Syed Ahmed Khan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Syed Ahmed Khan
Syed Ahmed Khan
Nascimento 17 de outubro de 1817
Deli (Império Mogol)
Morte 27 de março de 1898 (80 anos)
Aligarh (Índia britânica)
Sepultamento Aligarh
Cidadania Índia britânica
Alma mater
Ocupação juiz, filósofo, cavaleiro, advogado, político, teólogo
Religião Islão
Assinatura

Sir Syed Ahmed Khan Bahadur,[1] KCSI, GCSI, chamado popularmente de Sir Syed (em urdu: سید احمد خان;Deli, 17 de Outubro de 1817Aligarh, 27 de Março de 1898) foi um educador e político indiano, pioneiro na modernização da educação islãmica na Índia.[2]

Vida[editar | editar código-fonte]

Um pragmatista[3] muçulmano indiano, reformador islâmico,[4][5] filósofo e educador[6] na Índia britânica do século XIX Embora inicialmente defendendo a unidade hindu-muçulmana, ele se tornou o pioneiro da Nacionalismo muçulmano na Índia e é amplamente creditado como o pai da teoria das duas nações,[7][8] que formou a base do movimento paquistanês. Nascido em uma família com grandes dívidas com a corte mogol, Ahmad estudou o Alcorão e as Ciências dentro da corte. Ele foi premiado com um LL.D. honorário da Universidade de Edimburgo em 1889.[9][10][8]

Em 1838, Sir Syed entrou ao serviço da Companhia das Índias Orientais e tornou-se juiz em um Tribunal de Pequenas Causas em 1867, aposentando-se em 1876. Durante a Guerra da Independência de 1857, ele permaneceu leal ao Raj britânico e foi conhecido por as suas ações para salvar vidas europeias.[4] Após a rebelião, ele escreveu o livreto The Causes of the Indian Mutiny – uma crítica ousada, na época, de várias políticas britânicas que ele culpou por causar a revolta. Acreditando que o futuro dos muçulmanos estava ameaçado pela rigidez de sua visão ortodoxa, Sir Syed começou a promover a educação científica ao estilo ocidental. fundando escolas e jornais modernos e organizando empreendedores islâmicos.

Em 1859, Syed fundou a Escola Gulshan em Muradabad, a Escola Victoria em Ghazipur em 1863, e uma sociedade científica para muçulmanos em 1864. Em 1875, fundou o Muhammadan Anglo-Oriental College, a primeira universidade muçulmana no sul da Ásia.[11] Durante sua carreira, Syed repetidamente convocou os muçulmanos a servir lealmente ao Raj britânico e promoveu a adoção do urdu como a língua franca de todos os muçulmanos indianos. Syed criticou o Congresso Nacional Indiano.

Sir Syed mantém um forte legado no Paquistão e entre os muçulmanos indianos. Ele influenciou fortemente outros líderes muçulmanos, incluindo Allama Iqbal e Muhammad Ali Jinnah. Sua defesa da tradição racionalista do Islã e uma reinterpretação mais ampla e radical do Alcorão para torná-lo compatível com a ciência e a modernidade continua a influenciar a reforma islâmica global. Muitas universidades e edifícios públicos no Paquistão levam o nome de Sir Syed.[12]

A Aligarh Muslim University celebrou o 200º centenário de nascimento de Sir Syed com muito entusiasmo em 17 de outubro de 2017. O ex- presidente da Índia Pranab Mukherjee foi o principal convidado.[13][14]

Publicações[editar | editar código-fonte]

Trabalhos jurídicos[editar | editar código-fonte]

  • Lei nº 10 (Lei do Selo) de 1862.
  • Lei nº 14 (Lei de Limitação) 1859–1864.
  • Lei nº 16 (sobre documentos de registro) - Allyson, 1864.
  • Lei nº 18 (relativa aos direitos das mulheres) 1866.

Obras religiosas[editar | editar código-fonte]

