The Jungle Book (2016)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde novembro de 2017).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
The Jungle Book
O Livro da Selva (PT)
Mogli: O Menino Lobo[1] (BR)
Pôster oficial
 Estados Unidos
2016 •  cor •  105[2] min 
Direção Jon Favreau
Produção Brigham Taylor
Jon Favreau
Roteiro Justin Marks
Baseado em O Livro da Selva
de Rudyard Kipling
Narração Ben Kingsley
Elenco Neel Sethi
Scarlett Johansson
Ben Kingsley
Idris Elba
Lupita Nyong'o
Scarlett Johansson
Giancarlo Esposito
Christopher Walken
Jennifer Seguin
Género Aventura
Música Harry Gregson-Williams
Hans Zimmer
Cinematografia Bill Pope
Edição Mark Livolsi
Companhia(s) produtora(s) Walt Disney Pictures
Fairview Entertainment
Distribuição Walt Disney Studios Motion Pictures
Lançamento Estados Unidos 15 de abril de 2016
Brasil Portugal 14 de abril de 2016
Idioma Inglês
Orçamento US$ 175 milhões[2]
Receita US$ 966 550 600[2]
Página no IMDb (em inglês)

The Jungle Book é um filme estadunidense de aventura, realizado por Jon Favreau, escrito por Justin Marks, e produzido pela Walt Disney Pictures. Baseado no romance The Jungle Book de Rudyard Kipling, é um remake do desenho animado homônimo de 1967 e o segundo live action da empresa baseado no mesmo romance — o primeiro fora lançado em 1994.[3] Os principais atores são Neel Sethi, Bill Murray, Ben Kingsley, Idris Elba, Scarlett Johansson, Lupita Nyong'o, Giancarlo Esposito, Christopher Walken e Jennifer Seguin.

O filme precisou de muitos efeitos de computação gráfica para representar os animais e os cenários, com as gravações sendo feitas inteiramente em Los Angeles. Foi lançado em Disney Digital 3-D, RealD 3D, IMAX 3D, D-Box, assim como outros formatos premium, em 15 de abril de 2016 nos EUA e um dia antes no Brasil.

Mogli: O Menino Lobo foi recebido com aclamação universal por parte da crítica e do público, arrecadando mais de $960 milhões mundialmente e se tornando a quinta maior bilheteria de 2016.

Foi dedicado à memória de Garry Shandling, a voz original do Porco-Espinho Ikki, que falecera a 24 de março, antes da estreia do filme, sendo este o seu último papel.

O filme venceu o Oscar de Melhores Efeitos Visuais, em 2017.

Em 22 de maio de 2016, a Disney anunciou a sequência de Mogli: O Menino Lobo para 2019.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Sinopse do longa: “Uma aventura épica inédita sobre Mogli (novato Neel Sethi), um menino criado por uma família de lobos que não é mais bem vindo quando o temido tigre Shere Khan (voz de Idris Elba), que carrega cicatrizes causadas por um humano, promete eliminar-lo pois o considera uma ameaça. Forçado a sair do bando por Akela (voz de Giancarlo Esposito) o líder da alcateia Mogli entra em uma viagem com Baguera (voz de Ben Kingsley) que o criara desde criança em busca de uma aldeia de humanos para que Mogli fique seguro. Porem no meio do caminho Shere Khan luta com Baguera pela vida de Mogli que graças a ajuda de Baguera consegue escapar. Perdido em uma floresta desconhecida Mogli encontra Kaa (voz de Scarlett Johansson) uma serpente de voz encantadora que pretende devorar o menino. que no ultimo momento é salvo por Balu (voz de Bill Murray). Balu aproveita as engenhosidades e invenções de Mogli para pegar colmeias no topo de uma colina e em troca o levaria em uma aldeia de humanos. Contudo com o passar do tempo Mogli se apega a Balu e tornam-se grandes amigos, portanto Mogli decide ficar com Balu. Porem em um certo momento Rei Loiue (voz de Christopher Walken) descobre sobre a existência de Mogli e o rapta em busca do domínio da flor vermelha (fogo) que consegue escapar do Rei macaco graças a ajuda de Baguera e Balu. Quando Mogli descobre que Shere Khan matou Akela o menino decide confrontar o tigre em um duelo mortal.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem Dublagem Estados Unidos Dublagem Brasil Dobragem Portugal
Mogli Neel Sethi (live action)
Kendrick Reyes (criança; live action)
Arthur Valadares Daniel Moreira[4]
O pai de Mogli Ritesh Rajan (live action)
Balu Bill Murray Marcos Palmeira Mário Redondo[4]
Baguera Ben Kingsley Dan Stulbach Paulo B.[4]
Shere Khan Idris Elba Thiago Lacerda Luís Mascarenhas[4]
Raksha Lupita Nyong'o Júlia Lemmertz Solange Santos
Kaa/Casca Scarlett Johansson Alinne Moraes Rita Tristão[4]
Rei Louie/Rei Lu Christopher Walken Tiago Abravanel Carlos Freixo (diálogos)
Paulo Oom (canções)
Akela Giancarlo Esposito Dário de Castro José Neves
Irmão Lobo Gray/Cinza Brighton Rose
Puppeteer Allan Trautman
Mãe Nilgai Sara Arrington
Rama Ralph Ineson
Ficha técnica  Brasil Portugal Portugal
Vozes adicionais Bruno Rocha / Guto Nejaim / Isadora Infante
Manolo Rey / Thiago Fagundes / Philippe Maia
Nando Sierpe / Charles Emmanuel / Edu Pinheiro
Enzo Simi / Stephanie Blue / Rafael Mezadri
Taryn Szpilman / Anderson Coutinho / Fernando Mendonça
Francisco Junior / Ronalth Abreu / Sheila Dorfman
Pamella Rodrigues / Enzo Danneman / Maurício Berger
Eduarda Móras / Rodrigo Lombardi
Miguel Luz (Pangolim),[4] Fer0m0nas[4]
Direção Andrea Murucci
Tradução André Bighinzoli
Supervisão musical Félix Ferrà
Direção musical Jill Viegas
Tradução musical Pavlos Euthymiou
Homenagem a tradução musical Telmo Perle Münch
Dublado nos Estúdios TV Group Digital (Visom Digital)

