Rigor mortis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mão rígida
Corpos de vítimas do Ciclone Gorky, que atingiu Bangladesh em 1991, em Sandwip, já apresentando sinais de rigor mortis
Estágios da morte

Pallor mortis
Algor mortis
Rigor mortis
Livor mortis
Putrefação
Decomposição
Esqueletização
Fossilização

Rigor mortis (Do latim rigor, rigidez e mortis, morte) ou rigidez cadavérica é um sinal reconhecível de morte que é causado por uma mudança bioquímica nos músculos, causando um endurecimento dos músculos do cadáver e impossibilidade de mexê-los ou manipulá-los. O tempo de início e duração depende da temperatura e umidade do ambiente e do corpo. Em média começa após 4-8h, e máxima em 12-18h, e terminando após 24-36h.

É um dos quatro sinais de morte geralmente descritos como: pallor mortis, algor mortis, rigor mortis e livor mortis.

Tempos[editar | editar código-fonte]

Em média, presumindo-se temperatura ambiente de 20oC e umidade moderada a rigidez:

  • Ausente: nas primeiras 4h post-mortem;
  • Mínima: entre 4 a 8 horas;
  • Moderada: entre 8 a 12 horas;
  • Avançada: entre 12 a 18 horas;
  • Completa: entre 18 a 24 horas;
  • Dissipando: após 24 a 36 horas. Pode demorar 72h para relaxar completamente.

Causa[editar | editar código-fonte]

A causa bioquímica do rigor mortis começa com o cessamento do bombeamento de íons de cálcio para o interior do retículo sarcoplasmático (pela ausência de ATP) de forma que a concentração citossólica deste íon aumenta gradativamente, também contribui para este aumento na concentração citossólica de íon cálcio a degradação das cisternas terminais do retículo. O cálcio liberado se liga à troponina C e induz a mudança conformacional da tropomiosina expondo os sítios de ligação actina-miosina. Normalmente, as moléculas de miosina contendo ATP previamente ligado interagem com os filamentos de actina que agora têm seus sítios de ligação expostos, porém como não existe um novo ATP para desfazer o complexo ADP-miosina/actina, os músculos tornam-se rígidos.[1] A circulação sanguínea cessa, assim como o transporte do oxigênio e retirada dos produtos do metabolismo. Os sistemas enzimáticos continuam funcionando após algum tempo da morte. Assim, a glicólise continua de forma anaeróbica, gerando ácido láctico, que produz abaixamento do pH.

Fatores relevantes[editar | editar código-fonte]

Fatores que aceleram o início e fim do rigor mortis[2]:

Fatores que desaceleram o rigor mortis:

Referências

  1. Hall, John E (2011). Guyton and Hall Textbook of Medical Physiology with Student Consult Online Access 12th ed. Philadelphia: Elsevier Saunders. ISBN. p. 83. ISBN 978-1-4160-4574-8 
  2. http://study.com/academy/lesson/rigor-mortis-definition-timeline-stages.html
Ícone de esboço Este artigo sobre a morte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.