "It Ain't Me" (com Kygo)
3:40
17. "Back to You"  
  • Gomez
  • Allen
  • Parrish Warrington
  • Diederik Van Elsas
  • Micah Premnath
  • Trackside
  • Kirkpatrick
3:30
18. "Wolves" (com Marshmello)
  • Marshmello
  • Watt
3:17
Duração total:
59:00
Rare – Edição Deluxe[48]
TítuloCompositor(es)Produtor(es) Duração
1. "Boyfriend"  
  • Gomez
  • Michaels
  • Tranter
  • Jon Wienner
  • Sam Homaee
  • The Roomates
  • Schoudel
2:41
2. "Lose You to Love Me"  
  • Gomez
  • Michaels
  • Tranter
  • Larsson
  • Fredriksson
  • Mattman & Robin
  • Finneas[b]
3:26
3. "Rare"  
  • Gomez
  • Rosen
  • Love
  • Leland
  • McLaughlin
  • Lambroza
  • Sir Nolan
  • Simon Says
3:40
4. "Souvenir"  
  • Gomez
  • Kirkpatrick
  • Love
  • Douglas
  • Kirkpatrick
  • Rice
2:41
5. "Look At Her Now"  
  • Gomez
  • Michaels
  • Tranter
  • Kirkpatrick
Ian Kirkpatrick 2:42
6. "She"  
  • Gomez
  • Tranter
  • Wienner
  • Homaee
  • Emenike
  • The Roomates
2:52
7. "Crowded Room" (com 6lack)
  • Gomez
  • Rosen
  • Rexha
  • Wilcox
  • Lambroza
  • Valentine
  • Sir Nolan
  • Simon Says
  • Ben Rice[c]
3:06
8. "Vulnerable"  
  • Gomez
  • Amy Allen
  • Bellion
  • S. Johnson
  • J.Johnson
  • The Monsters and the Strangerz
  • Bellion
  • Schoudel[c]
  • Gian Stone[c]
3:12
9. "Dance Again"   
  • Mattman & Robin
  • Bart Schoudel[c]
2:50
10. "Ring"  
  • Gomez
  • Frost
  • Isaac
  • Ciente
  • Lambroza
  • Douglas
  • Sir Nolan
  • Douglas
  • Johan Lenox[b]
  • Simon Says[b]
  • Schoudel[c]
2:28
11. "A Sweeter Place" (com Kid Cudi)
  • Gomez
  • Love
  • Emenike
  • Kirkpatrick
  • Mescudi
4:23
12. "People You Know"  
  • Gomez
  • Puckett
  • Jones
  • Evigan
  • Jomphe-Lepine
  • Robotham
3:14
13. "Cut You Off"  
  • Gomez
  • Angelides
  • Owen
  • Pramik
3:02
14. "Let Me Get Me"  
  • Gomez
  • Furoyen
  • Tranter
  • Larsson
  • Fredriksson
  • Mattman & Robin
  • Schoudel[c]
3:09
15. "Kinda Crazy"  
  • Gomez
  • Thompson
  • Tranter
  • Yacoub
  • Fodgelmark
  • Nedler
  • Yacoub
  • BONN
  • Nedler
  • Rice[c]
  • Schoudel[c]
3:32
16. "Fun"  
  • Gomez
  • Michaels
  • Friedman
  • Williams
  • Cubina
  • Ojivolta
  • Schoudel[c]
3:09
17. "Feel Me"  
  • Gomez
  • Scinta
  • Shaouy
  • Mills
  • McKenzie
  • Malik
  • Kasher
  • Golan
The Arcade 3:46
Duração total:
53:55
Rare –Faixas bônus da edição especial japonesa em DVD[46]
TítuloDiretor(es) Duração
1. "Lose You to Love Me" (videoclipe)Sophie Muller 3:26
2. "Lose You to Love Me" (bastidores)  3:08
3. "Look at Her Now" (videoclipe)Muller  
4. "Look at Her Now" (bastidores)  3:07
Duração total:
12:25

Notas

  • ↑[a] significa um co-produtor
  • ↑[b] significa um produtor adicional
  • ↑[c] significa um produtor vocal

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

O álbum estreou no topo da Billboard 200 dos EUA, tornando-se o terceiro álbum número um de Gomez nos EUA e o primeiro álbum lançado na década de 2020 a liderar o ranking. Ele ganhou 112,000 unidades equivalentes a álbuns, incluindo cerca de 53,000 vendas puras de álbuns, tornando-se seu terceiro líder no ranking consecutivo.[49] Na Austrália, o álbum estreou no número um na tabela de álbuns da ARIA, tornando-se o primeiro álbum número um de Gomez no país. O álbum também se tornou seu primeiro álbum número um nos países da Argentina, Bélgica, Escócia, Lituânia e Taiwan. No Reino Unido, o álbum estreou no número dois atrás de Divinely Uninspired to a Hellish Extent de Lewis Capaldi numa extensão Hellish tornando-se seu primeiro álbum entre os dez primeiros e mais altos do país.