  • Jila al- Qulub bi Zikr al-Mahbub (Deleite dos corações em lembrar o amado), Delhi, 1843.
  • Tuhfa-i Hasan (O presente para Hasan), 1844
  • Tarjama fawa'id al-afkar fi amal al-farjar, Delhi 1846.
  • Mazumm ba nisbat tanazzul ulum-i-diniya wa Arabiya wa falsafa-i-Yunaniya, Agra, 1857.
  • Risala Tahqiq Lafzi-i-Nassara, 1860.
  • Ahkam Tu'am Ahl-Kitab, Kanpur, 1868.
  • Risala ho wal Mojud, 1880.
  • Kimiya-i-Sa'dat, 2 fasl, 1883.
  • Namiqa fi Bayan Mas'ala Tasawwur al-Shaikh, Aligarh, 1883.
  • Rah-i-Sunnat dar rad-i-bid'at, Aligarh, 1883.
  • Tarqim fi qisa ashab al-kahf wal-Raqim, Agra, 1889.
  • Izalat ul-Chain as Zi'al Qarnain, Agra, 1889.
  • Khulq al-Insan ala ma fi al-Quran, Agra, 1892.
  • Al-Du'a Wa'l Istajaba, Agra, 1892.
  • Tahrir fi Usul al-Tafsir, Agra, 1892.
  • Al-Nazar Fi Ba'z Masa'il Imam Al-Ghazzali, Agra.
  • Risala Ibtal-i-Ghulami, Agra, 1893.
  • Tafsir al-Jinn Wa'l Jan ala ma fi al-Qur'an, Rahmani Press, Lahore, 1893, Agra, 1891.
  • Tabyin-ul-Kalam fi Tafsir-al-turat-wa'l Injil ala Mullat-al-Islam (O Comentário Muçulmano sobre a Bíblia Sagrada).
  • Tafsir-ul-Qura'n
Vol. I Aligarh, 1880,
Vol. II Aligarh, 1882, Agra, 1903.
Vol. III Aligarh, 1885
Vol. IV Aligarh, 1888
Vol. V Aligarh, 1892.
Vol. VI Aligarh, 1895
Vol. VII Agra, 1904.
  • Tafsir-a-Samawat, Agra.
  • Tasfiyad al'Aquid (Sendo a correspondência entre Syed Ahmad Khan e Maulana Muhammad Qasim de Deobund).

Obras Históricas[editar | editar código-fonte]

Página de título do Comentário do Alcorão por Sir Syed Ahmed Khan
  • A'in-e-Akbari (Edição com Ilustração), Delhi.
  • Asrar-us-Sanadid (i) Syed-ul-Akhbar, 1847, (II) Mata-i-Sultani, 1852.
  • Description des monument de Delhi in 1852, D'a Pre Le Texte Hindostani De Saiyid Ahmad Khan (tr. de M. Garcin De Tassy), Paris, 1861.
  • Jam-i-Jum, Akbarabad, 1940.
  • Silsilat-ul-Muluk, Musaraf ul Mataba', Delhi, 1852.
  • Tarikh-i-Firoz Shahi (edição, Sociedade Asiática, Calcutá, 1862).
  • Tuzuk-i-Jahangiri (edição Aligarh, 1864).

Trabalhos biográficos[editar | editar código-fonte]

  • Al-Khutbat al-Ahmadiya fi'l Arab wa'I Sirat al-Muhammadiya : Aligarh, 1900, tradução para o inglês, Londres, 1869–1870.
  • Sirat-i-Faridiya, Agra, 1896.

Trabalhos políticos[editar | editar código-fonte]

  • Asbab-i-Baghawat-e-Hind, urdu 1858 e edição em inglês, Banaras.
  • Palestra Congresso Nacional Indiano Madras Par, Kanpur, 1887.
  • Palestras sobre o Ato XVI de 1864, proferidas em 4 de dezembro de 1864 para a Sociedade Científica, Allygurh, 1864.
  • Musalmanon ki qismat ka faisla (Taqarir-e-Syed Ahmad Khan e Syed Mehdi Ali Khan etc.) Agra, 1894.
  • Em Hunter's: Londres de nossos muçulmanos indianos, 1872.
  • Estado Atual da Política Indiana (consistindo em palestras e discursos) Allahabad, 1888.
  • Sarkashi Zilla Binjor, Agra 1858.

Palestras[editar | editar código-fonte]

  • Iltimas be Khidmat Sakinan-i-Hindustan dar bad tarraqi ta' lim ahl-i.Hind, Ghazipore, 1863.
  • Palestra dar bab targhib wa tahris talim itfal-i-Musalmanan, em 1895, Agra 1896.
  • Palestra Madrasaat ul-Ulum Aligarh Key Tarikhi halat Par, Agra. 1889.
  • Palestra Ijlas Dahum Muhammadan Conferência Educacional, Agra, 1896.
  • Palestra Muta'liq Ijlas Yazdahum Muhammadan Conferência Educacional, Agra, 1896.
  • Resolução Majmu'a Haye dah sala (Resoluções aprovadas pela Conferência Educacional Anglo-Oriental Muhammadan de 1886 a 1895) ed. por Sir Syed Ahmad, Agra, 1896.
  • Relatório Salana (Relatório Anual da Pensão de Madrasat-ul-Ulum 1879–1880).
  • Khutbat-e-Ahmadia na resposta a "The Life of Mohamed" de William Muir, foi escrito em 1870.
Sir Syed com seu filho Syed Mahmood, neto Syed Ross Masood e alguns admiradores.

