San Cristóbal de La Laguna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Espanha San Cristóbal de La Laguna 
—  Município  —
PlazadelAdelantado.JPG
Bandeira de San Cristóbal de La Laguna
Bandeira
Brasão de armas de San Cristóbal de La Laguna
Brasão de armas
San Cristóbal de La Laguna está localizado em: Ilhas Canárias
San Cristóbal de La Laguna
Localização de San Cristóbal de La Laguna nas Canárias
Coordenadas 28° 29' N 16° 19' O
Comunidade autónoma Canárias
Província Santa Cruz de Tenerife
Fundação 1496 como Villa de San Christóbal de La Gran Laguna
Área
 - Total 102,06 km²
Altitude 546 m
População (2016) [1]
 - Total 153 111
    • Densidade 1 500,2 hab./km²
Gentílico: lagunero, ra
Código postal 38200-38299
Sítio www.aytolalaguna.org
Pix.gif San Cristóbal de La Laguna *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Collage San Cristóbal de La Laguna.jpg
San Cristóbal de La Laguna
País Flag of Spain.svg Espanha
Tipo cultural
Critérios ii, iv
Referência 929 en fr es
Região** Europa e América do Norte
Histórico de inscrição
Inscrição 1999  (23ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.
Localização de San Cristóbal de La Laguna

San Cristóbal de La Laguna (ou simplesmente La Laguna) é um município da Espanha na província de Santa Cruz de Tenerife (Tenerife), comunidade autónoma das Canárias. Tem 102,06 km² de área e em 2016 tinha 153 111 habitantes (densidade: 1 500,2 hab./km²).[1] A cidade foi declarada pela UNESCO como Património da Humanidade em 1999.

É a terra natal do padre José de Anchieta, santo e missionário que foi um dos fundadores da cidade brasileira de São Paulo. Outra figura histórica importante para a cidade é Amaro Pargo, um dos famosos corsários da Época Dourada da Pirataria. Na cidade, localiza-se a Catedral de La Laguna, que é a sede da diocese de Tenerife. La Laguna está ligada ainda à cidade de Santa Cruz de Tenerife.

História[editar | editar código-fonte]

O lugar onde a cidade foi construída pertenceu ao Menceyato de Anaga, que foi um dos nove reinos aborígenes da Guanche da ilha até a conquista do Reino de Castela. Também se sabe que todo o vale de Aguere (onde a cidade está localizada) e especialmente o grande lago que estava neste lugar, foi um lugar de peregrinação para os aborígenes da ilha.[2]

A batalha de Aguere foi travada aqui em 1494. A cidade foi fundada entre 1496 e 1497 por Alonso Fernández de Lugo e foi a capital da ilha após a conclusão da conquista das ilhas. Mais tarde, a cidade também se tornou a capital de todas as ilhas Canárias. A Universidade de La Laguna foi fundada em 1701 e é a mais antiga do arquipélago.

O design da cidade, suas ruas e seus arredores são elementos compartilhados com cidades coloniais na América e La Habana em Cuba, Lima no Peru, Cartagena de Indias na Colômbia ou San Juan de Puerto Rico, entre outros. Uma vez que o plano urbano da cidade de La Laguna foi o modelo dessas cidades na América Latina.[3]

O declínio da população e economia no século 18 levou à transferência da capital para Santa Cruz de Tenerife em 1723. Desde então, Santa Cruz foi a capital da ilha de Tenerife e a única capital das ilhas Canárias. En 1927, após o que a capital do arquipélago foi compartilhada com a cidade de Las Palmas de Gran Canaria.

O aeroporto de Tenerife Norte em Los Rodeos foi inaugurado na década de 1930 e atualmente está se expandindo com companhias aéreas de baixo custo que o utilizam.

O centro histórico da cidade foi declarado Patrimônio da Humanidade em 2 de dezembro de 1999. A lagoa tem da cidade sido chamada de "Florença das Ilhas Canárias", devido ao seu grande número de igrejas e conventos, bem como a sua Antiga cidade e edifícios históricos.[4]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Variação demográfica do município entre 1991 e 2004
1991 1996 2001 2004
110 895 121 769 128 822 137 314

Atrações[editar | editar código-fonte]

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

  • La Verdellada
  • Viña Nava
  • El Coromoto
  • San Benito
  • El Bronco
  • La Cuesta
  • Taco
  • Tejina
La Laguna
  • Valle Guerra
  • Bajamar
  • Punta del Hidalgo
  • Genetos
  • Los Baldios
  • Guamasa
  • Ortigal
  • Las Mercedes
  • Batan
  • Carboneras

Festividades[editar | editar código-fonte]

No município são celebradas diversas celebrações. Os principais são:

  • Romeria de San Benito Abad:domingo de julho. É a romeria mais representativa das ilhas Canárias, em que os grupos vêm de todos os cantos do arquipélago.
  • Semana Santa: 40 dias após a Quaresma. É a celebração da Semana Santa o maior e mais importante nas Ilhas Canárias.

Cidades geminadas[editar | editar código-fonte]

Personalidades[editar | editar código-fonte]

Monumento ao Padre José de Anchieta em San Cristóbal de La Laguna.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Norte: Oceano Atlântico
Oeste: Oceano Atlântico San Cristóbal de La Laguna Leste: Santa Cruz de Tenerife
Sudoeste: Tacoronte Sul: El Rosario Sudeste: El Rosario
Centro: Tegueste

Referências

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre San Cristóbal de La Laguna
Ícone de esboço Este artigo sobre Municípios da Espanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.