Tabelas semanais[editar | editar código-fonte]

Tabela musical (2020) Melhor
posição
Alemanha (GfK Entertainment Charts)[50] 3
Argentina (CAPIF)[51] 1
Austrália (ARIA Charts)[52] 1
Áustria (Ö3 Austria Top 40)[53] 3
Bélgica (Ultratop 50 de Flandres)[54] 1
Bélgica (Ultratop 40 da Valônia)[55] 3
Canadá (Billboard)[56] 1
Dinamarca (Hitlisten)[57] 5
Escócia (The Official Charts Company)[58] 1
Espanha (PROMUSICAE)[59] 3
Eslováquia (IFPI Slovenská Republika)[60] 2
Estônia (Eesti Ekspress)[61] 1
Estados Unidos (Billboard 200)[49] 1
Estados Unidos (Rolling Stone 200)[62] 1
Finlândia (IFPI Finlândia)[63] 5
França (SNEP)[64] 6
Hungria (MAHASZ)[65] 28
Irlanda (IRMA)[66] 4
Itália (FIMI)[67] 6
Japão (Oricon)[68] 30
Lituânia (AGATA)[69] 1
Noruega (VG-lista)[70] 1
Nova Zelândia (NZ Top 40 Albums)[71] 2
Países Baixos (MegaCharts)[72] 2
Polônia (ZPAV)[73] 3
Portugal (AFP)[74] 1
Reino Unido (UK Albums Chart)[75] 2
República Checa (IFPI Česká Republika)[76] 2
Suécia (Sverigetopplistan)[77] 7
Suíça (Schweizer Hitparade)[78] 2

Históricos de lançamentos[editar | editar código-fonte]

