Taça Guanabara de 1966

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Taça Guanabara 1966
Guanabara
Dados
Participantes 6
Período 4 de agosto – 7 de setembro
Gol(o)s 37
Partidas 16
Média 2,31 gol(o)s por partida
Campeão Fluminense
Vice-campeão Flamengo
Melhor marcador Mário (Fluminense) e Silva "Batuta" (Flamengo) - 4 gols
Melhor ataque (fase inicial) Bangu e Flamengo - 7 gols
Melhor defesa (fase inicial) 1 gol: Botafogo
Maior goleada
(diferença)
Bangu 4–1 Bonsucesso
Rio de Janeiro

27 de agosto
◄◄ Guanabara Taça Guanabara de 1965 Soccerball.svg Taça Guanabara de 1967 Guanabara ►►

A Taça Guanabara de 1966 foi a segunda edição da Taça Guanabara, porém não foi o primeiro turno do Campeonato Carioca de Futebol de 1966, e sim uma competição à parte, que classificava o seu campeão para a Taça Brasil de 1966.[1][2] O vencedor foi o Fluminense.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Inicialmente a Taça Guanabara de 1966 estava programada para ser disputada por quatro participantes, que seriam os quatro primeiros colocados no Campeonato Carioca de 1965,[4] mas posteriormente teve o seu número aumentado para seis, a saber, pela ordem de colocação: Flamengo, Bangu, Fluminense e Botafogo (empatados em terceiro lugar, pois não havia critério de desempate, embora o Fluminense tivesse mais vitórias, gols a favor e melhor saldo de gols), Vasco da Gama e Bonsucesso.[5]

Tendo havido empate em número de pontos (7) durante a competição, Flamengo e Fluminense fizeram partida desempate para decidir o título,[3] com o Fluminense tendo a vantagem do empate durante a partida e após sua prorrogação, por conta de ter um melhor saldo de gols (quatro contra dois).[6]

Ao vencer o Flamengo por 3 a 1 no jogo extra, o Fluminense terminou a Taça Guanabara de 1966 com três vitórias e três empates, nove gols a favor e três contra, se sagrando o primeiro campeão invicto da História da Taça Guanabara.[3]

Fórmula de disputa[editar | editar código-fonte]

Os seis participantes jogaram contra os demais participantes apenas em jogos de ida no sistema de pontos corridos. Em caso de empate por pontos, jogo(s) extra(s) para decidir o título.[3] Em caso de empate no jogo extra e na sua prorrogação, sagraria-se campeão o time de melhor campanha.[7]

Campanha do campeão[editar | editar código-fonte]

  1. Fluminense 0–0 Botafogo.[3]
  2. Fluminense 1–0 Bonsucesso.
  3. Fluminense 0–0 Bangu.
  4. Fluminense 2–2 Flamengo.
  5. Fluminense 3–0 Vasco da Gama.
Jogo extra
6. Fluminense 3–1 Flamengo.

Decisão - Jogo extra[editar | editar código-fonte]

Fluminense 3–1 Flamengo[8]
Data - 7 de setembro de 1966.
Local - Estádio do Maracanã.
Público - 69.730 pagantes.
Renda - NCr$ 101.154,81.
Árbitro - Aírton Vieira de Morais.
Gols - 1° tempo: Fluminense 1 a 0, Amoroso aos 30'; Final: Fluminense 3 a 1, Mário aos 62' e 85' e Silva Batuta aos 70'.
Fluminense - Jorge Vitório, Oliveira, Caxias, Altair e Bauer; Denílson e Jardel; Amoroso, Samarone, Mário e Lula. Técnico: Elba de Pádua Lima "Tim".
Flamengo - Valdomiro, Murilo, Mário Braga, Ditão e Paulo Henrique; Carlinhos e Juarez; Fio "Maravilha", Almir, Silva "Batuta" e Osvaldo "Ponte Aérea". Técnico: Armando Renganeschi.

Premiação[editar | editar código-fonte]

Taça Guanabara de 1966
Rio de Janeiro
FLUMINENSE
Campeão
(1º título)

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]