Produção[editar | editar código-fonte]

A 9 de Julho de 2013, o filme foi anunciado, com Justin Marcas o escritor do filme.[5] A 5 de Novembro de 2013, foi anunciado que Jon Favreau iria realizar o filme.[6] A 6 de Março de 2014, é anunciado que Idris Elba daria voz a Shere Khan.[7] A 23 de Abril, é anunciado que Scarlett Johansson e Lupita Nyong'o dariam voz a Kaa e Raksha, respectivamente.[8] A 25 de Junho de 2014, é anunciado que Ben Kingsley daria voz ao Bagheera.[9] A 15 de Julho, é anunciado que Neel Sethi iria interpretar Mowgli.[10] A 28 de Julho de 2014, é anunciado que Christopher Walken e Giancarlo Esposito dariam voz a King Louie e Akela, respectivamente.[11] A 1 de Agosto de 2014, é anunciado que Bill Murray daria voz a Baloo.[12] Richard M. Sherman, que ao lado do seu falecido irmão Robert B. Sherman, ambos escritores de canções dos filmes originais da Disney, irá escrever novas canções para o filme,[13] e "The Bare Necessities" irá ser reciclada por ele, e cantada por Bill Murray.[14] A 13 de Janeiro de 2015,a data de lançamento foi adiada de 15 de Outubro de 2015, para 15 de Abril de 2016 nos Estados Unidos.[15]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Até o dia 30 de maio de 2016, Mogli: O Menino Lobo arrecadou US$ 364 milhões na América do Norte e US$ 602 milhões em outros territórios para um total mundial de US$ 966 milhões. O filme foi lançado em um total de 28 000 telas RealD 3D e teve uma estréia mundial IMAX de U$ 20,4 milhões.[16]

América do Norte

As projeções para sua semana de estréia nos Estados Unidos e no Canadá foram continuamente revisto em alta a partir de US$ 60 milhões para tão elevado quanto US$ 88 milhões, com quadrantes masculinos e também do sexo feminino e para os mais velhos mais velhos, sendo o sorteio prime. Ele será lançado na 4028 cinemas dos quais 3100 cinemas será em 3D, incluindo 376 telas IMAX, 463 telas de grande formato premium e 145 D-Box locais. Ele fez US$ 4,2 milhões com previews da quinta-feira e US$ 32,4 milhões em seu dia de abertura.[17]

Fora da América do Norte

Mogli: O Menino Lobo foi lançado em cerca de 65 países. No âmbito internacional, que abriu em 15 mercados e 69 IMAX telas, uma semana antes de sua estréia nos EUA e enfrentou competições notáveis ​​do recém-chegado O Caçador e a Rainha do Gelo e o resquício Batman vs Superman: A Origem da Justiça, o último dos quais foi entrando em seu terceiro fim de semana. A razão por trás do padrão de liberação divididos foi porque a Disney queria obter algum espaço antes do próprio estúdio, para Capitão América: Guerra Civil ser liberado no início de Maio, bem como aproveitar as férias escolares e evitando concorrentes locais. Ele eventualmente arrecadou US$ 31 700 000 estreando em primeiro lugar em todos os mercados e em segundo lugar geral na bilheteria internacional, atrás de Batman vs Superman: A Origem da Justiça, que estava passando em 67 mercados. em seu segundo fim de semana, ele irá se expandir em mais 45 países.[18]