Região Data Versão Formato(s) Gravadora Ref.
Mundo 10 de janeiro de 2020 Standard Interscope [43][79]
21 de fevereiro de 2020 Faixa Bônus Disco de vinil [80]
28 de fevereiro de 2020
  • Download digital
  • streaming
[81]
9 de abril de 2020 Edição Deluxe [82]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Aswad, Jem; Aswad, Jem (11 de janeiro de 2020). «Selena Gomez's 'Rare': Album Review». Variety (em inglês). Consultado em 11 de janeiro de 2020 
  2. «Selena Gomez Moves Past Her Pain on the Resiliently Upbeat 'Rare'». Rolling Stone. Consultado em 4 de fevereiro de 2020 
  3. «Conheça o "Rare", mais novo álbum da Selena Gomez». popcultura.com.br. Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  4. Nunes, Caian (10 de janeiro de 2020). «Depois de muita espera, Selena Gomez libera o álbum autobiográfico "Rare"». POPline. Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  5. «Rare, el nuevo álbum de Selena Gomez ¡Checa los detalles!». AS USA (em espanhol). 12 de dezembro de 2019. Consultado em 13 de dezembro de 2019 
  6. Alter, Rebecca (12 de dezembro de 2019). «Selena Gomez Announces Art and Tracks for Album RARE on Instagram. Well Done!». Vulture (em inglês). Consultado em 13 de dezembro de 2019 
  7. «Selena Gomez lança novo álbum, 'Rare', nesta sexta-feira (10); ouça!». Mais Goiás. 10 de janeiro de 2020. Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  8. Bailey, Alyssa (21 de novembro de 2019). «Selena Gomez Finally Announced Her Album Release Date». ELLE (em inglês). Consultado em 21 de novembro de 2019 
  9. «Selena Gomez Reveals Her New Album's Release Date». Entertainment Tonight (em inglês). Consultado em 21 de novembro de 2019 
  10. LOS40 (21 de novembro de 2019). «Selena Gomez anuncia la fecha de lanzamiento de su próximo disco». LOS40 (em espanhol). Consultado em 21 de novembro de 2019 
  11. @selenagomez (21 de novembro de 2019). «You can now preorder my new album, out January 10, 2020. This album is my diary from the past few years and I can't wait for you to hear it. Title, art and track list coming soon.» (Tweet). Consultado em 21 de novembro de 2019 – via Twitter 
  12. Aswad, Jem (11 de janeiro de 2020). «Selena Gomez's 'Rare': Album Review». Variety. Consultado em 6 de outubro de 2020 
  13. @selenagomez (6 de abril de 2020). «The deluxe version of Rare, featuring 'Boyfriend,' 'She' and 'Souvenir,' is out April 9th. You can presave it now and learn more about how to donate to the PLUS1 COVID-19 Fund in at the link in my bio. 🌹» (Tweet). Consultado em 6 de abril de 2020 – via Twitter 
  14. Szubiak, Ali. «Selena Gomez Is 'Very Close' to Finishing 'Revival' Followup». PopCrush (em inglês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  15. «Selena Gomez posta trecho de música inédita no Instagram». Cifra Club. 6 de fevereiro de 2017. Consultado em 10 de Janeiro de 2020 
  16. «Selena Gomez Says New Album Is 'Finally Done'». Billboard. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  17. Keaney, Quinn (16 de junho de 2019). «Selena Gomez Teases the Inspiration For Her New Album: "Huge Moments Happened in My Life"». POPSUGAR Entertainment (em inglês). Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  18. «Selena Gomez no Instagram: "Something exciting is coming tomorrow. ✨"». Instagram. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  19. «Selena Gomez anuncia data de lançamento de seu novo disco: "SG2"». Metropolitana FM. 22 de novembro de 2019. Consultado em 22 de novembro de 2019 
  20. «'SG2': Selena Gomez anuncia próximo álbum para janeiro de 2020 – Jovem Pan». Jovem Pan. 21 de novembro de 2019. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  21. «"SG2": Selena Gomez coloca álbum novo em pré-venda». POPline. 21 de novembro de 2019. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  22. «Selena Gomez lanza tráiler para anunciar su nuevo álbum 'Rare'». Nación Rex (em espanhol). Consultado em 13 de dezembro de 2019 
  23. «Selena Gomez anuncia 'Rare', su nuevo álbum de estudio». LifeBoxset (em espanhol). 12 de dezembro de 2019. Consultado em 13 de dezembro de 2019 
  24. «"Rare": Selena Gomez anuncia nome do novo álbum». Hashtag Pop. 12 de dezembro de 2019. Consultado em 13 de dezembro de 2019 
  25. a b https://www.metacritic.com/music/rare/selena-gomez
  26. Sendra, Tim. «Rare - Selena Gomez». AllMusic. Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  27. a b Greenblatt, Leah. «Selena Gomez's Rare is a danceable lesson in self-love and acceptance». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  28. a b Pollard, Alexandra (10 de janeiro de 2020). «Selena Gomez review, Rare: Moments of ecstasy and pathos never quite live up to the singer's gold standards». The Independent 
  29. a b Daly, Rhian. «Selena Gomez – 'Rare': the quietly confident star wrestles back her own narrative». NME (em inglês). Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  30. a b Moreland, Quinn (14 de janeiro de 2020). «Selena Gomez: Rare Album Review». Pitchfork 
  31. a b Spanos, Brittany (10 de janeiro de 2020). «Selena Gomez Moves Past Her Pain on the Resiliently Upbeat 'Rare'». Rolling Stone. Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  32. Ordaz, Sophia (14 de janeiro de 2020). «Review: Selena Gomez's Rare Is Spotty in Its Attempts at Authenticity». Slant Magazine. Consultado em 15 de janeiro de 2020 
  33. Aswad, Jem (11 de janeiro de 2020). «Selena Gomez's 'Rare': Album Review». Variety. Consultado em 11 de janeiro de 2020 
