Império Mogol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Império Mongol.
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Abril de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Império Mogol

Império Mugal • Império Mogul • گورکانیانGūrkāniyānمغلیہ سلطنتMug̱liyah Salṭanat

15261540
15551857
Mughal1700.png
O Império Mogol na sua máxima extensão (1700).
Continente Ásia
Região Subcontinente indiano
Capitais Agra (1526–1540; 1555–1571)
Fatehpur Sikri (1571–1585)
Laore (1586–1598)
Agra (1598–1648)
Shahjahanabad (Deli; 1648–1857)
Países atuais  Afeganistão
 Bangladesh
 Índia
Paquistão

Idiomas persa (oficial e da corte)
chagatai (só nos primeiros tempos)
urdu (falada)
Religiões oficiais islão sunita (1526–1857)
din-i-ilahi (1582–1605)
Moeda rupia

Forma de governo Monarquia absoluta, estado unitário
com estrutura de federação
Imperador
•  1526–1530   Babur
•  1837-1858   Bahadur Xá II

História  
•  21 de abril
de 1526
  Vitória de Babur sobre Ibrahim Lodi na Primeira batalha de Panipate
•  1540–1555   Invasão pelo Império Suri
•  3 de março
de 1707
  Morte de Aurangzeb, último grande imperador mogol
•  21 de setembro
de 1857
  Captura de Bahadur II no fim do Cerco de Deli, último confronto da Rebelião de 1857
•  1858   Deposição formal e exílio de Bahadur Xá II

População
 • 1650   145 000 000  (est.)
Estados antecessores e sucessores

O Império Mogol, Império Mugal ou Império Mogul (em urdu: مغلیہ سلطنت; transl.: Mug̱liyah Salṭanat),[1][2] autodesignado Gurkani (em persa: گورکانیان; transl.: Gūrkāniyān; "genro") foi um Estado existente entre 1526 e 1857 (com um interregno entre 1540 e 1555) que chegou a dominar quase todo o subcontinente indiano. A designação mogol parece ter sido apenas atribuída durante o século XIX e deriva de mongol, denotando a ascendência direta de Gengis Khan de seu fundador, Babur. A designação usada pelos portugueses para o imperador mogol era grão-mogol.

O Império Mogol foi fundado em 1526, entrou em declínio a partir do início do século XVIII e foi extinto em definitivo pelo poderio britânico em 1857. No seu auge, o império foi possivelmente o Estado mais rico, sofisticado e poderoso do planeta. Contava com uma população entre 110 e 130 milhões de habitantes, distribuída em um território de mais de quatro milhões de quilómetros quadrados, que compreendia a maior parte do que é hoje a Índia, Paquistão, Afeganistão e Bangladesh. Após 1725 o poder mogol entrou em rápido declínio, ao qual se atribuem variadas causas: guerras de sucessão, crises agrárias que fizeram eclodir revoltas locais, o aumento da intolerância religiosa para com a maioria não muçulmana e, finalmente, o golpe dado pelo colonialismo britânico. O último imperador, Bahadur Xá II, cujo domínio efetivo se restringia à cidade de Deli, foi aprisionado e depois exilado pelos britânicos em consequência de seu envolvimento na Revolta dos Sipais.

A era clássica do império iniciou-se com a ascensão ao trono de Akbar, o Grande em 1556 e chegou ao fim com a morte de Aurangzeb em 1707. Durante este período, o império caracterizou-se por uma administração eficiente e altamente centralizada, que interconetou as diferentes regiões da Índia. A exemplo do Taj Mahal, todos os monumentos significativos edificados pelos mogóis — o seu mais visível legado — provêm desta época.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre o Império Mogol
Ícone de esboço Este artigo sobre Estado extinto, integrado ao Projeto Estados Extintos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Flag of IndiaHourglass icon   Este artigo sobre história da Índia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Balfour, E.G. (1976). Encyclopaedia Asiatica: Comprising Indian-subcontinent, Eastern and Southern Asia. New Delhi: Cosmo Publications. S. 460, S. 488, S. 897. ISBN 978-81-7020-325-4 
  2. John Walbridge. God and Logic in Islam: The Caliphate of Reason. [S.l.: s.n.] p. 165. Persianate Mogul Empire.