Victor Hope, 2.º Marquês de Linlithgow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Victor Alexander John Hope, 2º Marquês de Linlithgow ou simplesmente Linlithgow., KG, KT, FRSE, GCSI, GCIE, OBE, TD, PC, DL, LLD (24 de setembro de 1887 – 5 de janeiro de 1952) foi um estadista britânico que serviu como governador-geral e vice-rei da Índia de 1936 a 1943.

Início da vida e da família[editar | editar código-fonte]

Hope nasceu em Hopetoun House, na Escócia, em 24 de setembro de 1887. Ele era o filho mais velho de John Adrian Hope, 7º Conde de Hopetoun, depois 1.º Marquês Linlithgow, e Hersey Everleigh-de-Moleyns, filha do quarto Barão Ventry;[1] a sua madrinha foi a Rainha Victoria.[2] Hope foi educado no Colégio Eton. Em 29 de fevereiro de 1908, aos 21 anos, sucedeu a seu pai como o 2.º Marquês Linlithgow. [3]

Início de carreira[editar | editar código-fonte]

Linlithgow serviu como oficial na Frente Ocidental durante a Primeira Guerra Mundial, com o posto de coronel. Ele comandou um batalhão dos Royal Scots. Ele foi mencionado em diversos despachos de oficiais da época e chegou a ser nomeado Oficial da Ordem do Império Britânico. [3]

Em seguida, atuou em pequenos cargos e papéis nos governos conservadores da década de 1920 e 30. De 1922 até 1924, ele serviu como o chefe civil do Almirantado. Ele também foi também presidente da Liga da Marinha, de 1924 até 1931, e do Conselho de Investigação Médica e do órgão de gestão do Imperial College de Londres. Linlithgow também presidiu a comissão sobre a distribuição e os preços da produção agrícola e foi ainda presidente da Faculdade de Agricultura de Edimburgo e do Leste da Escócia, até 1933. Em 1926, ele foi presidente da Comissão Real sobre a Agricultura na Índia, publicando conclusões e relatórios em 1928.[4] Uma década mais tarde, ele se tornou Vice-rei da Índia, mostrou um interesse pessoal na área de nutrição, que foi para o topo da agenda de pesquisa".[5] Na década de 1930 ele foi também presidente da comissão Indiana de reforma constitucional. [3]

O vice-rei[editar | editar código-fonte]

A Hopetoun House

Tendo recusado anteriormente o governo do território da Austrália (seu pai foi o primeiro Governador-Geral da Austrália, então ele teve certas facilidades em receber este convite),[6] ele tornou-se o Vice-rei da Índia,[7] sucedendo o Marques de Willington. Chegou à India, com sua esposa, filhas e pessoal, em 17 de abril de 1936.[8]

Em 8 de agosto de 1940, Hope fez uma declaração em nome do governo Britânico em que ofereceu mais direitos no governo da Índia para os indianos comuns, contudo, a proposta foi rejeitada pela maioria dos políticos indianos, incluindo o Partido do Congresso e até a Liga Muçulmana.

Durante o Vice-reinado de Hope, surgiram litígios entre a administração Britânica e o Congresso, tal levou à maciça desobediência civil indiana, liderada por Mahatma Gandhi, através de uma campanha clamando pela saída dos britânicos da Índia. Linlithgow suprimiu os distúrbios, prendendo os líderes do Congresso, evidentemente a situação não foi resolvida a longo prazo e a Índia conseguiria independência. Pela atitude autoritária, Hope é considerado parcialmente culpado pela fome de 1943 em Bengala.[9]

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Hope aposentou-se em 1943, após sete anos de mandato como vice-rei, tendo sido a mais longo da história da índia britânica. Ele foi elogiado por seu desempenho a frente da função por alguns colegar britânicos, contudo evidentemente que a desobediência cívil causou a queda de Linlithgow. [3]

Títulos e Estilos[editar | editar código-fonte]

  • 1887-1902: Victor Alexandre,John Hope, Visconde Aithrie [7]
  • 1902-1908: Victor Alexandre John Hope, Conde de Hopetoun [7]
  • 1908-1917: O muito Honorável Marquês de Linlithgow [7]
  • 1917-1919: O muito Honorável Marquês de Linlithgow, TD [7]
  • 1919-1928: O muito Honorável Marquês de Linlithgow, OBE, TD [7]
  • 1928-1929: O muito Honorável Marquês de Linlithgow, KT, OBE, TD [7]
  • 1929-1935: O muito Honorável Marquês de Linlithgow, KT, GCIE, OBE, TD [7]
  • 1935-1936: O muito Honorável Marquês de Linlithgow, KT, GCIE, OBE, TD, PC [7]
  • 1936-1943: Sua Excelência, O muito Honorável Marquês de Linlithgow, Vice-rei e Governador-Geral da Índia, KT, GCSI, GCIE, OBE, TD, PC [7]
  • 1943-1952: O muito Honorável Marquês de Linlithgow, KG, KT, GCSI, GCIE, OBE, TD, PC [7]
    • na Escócia: Maio de 1944, de Maio de 1945: Sua Graça, O Senhor Alto Comissário [7]

Família[editar | editar código-fonte]

Em 19 de abril de 1911, casou-se com Doreen Maud Milner (1886-1965), a filha mais nova de Sir Frederick Milner.[10] Eles tiveram dois filhos e três filhas:

  • Charles Frederick William Hope, 3º Marquês de Linlithgow (7 de abril de 1912 – 1987); sucedeu o pai como Marquês[3]
  • John Hope, 1º Barão Glendevon (7 de abril de 1912 – 18 de janeiro de 1996); tornou-se um político Conservador e se casou com a filha do escritor inglês W. Somerset Maugham[3]
  • Lady Anne Adeline (nascida em 27 de janeiro de 1914)[3]
  • Lady Joana Isabel (nascida em 21 de setembro de 1915)[3]
  • Lady Doreen Hersey Winifred (nascido em 17 de junho de 1920), a mãe de Lucinda Verde, uma famosa praticante de Hipismo.[3]

Referências

  1. Viceroy at Bay: Lord Linlithgow in India, 1936-43, por John Glendevon
  2. Dictionary of Australian Artists Online
  3. a b c d e f g h i Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome fonte
  4. Linlithgow (Chairman); et al. (1928), Comissão Real de Agricultura, Calcutta: Governo da India, consultado em 2 de Agosto de 2010 
  5. Arnold, David (2000), Ciência, Tecnologia e Medicina na India Colonial, ISBN 0-521-56319-4, The New Cambridge History of India. Parte III, Volume 5, Cambridge, Reino Unido: Cambridge University Press, p. 201, consultado em 12 de Agosto de 2010  |ISBN= e |isbn= redundantes (ajuda)
  6. Australian Dictionary of Biography
  7. a b c d e f g h i j k l Viceroy at Bay: Lord Linlithgow in India, 1936-43, by John Glendevon
  8. News and Views (1936), p. 5: "Lord e Lady Linlithgow, amanhã, com suas três filhas e pessoal, chegam pelo novo navio P & O Liner S. S. Strathmore, em uma Sesta-feita, 17 de Abril, de manhã, e serão escoltados até Bumbaí pelo Navio Real Indiano".
  9. Richard Stevenson, Bengal Tiger and British Lion: An Account of the Bengal Famine of 1943. Publicado em 1943
  10. John Glendevon, Viceroy at Bay: Lord Linlithgow in India, 1936-43