Na Índia, ele marcou o segundo maior dia de abertura para um filme de Hollywood, ganhando US$ 1,51 milhões (atrás de Os Vingadores: Era de Ultron) a partir de cerca de 1500 telas e passou a marcar a segundo maior abertura do fim de semana para um filme de Hollywood de todos os tempos com US$ 8,4 milhões de 1600 telas, atrás apenas de Velozes e Furiosos 7, em termos de local, bem como a moeda dos EUA, um desempenho melhor do que o esperado de seu inicio de US$ 5-6 milhões de projeção de abertura. a sua semana de estréia só na Índia superou a toda vida total dos outros live-action da Disney como Cinderela, Malévola, Oz - Mágico e Poderoso e Alice no País das Maravilhas, no país. em seguida, ele passou a marcar a maior abertura em uma única semana para um filme de Hollywood, com US$ 15,1 milhões. em outros lugares, que abriu com US$ 7,4 milhões na Rússia, US$ 2,8 milhões na Austrália, US$ 2,3 milhões na Argentina e na Malásia, ele marcou o maior fim de semana de abertura para um filme da Disney em live-action, com US$ 2,3 milhões.[19]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Mogli: O Menino Lobo recebeu aclamação mundial dos críticos, com os elogios destinados a seus efeitos visuais, as performances do elenco de voz, direção de Favreau e sua fidelidade tanto para o filme de animação, quanto para as obras originais de Kipling. Na avaliação do site agregador Rotten Tomatoes, o filme tem um índice de aprovação de 95%, com base em 170 avaliações, com uma classificação média de 7,7 / 10. O consenso crítico do site diz: "Como é lindo de se ver, como é cativante para assistir, Mogli: O Menino Lobo é o remake que realmente melhora a seus antecessores. Tudo ao mesmo tempo estabelecendo um novo padrão para o CGI". No Metacritic o filme tem um pontuação de 77 em 100, baseado em 49 críticos, indicando "avaliações favoráveis". em CinemaScore, o público deu ao filme uma nota média de "A" em um A+ em escala F. 97% da audiência deu ao filme um A ou um B. Mais de 25% da multidão deram nota A+ entre aqueles com menos de 18 anos de idade e também para o público acima dos 50 anos.

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Mogli - O Menino Lobo (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  2. a b c «The Jungle Book : Total Lifetime Grosses : Worldwide:» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 6 de novembro de 2017.. Arquivado do original em 7 de novembro de 2017 
  3. Nibley, Alexander (26/05/1997). "Are Films Using Names in Vain?. The Los Angeles Times.
  4. a b c d e f g «"O Livro da Selva": Conheça os atores portugueses que dão voz às personagens». Gralha presumida em "Daniel Moreia". SapoMag. 15 de abril de 2016. Consultado em 7 de novembro de 2017. 
  5. The Deadline Team. «Justin Marks To Adapt Live-Action 'Jungle Book' Reboot At Disney - Deadline». Deadline. Consultado em 13 de dezembro de 2014. 
  6. Borys Kit. «Jon Favreau in Talks to Direct 'Jungle Book' for Disney». The Hollywood Reporter. Consultado em 13 de dezembro de 2014. 
  7. Borys Kit. «Idris Elba to Voice Man-Eating Tiger in Disney's 'Jungle Book'». The Hollywood Reporter. Consultado em 13 de dezembro de 2014. 
  8. Borys Kit. «Scarlett Johansson, Lupita Nyong'o in Talks for Disney's 'Jungle Book' (Exclusive)». The Hollywood Reporter. Consultado em 13 de dezembro de 2014. 
  9. «Ben Kingsley, 'The Jungle Book': Actor to Voice Bagheera in Disney Pic - Variety». Variety. Consultado em 13 de dezembro de 2014. 
  10. «Disney Finds its Mowgli in Newcomer Neel Sethi for 'The Jungle Book' - Variety». Variety. Consultado em 13 de dezembro de 2014. 
  11. The Deadline Team. «Disney's 'Jungle Book' Adds Christopher Walken And Giancarlo Esposito - Deadline». Deadline. Consultado em 13 de dezembro de 2014. 
  12. The Deadline Team. «Disney's 'Jungle Book' Adds Christopher Walken And Giancarlo Esposito - Deadline». Deadline. Consultado em 13 de dezembro de 2014. 
  13. Pat Cerasaro. «Richard Sherman Set To Pen New Songs For Disney's THE JUNGLE BOOK Movie Remake». Consultado em 26 de dezembro de 2014. 
  14. «Bill Murray will sing as Baloo the Bear in The Jungle Book». Digital Spy. Consultado em 26 de dezembro de 2014. 
  15. Pamela McClintock. «Jon Favreau's 'Jungle Book' Switches Places With 'Finest Hours,' Pushed to Spring 2016». The Hollywood Reporter. Consultado em 14 de janeiro de 2015. 
  16. «The Jungle Book (2016) (2016) - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com. Consultado em 18 de abril de 2016. 
  17. «The Jungle Book (2016) (2016) - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com. Consultado em 18 de abril de 2016. 
  18. «The Jungle Book (2016) (2016) - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com. Consultado em 18 de abril de 2016. 
  19. «The Jungle Book (2016) (2016) - Box Office Mojo». www.boxofficemojo.com. Consultado em 18 de abril de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.