Taquaral

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Taquaral, veja Taquaral (desambiguação).
Taquaral
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Taquaral
Bandeira
Brasão de armas de Taquaral
Brasão de armas
Hino
Gentílico taquaralense[1]
Localização
Localização de Taquaral em São Paulo
Localização de Taquaral em São Paulo
Mapa de Taquaral
Coordenadas 21° 04' 19" S 48° 24' 36" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região metropolitana Ribeirão Preto
Municípios limítrofes Bebedouro, Pitangueiras, Jaboticabal e Taiuva.
Distância até a capital 360 km
História
Fundação 1919 (101 anos)
Aniversário 22 de agosto
Administração
Prefeito(a) Laercio Vicente Scaramal (PTB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [3] 54,208 km²
População total (Censo IBGE/2010[4]) 2 726 hab.
Densidade 50,3 hab./km²
Clima Tropical úmido[2] (Cfa)
Altitude 639 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[5]) 0,765 alto
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 35 384,274 mil
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 11 982,48
Sítio taquaral.sp.gov.br (Prefeitura)

Taquaral é um município brasileiro do estado de São Paulo, parte da Região Metropolitana de Ribeirão Preto (RMRP).

História[editar | editar código-fonte]

Em 1910, seis alqueires (aprox. sete hectares) da fazenda Taquaral, bem como todos os seus imóveis, foram adquridos pela prefeitura do município de Pitangueiras.

Taquaralteve seu primeiro passo no dia 13 de Abril de 1910. Neste dia, em que poucos sabem da sua importância, foi lavrada a escritura aonde o Sr. João Alexandre da Silva e sua esposa Maria Victória da Trindade Netta doaram 6 alqueires desmembrados da Fazenda Taquara.

A fazenda e consequentemente a cidade receberam este nome por ser conhecida pela fartura de Taquara naquela região. No dia seguinte, as escrituras, os proprietários de terras da região enviaram seus funcionários para fazerem a limpeza das taquaras.

Em 11 de dezembro de 1919 foi criado o distrito de Taquaral. Após plebiscito em 1993, o distrito foi elevado a município em 30 de dezembro do mesmo ano.[7][8]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 21º04'19" sul e a uma longitude 48º24'37" oeste, estando a uma altitude de 639 metros. Sua população estimada em 2004 era de 2.867 habitantes.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Taxa de alfabetização = 85,7

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Comunicações[editar | editar código-fonte]

A cidade era atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP)[9], que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[10], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[11] para suas operações de telefonia fixa.

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Documentação Territorial do Brasil: Taquaral - SP» (PDF). IBGE. Consultado em 31 de maio de 2008 
  2. «Cartograma - Unidades Climáticas do Brasil». IBGE. Consultado em 31 de maio de 2008 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  4. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  7. «Taquaral/SP: Confira a história da cidade - parte 1». Jornal Impacto Bebedouro. Consultado em 27 de junho de 2017 
  8. «Taquaral/SP: Confira a história da cidade - parte 3». Jornal Impacto Bebedouro. Consultado em 27 de junho de 2017 
  9. «Área de atuação da Telesp em São Paulo». Página Oficial da Telesp (arquivada) 
  10. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  11. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]