Dinastia Sung

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
History of China.gif
História da China
ANTIGA
Dinastia Zhou 1122/1027 AEC–221 AEC
Dinastia Chin 221 AEC–206 AEC
Dinastia Han Ocidental 206 AEC–220 EC
Dinastia Xin
Dinastia Han Oriental
Três Reinos 220–280
  Wei, Shu & Wu
Dezesseis Reinos
304–439
Dinastia Sui 581–618
Dinastia Tang 618–907
5 Dinastias e
10 Reinos

907–960
Dinastia Liao
907–1125
Dinastia Song
960–1279
  Song do Norte Xia
  Song do Sul Jin
Dinastia Yuan 1271–1368
Dinastia Ming 1368–1644
Dinastia Qing 1644–1911
MODERNA
República da China 1912–1949
República Popular
da China

1949–presente
Republica
da China (Taiwan)

1945–presente


Territórios das dinastias Song e suas contemporâneas

A dinastia Song ou Sung, que governou a China de 960 a 1279, deveu a sua existência a um jovem oficial que pensou ter tido uma visão. Essa visão significava, declarou, que um novo imperador iria tirar a China das mãos do jovem imperador Kung-ti, da dinastia Chou. Os oficiais seus colegas pensaram que aquilo queria dizer que o seu general, Chão Kuang-yin, seria o novo imperador. Acordaram-no e proclamaram-no como novo governante, Sung Tai Tsu.

A dinastia Song pode ser dividida em dois períodos distintos: o Song do Norte (chinês: 北宋, 960–1127), que se refere ao período em que a capital do Império chinês estava na cidade setentrional de Kaifeng; e o Song do Sul (chinês: 南宋, 1127–1279), que começou quando o Império perdeu controlo de Kaifeng e do Norte da China para a Dinastia Jin. Durante este período final, a dinastia transferiu a sua capital para Hangzhou, a sul do rio Yangtze.

Tai Tsu e os seus sucessores esforçaram-se por reorganizar a China após mais de cinquenta anos de guerra civil, mas a tarefa era superior às forças de que dispunham. Em 1068, Wang An-Shih, primeiro-ministro no tempo do imperador Sung Shen Tsung, impôs a reforma do governo, simplificou o sistema de impostos e diminui o exército, transformando-o numa força de dimensões mais razoáveis. No entanto, estas reformas não viriam a ser devidamente executadas, o que abriu caminho para que os Mongóis, comandados por Genghis Khan e depois por Kublai Khan, acabassem por ocupar o país, em 1279. Antes disso, os mongóis já tinham conquistado o Norte da China, acabando com a dinastia Jin em 1234.

As artes da China, durante o período Song, reflectem a moral do país. Os poetas e pintores olhavam para o passado, tentando imitar ou recordando glórias e realizações passadas. Foi na Dinastia Sung que foi elaborado o Wujing Zongyao, um manual contendo as técnicas e equipamentos militares mais modernos da época.

Filósofo Zhu Xi, dinastia Song

Foi por volta desta época que surgiram os contadores de histórias profissionais na China, vagueando de um lado para o outro como os trovadores da Europa Ocidental, entretendo os que conseguiam convencer a escutá-los a troco de algumas moedas. Com o tempo, estes homens seriam os predecessores dos romancistas chineses.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Dinastia Sung

A dinastia song e irmao da dinastia tang

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Roberts, John A. G., History of China (título original), Palgrave MacMillan, 1999 (primeira edição), 2006 (segunda edição), ISBN 978-989-8285-39-3, págs-
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.