Obras reunidas[editar | editar código-fonte]

  • Khutut-i-Sir Syed, ed Ross Masud, 1924.
  • Majuma Lecture Kaye Sir Syed ed. Munshi Sirajuddin, Sadhora 1892.
  • Maqalat-i-Sir-Syed ed. by 'Abdullah Khvesgri, Aligarh, 1952.
  • Maqalat-i-Sir Syed, ed. By Muhammad Ismail, Lahore,
  • Makatib-i-Sir Syed, Mustaq Husain, Delhi, 1960.
  • Maktubat-i-Sir Syed, Muhammad Ismail Panipati, Lahore, 1959.
  • Makummal Majumua Lectures wa speeches. ed. Malik Fazaluddin, Lahore, 1900.
  • Muktubat al-Khullan ed. Mohd. Usman Maqbul, Aligarh 1915.
  • Tasanif-i-Ahmadiya (coleção de obras de Syed Ahmad Khan sobre temas religiosos) em 8 partes.
  • Stress on Holy Quran.
  • Reformation of Faith.

Diversos[editar | editar código-fonte]

  • On the Use of the Sector (Urdu), Syed-ul-Akbar, 1846.
  • Qaul-i-Matin dar Ibtal-i-Harkat i Zamin, Delhi, 1848.
  • Tashil fi Jar-a-Saqil, Agra, 1844.
  • Ik Nadan Khuda Parast aur Dana dunyadar Ki Kahani, Badaon, 1910.
  • Kalamat-ul-Haqq, Aligarh

Jornais, relatórios e procedimentos[editar | editar código-fonte]

  • Tehzeeb-ul-Ikhlaq.
  • Aligarh Institute Gazette.
  • Anais da Conferência Educacional de Muhammadens.
  • An Account of the Loyal Muhammadans of India, Partes I, II, III, Moufussel Press, Meerut, 1860.
  • Anais da Sociedade Científica.
  • Estatutos da Sociedade Científica.
  • Discursos e discursos relacionados ao Muhammadan Anglo-Oriental College em Aligarh (1875–1898) ed. Nawab Mohsin-ul-Mulk, Aligarh, 1898.

Referências

  1. «Sir Syed Ahmad Khan | Genealogy of Sir Syed». www.sirsyedtoday.org. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2017 
  2. S. KUMAR (2000). Educational Philosophy in Modern India. [S.l.]: Anmol Publications Pvt. Ltd. p. 59. ISBN 81-261-0431-7 
  3. Dietrich Reetz. «Enlightenment and Islam: Sayyid Ahmad Khan's Plea to Indian Muslims for Reason». The Indian Historical Review, Delhi. 14 (1–2): 206–218 
  4. a b Cyril Glasse (2001) The New Encyclopedia of Islam, Altamira Press
  5. Encyclopedia of Islam and the Muslim World, Thompson Gale (2004)
  6. «Ahmad Khan, Sayyid – Oxford Islamic Studies Online». www.oxfordislamicstudies.com (em inglês) 
  7. «Misreading Sir Syed». The Indian Express (em inglês). 17 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2019 
  8. a b «Two-nation theory: Aligarh boys remember Sir Syed Ahmed Khan». The Express Tribune (newspaper) (em inglês). 19 de outubro de 2011. Cópia arquivada em 27 de março de 2019 
  9. «Sir Syed Ahmad Khan-Man with a Great Vision». www.irfi.org. Cópia arquivada em 29 de outubro de 2016 
  10. «Beacon in the dark: Father of the two-nation theory remembered». The Express Tribune (newspaper) (em inglês). 27 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 27 de março de 2019 
  11. «Sir Syed Ahmad Khan | The greatest Muslim reformer and statesman of the 19th Century.» (em inglês). 1 de junho de 2003. Consultado em 11 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 12 de setembro de 2016 
  12. «'Commercialisation of Sir Syed's name': Court seeks input from city's top managers – The Express Tribune» (em inglês). 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 11 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 11 de abril de 2016 
  13. «Sir Syed Day: Why October 17 Is Important For AMU And Its Alumni». NDTV. 17 de outubro de 2017. Consultado em 17 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 17 de outubro de 2017 
  14. «Mukherjee calls for research at AMU celebration». The New Indian Express. Consultado em 27 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.