Whole Foods Market

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Whole Foods Market
Sede da Whole Foods em Austin no Texas
Razão social Whole Foods Market, Inc.
Tipo Empresa de capital aberto
Slogan "Whole Foods, Whole People, Whole Planet"[1]
(em Inglês)
Cotação NASDAQ: WFM
S&P 500
Indústria Mercearia
Loja de conveniência
Fundação 20 de outubro de 1980 (37 anos) em Austin, Texas
 Estados Unidos
Fundador(es) John Mackey e Renee Lawson
Sede Austin, Texas
 Estados Unidos
Proprietário(s) Amazon.com
Website oficial Wholefoodsmarket.com/

A Whole Foods Market Inc. é ume rede de supermercados multinacional dos Estados Unidos que comercializa produtos naturais, orgânicos ou sem preservantes, sabores, cores e gorduras artificais.[2] É a maior rede do gênero e inspirou o surgimento de outras empresas no mundo como a Mundo Verde e Eataly.[3]

Em 15 de Junho de 2017, foi anunciado que a Amazon.com realizou uma oferta de compra de 100% das ações da empresa por US$ 13.7 bilhões ou US$ 42 por ação, um aumento de 27 centavos por ação.[4] Ao final da aprovação pelos orgãos competentes, será a maior compra realizada pela Amazon.com e expandirá a presença da empresa no varejo físico.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1978, os fundadores da rede John Mackey e Renee Lawson pediram $ 45.000,00 emprestados da família e amigos para fundar uma loja de produtos vegetarianos chamada SaferWay em Austin, sendo o nome uma paródia da rede de supermercados Safeway. Na mesma época, ambos foram despejados de seus respectivos apartamentos por armazenar produtos das lojas neles e decidiram morar em uma delas.[6][7]

Interior de uma loja da Whole Foods Market, no bairro de Bowery em Manhattan

Dois anos depois, John e Renee se juntaram com Craig Weller e Mark Skiles da Clarksville Natural Grocery, para fundir os dois negócios e fundar a primeira loja Whole Foods Market. Em 980 m², 19 funcionários e a inclusão de carne no sortimento de produtos, era maior que a maioria das lojas de produtos saudáveis da época.[8]

Após o Memorial Day de 25 de maio de 1981, a maior enchente em 70 anos atingiu Austin.[9] O estoque da Whole Foods foi arrasado e a maioria do mobiliário e maquinário foi danificado. As perdas estimadas foram superiores a $ 400.000,00 e nada havia previamente sido segurado. Clientes, vizinhos, funcionários, credores, vendedores e investidores auxiliaram na reabertura da loja que ocorreu 28 dias depois.[8]

Nos anos seguintes, a empresa se dedicou a expansão em número de unidades e geográfica para outros estados dos Estados Unidos e outros países como Canadá e Reino Unido.

Em Junho de 2017, a Amazon.com realizou uma uma oferta de compra para a Whole Foods de $ 13.7 bilhões.[10] A intenção anunciada da empresa com a transação seria a de expandir a presença no varejo físico e testar em larga escala as tecnologias desenvolvidas para logística e distribuição desenvolvidas nos últimos anos.[11]

365 By Whole Foods Market[editar | editar código-fonte]

Logotipo da 365 By Whole Foods Market

Em Junho de 2015, a empresa anunciou um versão mais barata e voltada para a geração millenial das suas lojas tradicionais, denominada "365 By Whole Foods Market".[12][13] O novo modelo de loja usa etiquetas de preços digitais e a maior parte da comunicação visual interna se dá por meio de um aplicativo específico para smartphones. Além disso, as lojas terão a meta de lixo zero, doar todo alimento perto do vencimento e usar luzes LED, assim como refrigeradores à base de dióxido de carbono.[14] Jeff Turnas foi escolhido como presidente da divisão.[15]

Para cortar custos, os consumidores irão pegar os produtos diretamente de pallets.[16] Alguns itens, como verduras, serão vendidos por unidades ao invés do peso. Para itens que ainda são vendidos por peso, os consumidores pesam, e etiquetam os produtos antes de chegar no caixa registrador automático.[17] Para a 365, foi criado um programa de benefícios especial segredo das lojas Whole Foods tradicionais.[17]

A primeira loja 365 by Whole Foods abriu em Maio de 2016, no bairro de Silverlake em Los Angeles.[18][19][20] A segunda loja abriu dois meses depois em Lake Oswego no estado do Oregon[16][21] seguida de uma terceira loja dois meses depois em Bellevue em Washington.[22] A quarta loja seria aberta somente em Abril de 2017 em Cedar Park no Texas.[23] A expansão nos meses seguintes se deu nos estados Illinois,[24] Indiana, Ohio, Georgia[25] e Flórida.[17]

