Syed Ahmed Khan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Syed Ahmed Khan
Nascimento 17 de outubro de 1817
Deli
Morte 27 de março de 1898 (80 anos)
Aligarh
Sepultamento Aligarh
Cidadania Índia britânica
Alma mater
Ocupação juiz, filósofo, cavaleiro, advogado, político, teólogo
Religião Islão
Assinatura
Sir syed signature.svg

Sir Syed Ahmed Khan Bahadur,[1] KCSI, GCSI, chamado popularmente de Sir Syed (em urdu: سید احمد خان;Deli, 17 de Outubro de 1817Aligarh, 27 de Março de 1898) foi um educador e político indiano, pioneiro na modernização da educação islãmica na Índia.[2]

Vida[editar | editar código-fonte]

Um pragmatista[3] muçulmano indiano, reformador islâmico,[4][5] filósofo e educador[6] na Índia britânica do século XIX Embora inicialmente defendendo a unidade hindu-muçulmana, ele se tornou o pioneiro da Nacionalismo muçulmano na Índia e é amplamente creditado como o pai da teoria das duas nações,[7][8] que formou a base do movimento paquistanês. Nascido em uma família com grandes dívidas com a corte mogol, Ahmad estudou o Alcorão e as Ciências dentro da corte. Ele foi premiado com um LL.D. honorário da Universidade de Edimburgo em 1889.[9][10][8]

Em 1838, Sir Syed entrou ao serviço da Companhia das Índias Orientais e tornou-se juiz em um Tribunal de Pequenas Causas em 1867, aposentando-se em 1876. Durante a Guerra da Independência de 1857, ele permaneceu leal ao Raj britânico e foi conhecido por as suas ações para salvar vidas europeias.[4] Após a rebelião, ele escreveu o livreto The Causes of the Indian Mutiny – uma crítica ousada, na época, de várias políticas britânicas que ele culpou por causar a revolta. Acreditando que o futuro dos muçulmanos estava ameaçado pela rigidez de sua visão ortodoxa, Sir Syed começou a promover a educação científica ao estilo ocidental. fundando escolas e jornais modernos e organizando empreendedores islâmicos.

Em 1859, Syed fundou a Escola Gulshan em Muradabad, a Escola Victoria em Ghazipur em 1863, e uma sociedade científica para muçulmanos em 1864. Em 1875, fundou o Muhammadan Anglo-Oriental College, a primeira universidade muçulmana no sul da Ásia.[11] Durante sua carreira, Syed repetidamente convocou os muçulmanos a servir lealmente ao Raj britânico e promoveu a adoção do urdu como a língua franca de todos os muçulmanos indianos. Syed criticou o Congresso Nacional Indiano.

Sir Syed mantém um forte legado no Paquistão e entre os muçulmanos indianos. Ele influenciou fortemente outros líderes muçulmanos, incluindo Allama Iqbal e Muhammad Ali Jinnah. Sua defesa da tradição racionalista do Islã e uma reinterpretação mais ampla e radical do Alcorão para torná-lo compatível com a ciência e a modernidade continua a influenciar a reforma islâmica global. Muitas universidades e edifícios públicos no Paquistão levam o nome de Sir Syed.[12]

A Aligarh Muslim University celebrou o 200º centenário de nascimento de Sir Syed com muito entusiasmo em 17 de outubro de 2017. O ex- presidente da Índia Pranab Mukherjee foi o principal convidado.[13][14]

Referências

  1. «Sir Syed Ahmad Khan | Genealogy of Sir Syed». www.sirsyedtoday.org. Cópia arquivada em 14 de outubro de 2017 
  2. S. KUMAR (2000). Educational Philosophy in Modern India. [S.l.]: Anmol Publications Pvt. Ltd. p. 59. ISBN 81-261-0431-7 
  3. Dietrich Reetz. «Enlightenment and Islam: Sayyid Ahmad Khan's Plea to Indian Muslims for Reason». The Indian Historical Review, Delhi. 14 (1–2): 206–218 
  4. a b Cyril Glasse (2001) The New Encyclopedia of Islam, Altamira Press
  5. Encyclopedia of Islam and the Muslim World, Thompson Gale (2004)
  6. «Ahmad Khan, Sayyid – Oxford Islamic Studies Online». www.oxfordislamicstudies.com (em inglês) 
  7. «Misreading Sir Syed». The Indian Express (em inglês). 17 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 7 de fevereiro de 2019 
  8. a b «Two-nation theory: Aligarh boys remember Sir Syed Ahmed Khan». The Express Tribune (newspaper) (em inglês). 19 de outubro de 2011. Cópia arquivada em 27 de março de 2019 
  9. «Sir Syed Ahmad Khan-Man with a Great Vision». www.irfi.org. Cópia arquivada em 29 de outubro de 2016 
  10. «Beacon in the dark: Father of the two-nation theory remembered». The Express Tribune (newspaper) (em inglês). 27 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 27 de março de 2019 
  11. «Sir Syed Ahmad Khan | The greatest Muslim reformer and statesman of the 19th Century.» (em inglês). 1 de junho de 2003. Consultado em 11 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 12 de setembro de 2016 
  12. «'Commercialisation of Sir Syed's name': Court seeks input from city's top managers – The Express Tribune» (em inglês). 1 de fevereiro de 2012. Consultado em 11 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 11 de abril de 2016 
  13. «Sir Syed Day: Why October 17 Is Important For AMU And Its Alumni». NDTV. 17 de outubro de 2017. Consultado em 17 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 17 de outubro de 2017 
  14. «Mukherjee calls for research at AMU celebration». The New Indian Express. Consultado em 27 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.