Saltar para o conteúdo

Santo Antônio de Posse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Santo Antônio de Posse
  Município do Brasil  
Casa antiga em Santo Antônio de Posse
Casa antiga em Santo Antônio de Posse
Casa antiga em Santo Antônio de Posse
Símbolos
Bandeira de Santo Antônio de Posse
Bandeira
Brasão de armas de Santo Antônio de Posse
Brasão de armas
Hino
Lema Labore ac fide communitas firmatur
"Estabelecida pela Fé e pelo trabalho do povo"
Gentílico possense
Localização
Localização de Santo Antônio de Posse em São Paulo
Localização de Santo Antônio de Posse em São Paulo
Localização de Santo Antônio de Posse em São Paulo
Santo Antônio de Posse está localizado em: Brasil
Santo Antônio de Posse
Localização de Santo Antônio de Posse no Brasil
Mapa
Mapa de Santo Antônio de Posse
Coordenadas 22° 36' 21" S 46° 55' 08" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região metropolitana Campinas
Municípios limítrofes Jaguariúna, Mogi Mirim, Holambra, Itapira e Amparo
Distância até a capital 149 km
História
Fundação 13 de junho de 1850 (174 anos)
Administração
Prefeito(a) João Leandro Lolli (UNIÃO [1], 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 154,113 km²
População total (Censo 2022 (IBGE)[3]) 23 244 hab.
Densidade 150,8 hab./km²
Clima ameno
Altitude 695 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 13830-000
Indicadores
IDH (PNUD/2000[4]) 0,79 alto
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 344 201,516 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 16 411,65
Sítio www.pmsaposse.sp.gov.br (Prefeitura)
www.camarasaposse.sp.gov.br (Câmara)

Santo Antônio de Posse é um município brasileiro do estado de São Paulo, integrante da Região Metropolitana de Campinas. Sua população de acordo com o Censo 2022 (IBGE) era de 23 244 habitantes[3], possuindo uma área de 154,133 km².

História[editar | editar código-fonte]

Origens[editar | editar código-fonte]

As fazendas da região representaram um marco econômico e cultural de suma importância para o desenvolvimento local. Sendo primeiramente destinadas ao cultivo de cana-de-açúcar, elas passaram, posteriormente, devido a suas terras férteis, a cultivar café e algodão.[6]

Com a expansão da lavoura cafeeira e pela necessidade de substituição da mão-de-obra escrava, muitos estrangeiros vieram para a região à procura de trabalho. A maioria dos imigrantes eram de origem italiana, mas também vieram muitas famílias libanesas e portuguesas. Os imigrantes desempenharam um papel importante para a formação e o desenvolvimento da cidade, que hoje ainda trazem consigo reflexos da mistura cultural dos povos formadores de sua identidade.[6]

Com o aumento da necessidade de escoamento das safras de café produzidas nas fazendas, em 27 de agosto de 1875 foi inaugurada a estação ferroviária , construída no bairro que deu origem à cidade. Todo o café da região era trazido para esta estação, e nela reensacado, para depois ser transportado por trem para os portos, por isso o bairro recebeu o nome “Ressaca” – denominado assim por causa do processo de reensacamento do café.[7]

Em 1893 o bairro Ressaca foi elevado a Distrito de Paz, anexado ao município de Moji Mirim, com a denominação de “Posse”, tomando a denominação de “Posse de Ressaca” em 1938. Mais de cinquenta anos se passaram e as lideranças de Posse iniciaram o movimento visando obter a emancipação político-administrativa, que contava com o apoio da maioria absoluta da população.[6]

Finalmente, em 1953, a cidade ganhou a condição de município e passou a denominar-se “Santo Antonio de Posse”, cuja instalação oficial ocorreu em 1955. Hoje, fazendo parte da Região Metropolitana de Campinas, Santo Antonio de Posse é o quarto maior PIB entre as pequenas cidades, conciliando agricultura e indústria.

Formação territorial-administrativa[editar | editar código-fonte]

  • Distrito criado com o nome de Posse pela Lei nº 179 de 16/08/1893, com o bairro de Posse mais o distrito policial de Jaguari, no município de Mogi Mirim.[8][9]
  • O Decreto nº 9775 de 30/11/1938 mudou-lhe o nome para Posse da Ressaca.[8]
  • Município criado pela Lei nº 2.456 de 30/12/1953.[8][9]

Demografia[editar | editar código-fonte]

População[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Ano População Total
19586 508
19605 710−12,3%
19707 79936,6%
198010 87739,5%
199114 32731,7%
199614 8974,0%
200018 12421,7%
201020 65013,9%
202223 24412,6%
Fontes:[10][11][12]
Censos Demográficos IBGE e Estimativas Fundação SEADE

Dados demográficos[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População total: 18.124

  • Urbana: 14.673
  • Rural: 3.451
  • Homens: 9.132
  • Mulheres: 8.992

Densidade demográfica (hab./km²): 117,61

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 13,45

Expectativa de vida (anos): 72,56

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,12

Taxa de alfabetização: 88,61%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,790

  • IDH-M Renda: 0,735
  • IDH-M Longevidade: 0,793
  • IDH-M Educação: 0,843

(Fonte: IPEADATA)

Frota de Veículos[editar | editar código-fonte]

Total: 17.674

  • Carros: 9.471
  • Motocicletas: 3.426
  • Caminhonetes: 1.529
  • Caminhões: 927
  • Outros veículos automotores: 2.321

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 22º36'22" sul e a uma longitude 46º55'10" oeste, estando a uma altitude de 695 metros.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Ferrovias[editar | editar código-fonte]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

No setor de telefonia a cidade era atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que inaugurou a central telefônica utilizada até os dias atuais[14]. Em 1998 esta empresa foi vendida para a Telefônica, que em 2012 adotou a marca Vivo para suas operações[15].

Administração[editar | editar código-fonte]

Feriados municipais[editar | editar código-fonte]

  • 13 de junho: aniversário do município - Dia de Santo Antônio
  • 8 de dezembro: Dia de Nossa Senhora da Conceição

Turismo[editar | editar código-fonte]

A tranquila cidade de Santo Antônio de Posse possui alguns pontos turísticos voltados à tradição da cidade e à natureza, conheça melhor os mais belos pontos turísticos do Município e saiba aonde ir quando visitar a cidade.

Santo Antônio de Posse vem trabalhando para criar um segmento de Turismo Ecológico e também Turismo Religioso, até o momento, todos os projetos estão em desenvolvimento para futuramente serem disponibilizados.

Praça da Matriz[editar | editar código-fonte]

A tradicional Praça Coronel David Baptista, carinhosamente chamada de Praça da Matriz, é um local onde a população Possense costuma passear e prestigiar muitos eventos que acontecem ao longo do ano.

Igreja Santo Antônio[editar | editar código-fonte]

A Igreja Santo Antônio é um dos símbolos da cidade. Construída em 1894 sempre foi referência para os católicos, tanto para as missas quanto para as festas religiosas que acontecem no salão da paróquia. Em dezembro, todo ano, o local recebe a montagem de um presépio que fica aberto para visitação.

Letreiros "Eu Amo Santo Antônio de Posse"[editar | editar código-fonte]

Com o objetivo de fomentar o turismo e valorizar o que a cidade tem de melhor, a hospitalidade, foram instalados os letreiros com o nome da cidade em cinco pontos do município, onde se pode ler “Eu amo Santo Antônio de Posse”. Poucas horas após a sua instalação, o novo símbolo que integra o paisagismo do município, já era visitado e fotografado.

Fazenda São José[editar | editar código-fonte]

A Fazenda São José é uma propriedade centenária, originária do ciclo cafeeiro, que nas três últimas décadas foi transformada em um sistema diversificado de produção agroecológica.

Fazenda Marambaia[editar | editar código-fonte]

A Fazenda Marambaia é um dos principais patrimônios históricos da cidade. Com belas paisagens, a propriedade rural conta com 22 alqueires. Originalmente utilizada para a produção cafeína, a fazenda foi arrematada em 2007 e restaurada aos poucos. Atualmente a nova gestão vem reimplantando e promovendo o paisagismo no projeto CASA PARQUE com 10ha, sob a orientação e dedicação do nosso amigo Paisagista Oscar Bressane. A mata ciliar e o corredor de fauna estão em recuperação. O viveiro produz muito do que aqui plantamos. Um trabalho que não tem fim. Ainda bem!

Comunidade João Batista[editar | editar código-fonte]

Um dos locais mais queridos pelos agricultores de Santo Antônio de Posse é a Comunidade São João Batista, carinhosamente conhecida como Comunidade do Barreiro, no bairro Córrego Bonito. Desde 2005, a comunidade responsável pela Igreja de São João Batista recebeu uma série de melhorias em torno de sua igreja. Um grande espaço de lazer foi construído com tanque, gramado e árvores para receber os visitantes e os moradores em festas e eventos.

Paineira[editar | editar código-fonte]

Logo na entrada da cidade uma imponente Paineira recebe o visitante sendo um dos símbolos da cidade com sua beleza e grandiosidade. Esta espécie de árvore é encontrada por toda a cidade, inclusive dando o nome a um bairro de chácaras denominado Colina das Paineiras.

Personalidades[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Representantes». União Brasil. Consultado em 29 de setembro de 2022 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Panorama do Censo 2022». Panorama do Censo 2022. Consultado em 8 de janeiro de 2024 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. a b c IBGE. «Histórico de Santo Antônio de Posse». Consultado em 26 de março de 2017 
  7. «Posse de Ressaca -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 10 de janeiro de 2024 
  8. a b c Seade, Fundação. «HISTÓRICO DA FORMAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DE POSSE | Fundação Seade». produtos.seade.gov.br. Consultado em 10 de janeiro de 2024 
  9. a b «Exposição Cenários - As Cidades do Interior de São Paulo no começo do Século XX - Legislação». www.al.sp.gov.br. Consultado em 10 de janeiro de 2024 
  10. «Censos Demográficos (1991-2022) | IBGE». www.ibge.gov.br 
  11. «Censos Demográficos (1872-1980) | IBGE». biblioteca.ibge.gov.br 
  12. «Biblioteca Digital Seade | Fundação Seade». bibliotecadigital.seade.gov.br 
  13. «Posse de Ressaca-nova -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 5 de outubro de 2020 
  14. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  15. «Nossa História». Telefônica / VIVO 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]