Em crítica ao novo formato, uma repórter do jornal The Motley Fool escreveu que as novas lojas era "uma combinação aproximada de quitanda, loja de conveniência e restaurante que uma mercearia tradicional de fato"[26] enquanto um repórter do MarketWatch chamou de "paraíso hispter" por causa da tecnologia empregada e a eficiência em corte de custo.[27] A maior parte das críticas foram positivas, porém consumidores relataram a falta de pessoas para ajudar nos pedidos via tablets.[28]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Declaration of Independence» (em inglês). Wholefoodsmarket.com. Consultado em 26 de junho de 2017 
  2. Marcelo Nakagawa (21 de fevereiro de 2014). «Conheça o supermercado que prega o Capitalismo Consciente». Estadão. Consultado em 26 de junho de 2017 
  3. Edson Porto e Tatiana Achcar (29 de abril de 2010). «Onde está o verde?». Época Negócios. Consultado em 26 de junho de 2017 
  4. Adam Samson (16 de junho de 2017). «Amazon anuncia plano de compra da rede Whole Foods por US$ 13,7 bilhões». Folha de S.Paulo. Consultado em 26 de junho de 2017 
  5. Nick Wingfield (16 de junho de 2017). «Amazon to Buy Whole Foods for $13.4 Billion» (em inglês). New York Times. Consultado em 26 de junho de 2017 
  6. John Moore. «Run, Gun, and Have Fun — Whole Foods Market style» (em inglês). Brand Autopsy. Consultado em 1 de julho de 2017 
  7. Kai Ryssdal (26 de fevereiro de 2007). «John Mackey on Whole Foods' growth» (em inglês). Marketplace. Consultado em 1 de fevereiro de 2017 
  8. a b Whole Foods Market. «Whole Foods Market History» (em inglês). Wholefoodsmarket.com. Consultado em 1 de julho de 2017 
  9. Michael Barnes (28 de abril de 2015). «Reader Memories of 1981 Memorial Day Flood in Austin: Part 1.» (em inglês). Austin360. Consultado em 1 de julho de 2017 
  10. Nick Turner, Selina Wang e Spencer Cooper (16 de junho de 2017). «Amazon to Acquire Whole Foods for $13.7 Billion». Bloomberg. Consultado em 1 de julho de 2017 
  11. Spencer Sooper e Alan Sherman (26 de junho de 2017). «Robôs da Amazon entrarão em ação após aquisição da Whole Foods». Uol Economia. Consultado em 1 de julho de 2017 
  12. Andrew Khouri (11 de junho de 2015). «Whole Foods names its 'hip' lower-cost stores 365» (em inglês). Los Angeles Times. Consultado em 28 de julho de 2017 
  13. Roger Yu (11 de julho de 2015). «Whole Foods to name new 'streamlined' chain 365» (em inglês). USA Today. Consultado em 28 de julho de 2017 
  14. Adele Peters (4 de novembro de 2016). «Whole Foods is Launching a Budget Store That Will Aim To Be Susteinable And Zero Waste» (em inglês). Fastcompany.com. Consultado em 28 de julho de 2017 
  15. Sarah Keller (16 de maio de 2016). «The Whole Foods Playbook Foir Reaching New Markets» (em inglês). Fastcompany.com. Consultado em 18 de julho de 2017 
  16. a b Jon Bell (12 de julho de 2016). «Sneak Peek: 365 by Whole Foods preps for its grand opening in Lake Oswego (Photos)» (em inglês). Portland Business Journal. Consultado em 28 de julho de 2017 
  17. a b c Tracy Saelinger (18 de julho de 2016). «How do Whole Foods' new 365 grocery stores compare to Trader Joe's?» (em inglês). Today. Consultado em 28 de julho de 2017 
  18. Stephanie Strom (11 de abril de 2016). «Whole Foods' Scaled-Down 365 Store Has Robots, but No Tattoo Parlor» (em inglês). The New York Times. Consultado em 28 de julho de 2017 
  19. Shan Li (12 de maio de 2016). «Whole Foods' first 365 store in L.A. is designed with ease in mind» (em inglês). Los Angeles Times. Consultado em 28 de julho de 2017 
  20. Samantha Masunaga (25 de abril de 2016). «First 365 by Whole Foods opens in Silver Lake. See how the prices compare» (em inglês). Los Angeles Times. Consultado em 28 de julho de 2017 
  21. Anna Marum (15 de julho de 2016). «Whole Foods' 365 in Lake Oswego: What you need to know before you shop» (em inglês). The Oregonian. Consultado em 28 de julho de 2017 
  22. Janet I. Tu (22 de junho de 2016). «Whole Foods to open Bellevue's 365 store in September» (em inglês). The Seattle Times. Consultado em 28 de julho de 2017 
  23. Gary Dinges (20 de abril de 2017). «Party kicks off opening events for Cedar Park 365 by Whole Foods store» (em inglês). Statesmen. Consultado em 28 de julho de 2017 
  24. Greg Trotter (11 de fevereiro de 2017). «Whole Foods' 365 store coming to Evergreen Park» (em inglês). Chicago Tribune. Consultado em 28 de julho de 2017 
  25. Staff Reports (29 de abril de 2016). «New stores coming to the Bloomington mall» (em inglês). Wish TV. Consultado em 28 de julho de 2017 
  26. Brian Orelli (1 de junho de 2016). «First Impressions of the New 365 by Whole Foods Market Inc. Concept» (em inglês). The Motley Fool. Consultado em 28 de julho de 2016 
  27. Sally French (31 de julho de 2015). «Cheaper Whole Foods '365' stores will be in hipster havens» (em inglês). MarketWatch. Consultado em 28 de julho de 2017 
  28. Ben Bergman (22 de abril de 2016). «Are 365 by Whole Foods' automated kiosks the future for grocery stores?» (em inglês). KPPC. Consultado em 28 de julho de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons