Bob de Moor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bob de Moor
Bob de Moor
Bob-de-moor-1357174668.jpg

Nascimento 13 de Setembro de 1925
Local Antuérpia, Bélgica
Morte 26 de agosto de 1992 (66 anos)
Local Bruxelas, Bélgica
Nacionalidade Belga
Área(s) de atuação escritor e desenhista

Robert Frans Marie De Moor (Antuérpia, 20 de Dezembro de 1925 - Bruxelas, 26 de Agosto de 1992), foi um desenhador belga, que ficou conhecido como Bob de Moor. Autor de várias obras, colaborou com Hergé nas Aventuras de Tintim.

Biografia[editar | editar código-fonte]

De Moor estudou na Escola de Artes de Antuérpia, e após a conclusão dos estudo, trabalhou no estúdio de cartoons Afim.

Em 1945, cria Bart de Scheepsjongen, para a revista Kleine Zondagsvriend, e diversas histórias com o inspector Marks, o professor Hobbel e o seu assistente Sobbel. No final de 1945, início de 1946, trabalhou na revista ABC, onde desenha diversos cartoons humorísticos.

Em 1947, cria a banda desenhada, Le Mystère du Vieux Château-Fort, baseada numa história de John van Looveren.

Publica vários trabalhos em jornais flamengos, como Monneke en Johnneke, Janneke en Stanneke, Het Leven van J.B. de la Salle, e trabalha para a revista Tintim e para a sua versão belga, Kuifie, com Barelli, Cori de Scheepsjongen, e Mr. Mus.

Em 1950, entra para os Studios Hergé, como assistente principal. Supervisiona os rascunhos de Tintim. Participa, também, nas versões animadas de O Templo do Sol (Le Temple du Soleil) e o Lago dos Tubarões (Tintin et le Lac aux Requins).

Em 1959, cria De avonturen van Nonkel Zigomar e, em 1970 desenha o episódio Le Repaire du Loup, na série Lefranc, de Jacques Martin.

Até aos anos 80, De Moor trabalha nos Studios Hergé. Após a morte de Hergé, em 1983, a sua vontade era terminar o livro Tintim e o Alph-Art, mas a esposa de Hergé, Fanny, não permite.

Em 1989, De Moor termina a segunda parte do livro de Edgar P. Jacobs, As 3 Fórmulas do Professor Sato, da série Blake & Mortimer. No mesmo ano, torna-se o director artístico das Edições Lombard, e presidente do CBBD (Belgian Centre of Comics), até à sua morte, em 1992.

O seu filho Johan de Moor, terminou o seu último álbum da série Cori de Scheepsjongen, Dali Capitan, publicada em Janeiro de 1993.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Les Aventures de Johan et Stefan
  • Les Aventures de Barelli
  • Cori le Moussaillon

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bob de Moor