  34. Wood, Mikael. «Selena Gomez has 165 million Instagram followers. Now she has her first great pop album». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  35. Jenkins, Craig. «Selena Gomez Returns Unbothered and at Her Best on Rare» (em inglês). Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  36. «A espera acabou! Selena Gomez lança "Lose You To Love Me" como primeiro single de seu novo disco». It Pop!. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  37. «Selena Gomez conquista o seu primeiro #1 na Billboard Hot 100 com "Lose You To Love Me"». Terra. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  38. «Selena Gomez conquista o seu primeiro #1 na Billboard Hot 100 com "Lose You To Love Me"». www.purebreak.com.br (em bretão). Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  39. «Lose You To Love Me | Selena Gomez atinge topo da Billboard pela 1ª vez com single». popcultura.com.br. Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  40. «Selena Gomez Chart History - Canadian Hot 100». Billboard. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  41. «Selena Gomez Chart History - Bubbling Under Hot 100». Billboard. Consultado em 21 de novembro de 2019 
  42. «Selena Gomez anuncia música inédita do álbum Rare, Boyfriend - E! Online Brasil». www.eonline.com. Consultado em 6 de outubro de 2020 
  43. a b «Rare by Selena Gomez». Apple Music (em inglês). Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  44. «Spotify -Rare». Spotify. Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  45. «Selena Gomez – Rare (Target Exclusive, CD)» (em inglês). Target. Consultado em 18 de janeiro de 2016 
  46. a b «Rare [w/ DVD, Limited Edition] Selena Gomez CD Album». CDJapan (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2016 
  47. «Rare (Deluxe Edition) | Music» (em inglês). JB Hi-Fi. Consultado em 18 de janeiro de 2016 
  48. «Credits / Rare (Deluxe) / Selena Gomez - TIDAL». Tidal. Consultado em 9 de abril de 2020 
  49. a b Caulfield, Keith. «Selena Gomez Earns Third No. 1 Album on Billboard 200 Chart With 'Rare'». Billboard. Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  50. «Selena Gomez – Rare (GfK Entertainment Charts)» (em alemão). GfK Entertainment Charts. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  51. «"Rare" de Selena Gomez se quedó con el primer puesto en la semana del 13 al 20 de enero.». Diario de cultura (em espanhol). Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  52. «Selena Gomez – Rare (ARIA Charts)» (em inglês). ARIA Charts. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  53. «Selena Gomez – Rare (Ö3 Austria)» (em inglês). ARIA Charts. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  54. «Selena Gomez – Rare (Ultratop 50)» (em neerlandês). Ultratop 50. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  55. «Selena Gomez – Rare (Ultratop 40)» (em francês). Ultratop 40. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  56. «Selena Gomez Has This Week's No. 1 Album». FYIMusicNews (em inglês). Consultado em 19 de fevereiro de 2019 
  57. «Selena Gomez – Rare (Hitlisten)» (em inglês). Hitlisten. Consultado em 4 de maio de 2016 
  58. «Selena Gomez – Rare (The Official Charts Company)» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  59. «Selena Gomez – Rare (Productores de Música de España)» (em inglês). Productores de Música de España. Consultado em 8 de junho de 2016 
  60. «Selena Gomez – Rare (IFPI Eslováquia)». IFPI Slovenská Republika. Consultado em 8 de junho de 2019 
  61. «Selena Gomez – Rare (Eesti Ekspress)». Eesti Ekspress (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2019 
  62. «Selena Gomez – Rare (Rolling Stone 200)». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 8 de junho de 2019 
  63. «Selena Gomez – Rare (IFPI Finlândia)» (em finlandês). IFPI Finlândia. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  64. «Selena Gomez – Rare (Syndicat National de l'Édition Phonographique)» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  65. «Selena Gomez – Rare (Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége)» (em inglês). Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége. Consultado em 7 de maio de 2016 
  66. «Selena Gomez – Rare (Irish Recorded Music Association)» (em inglês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  67. «Selena Gomez – Rare (Federazione Industria Musicale Italiana)» (em italiano). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  68. «Selena Gomez – Rare (Oricon)» (em japonês). Oricon. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  69. «Selena Gomez – Rare (AGATA)». AGATA. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  70. «Selena Gomez – Rare (VG-lista)» (em norueguês). VG-lista. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  71. «Selena Gomez – Rare (NZ Top 40 Albums)» (em inglês). NZ Top 40 Albums. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  72. «Selena Gomez – Rare (MegaCharts)» (em inglês). MegaCharts. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  73. «Selena Gomez – Rare (Związek Producentów Audio Video)» (em inglês). Związek Producentów Audio Video. Consultado em 8 de junho de 2016 
  74. «Selena Gomez – Rare (Associação Fonográfica Portuguesa)» (em inglês). Associação Fonográfica Portuguesa. Consultado em 8 de junho de 2016 
  75. Rob Copsey. «Selena Gomez – Rare (Official Charts Company)» (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  76. «Selena Gomez – Rare (IFPI Česká Republika)» (em cz). IFPI Česká Republika. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  77. «Selena Gomez – Rare (Sverigetopplistan)» (em inglês). Sverigetopplistan. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  78. «Selena Gomez – Rare (Schweizer Hitparade)» (em inglês). Schweizer Hitparade. Consultado em 4 de maio de 2016 
  79. «Rare CD». Selena Gomez (em inglês). Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  80. «Exclusive Vinyl + Digital Album». Selena Gomez Official Shop. Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  81. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Bonus Track Version
  82. Wang, Steffanee (6 de abril de 2020). «Selena Gomez To Unveil Three New Songs With Deluxe 'Rare' Release». Nylon. Consultado em 6 de abril de 2020