Academia Filipina da Língua Espanhola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A Academia Filipina de la Lengua Española (Do Espanhol:Academia Filipina da Língua Espanhola) é um grupo de acadêmicos, especialistas no uso do espanhol nas Filipinas e membro da Associação de Academias da Língua Espanhola. Foi estabelecido em Manila, em `25 de julho de 1924. Seu principal instigador foi o poeta e ensaísta Fernando Maria Guerrero, chamado de "Príncipe dos Poetas Filipinos", fundador do jornal filipino em espanhol El Renacimiento. Sua filha Evangelina Guerrero, também poeta, mais tarde foi a primeira mulher a quem ofereceram a dignidade de acadêmica no campo de todas as Academias hispânicas da Língua. Com pudor gentil, Evangelina Guerrero renunciou à nomeação, acreditando que foi mais uma homenagem ao falecido pai e fundador, e não uma honra ao mérito. A instituição é sediada na cidade de Makati, na região metropolitana de Manila. Em 2009, o acadêmico e presidente das Filipinas, Gloria Macapagal-Arroyo, foi premiado com o Internacional Don Quijote de 2009.

Links Externos[editar | editar código-fonte]