Super Mario Bros. 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a versão japonesa de Super Mario Bros. 2, veja Super Mario Bros.: The Lost Levels.
Super Mario Bros. 2
Super Mario Bros 2.jpg
Super Mario Bros. 2
Produtora(s) Nintendo
Editora(s) Nintendo
Plataforma(s) Nintendo Entertainment System
Super Nintendo Entertainment System
Game Boy Advance
Virtual Console
Data(s) de lançamento
Gênero(s) Plataforma
Modos de jogo Um jogador
Classificação ESRB Everyone.svg ESRB América do Norte
PEGI 3.svg PEGI Europa
Média Cartucho de 2 Mega; Disco FDS
Controles Joystick

Super Mario Bros. 2, lançado no Japão como Super Mario USA (スーパーマリオUSA? Sūpā Mario USA), é um jogo eletrônico lançado para o Nintendo Entertainment System. Mais tarde foi relançado na coletânea Super Mario All-Stars para Super Nintendo Entertainment System.

O jogo que se tornou Super Mario Bros. 2 começou como um protótipo para um jogo cooperativo de scrolling vertical de dois jogadores, que foi mais tarde batizado de Yume Kōjō: Doki Doki Panic. Depois da Nintendo of America descobrir que a versão japonesa de Super Mario Bros. 2 era muito difícil e similar a seu predecessor, Yume Kōjō: Doki Doki Panic foi convertido de volta como uma sequela de Super Mario Bros. para o lançamento fora do Japão.[1]

Com isso, a versão japonesa de Super Mario Bros. 2 chegou mais tarde com o título Super Mario Bros.: The Lost Levels na coletânea Super Mario All-Stars.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A versão japonesa foi lançada em 1986 para Famicom Disk System, dispositivo lançado apenas no Japão que adicionava ao Famicom mais memória e um drive de disquetes. O jogo apresentava a mesma jogabilidade e características do original Super Mario Bros. mas trazia novos levels muito mais difíceis.

Super Mario Bros. 2 US (USA) VERSION (chamado assim só no Japão) foi lançado em 1988, apresentava um universo e características totalmente diferentes do jogo original. Nesse jogo Mario, Luigi, Princess Peach e Toad devem salvar a terra dos sonhos, conhecida como Subcon, do vilão Wart.

O jogo tem apenas 20 fases divididas em sete mundos.

Versões[editar | editar código-fonte]

Super Mario Bros. 2 (Japão)[editar | editar código-fonte]

Super Mario Bros. 2 (Japão) é a continuação natural de Super Mario Bros. Apresenta novos níveis, mantendo o estilo do jogo original. Na tela de título, o jogador deve escolher entre Mario ou Luigi, não existindo o modo para dois jogadores. O jogo introduz algumas novidades como o Poisonous Mushroom, um cogumelo que fere Mario ou Luigi quando tocado; Warp Zones reversas, que, ao contrário das tradicionais, levam o jogador para estágios anteriores; inimigos com mais habilidades e 5 mundos secretos.

Esse jogo é considerado o mais difícil da série Mario. Por considerar o excessivo nível de dificuldade do jogo frustrante e uma rejeição à diversão, a Nintendo americana resolveu não lançar o jogo nos EUA. Mais tarde, em 1993, o jogo foi lançado como parte da coletânea Super Mario All Stars com o título de Super Mario Bros.: The Lost Levels.

Super Mario Bros. 2 (EUA)[editar | editar código-fonte]

Super Mario Bros. 2 (EUA) é um jogo produzido pela Nintendo americana e lançado em 1988. O jogo apresenta universo e jogabilidade totalmente diferentes de Super Mario Bros. original. O motivo pelo qual essa versão americana é tão diferente é simples, originalmente esse não é um jogo da série Mario. Não contente com o grau de dificuldade de Super Mario Bros. 2 lançado do Japão a Nintendo americana resolveu fazer sua própria versão do jogo. Para isso fizeram algumas pequenas alterações em um jogo japonês chamado Doki Doki Panic. A produtora apenas substituiu os sprites dos personagens e itens do jogo original para os da série Mario, os cenários e inimigos permaneceram os de Doki Doki Panic. A história escolhida pela produtora para explicar o universo diferente não foi das melhores, o jogo todo é um sonho de Mario.

Em Yume Kojo: Doki Doki Panic o jogador pode escolher entre 4 personagens de uma família (pai, mãe e dois filhos, um garoto e uma garota) árabe.

O garoto (chamado Imajin) virou Mario, a mãe (de nome "Mama") virou Luigi, a irmã (Lina) virou a princesa Peach e o pai (Papa) virou Toad. Cada um deles herdou uma das características dos personagens originais. Luigi pula mais alto; Peach tem pulos mais longos, porém é lenta e tem pouca força pra arremessar vegetais; Toad é o mais forte, porém não é muito bom ao correr e pular; e Mario tem um pouco de cada habilidade sendo o personagem mais balanceado. O tradicional pulo sobre os inimigos não é mais o ataque principal de Mario, agora os inimigos morrem a serem atingidos por vegetais que o jogador retira do chão.

Neste jogo não há canos verdes, ou Goombas ou Koopas. Ao invés disso, você pode encontrar novos inimigos, que mais tarde seriam encontrados em futuros jogos do encanador, tais como Shy Guys, Birds, etc. No entanto, não falta um elemento familiar: as estrelas (embora sejam difíceis de serem encontradas). Para pegar a estrela, o jogador deverá coletar todas as cinco cerejas.

Para avançar no jogo, o personagem terá de superar obstáculos muito diferentes daqueles vistos no jogo anterior, como areia movediça ou destruir paredes com bombas (Bomb). Nos castelos, ao contrário daqueles vistos no jogo anterior, há portas que só podem ser abertas ao encontrar as chaves guardadas por máscaras que reagem violentamente a quem tenta pegá-las; às vezes, atrás da porta, é uma passagem para um outro mundo, mas não sempre o caso. Os chefes, são diferentes em cada mundo, exceto em dois deles, no qual, são exatamente iguais. A falta de canos verdes no jogo, é substituída pelos vasos, os quais desempenham um papel muito semelhante a eles os personagens já sabiam que era um sonho mas não avisaram Mario.

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
Allgame 4.5 de 5 estrelas.[2]
GSpot 8.0/10[3]


Super Mario Bros. 2 rendeu dez milhões de cópias vendidas e foi o terceiro jogo mais vendido lançado para o Nintendo Entertainment System na época.[4] Nintendo Power listou Super Mario Bros. 2 como o oitavo melhor jogo eletrônico para o Nintendo Entertainment System, mencionando que apesar de seu predecessor não ser um jogo de Mario, foi capaz de se manter por si mesmo com seus próprios méritos e releituras únicas no formato reconhecível da série.[5] Super Mario Bros. 2 foi listadoi como o 108º de 200 em "Melhor Jogos em Suas Épocas" pela Electronic Gaming Monthly.[carece de fontes?] GamesRadar o qualificou como o sexto melhor jogo de NES feito. A equipe elogiou o jogo e outros jogos de 8 bits por serem uma grande melhoria que as sequelas de 2012, que na opinião deles eram somente pequenas melhorias.[6]

Referências

  1. «The Secret History of Super Mario Bros. 2» (em inglês). Wired. 1 de abril de 2011. Consultado em 24 de novembro de 2016. 
  2. Miller, Skyler. «Super Mario Bros 2 – Overview». Allgame. Arquivado desde o original em November 14, 2014. Consultado em May 5, 2015. 
  3. Navarro, Alex. «Super Mario Bros 2 Review». GameSpot. Consultado em December 6, 2012. 
  4. «All Time Top 20 Best Selling Games». May 21, 2003. Arquivado desde o original em February 21, 2006. Consultado em 2006-12-01. 
  5. «NP Top 200» 231 Nintendo Power [S.l.] August 2008: 71. 
  6. «Best NES Games of all time». GamesRadar. April 16, 2012. Consultado em 2013-12-05. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]