Danilo Fernandes (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Danilo Fernandes
Informações pessoais
Nome completo Danilo Fernandes Batista
Data de nasc. 3 de Abril de 1988 (26 anos)
Local de nasc. Guarulhos (SP),  Brasil
Altura 1,88 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Brasil Corinthians
Número 22
Posição Goleiro
Clubes de juventude
2007 Brasil Corinthians
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2009 Brasil Corinthians 0026 00000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 14 de maio de 2014.

Danilo Fernandes Batista (Guarulhos, 3 de abril de 1988), mais conhecido como Danilo Fernandes, é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente, joga pelo Corinthians.[1] .

História[editar | editar código-fonte]

São poucas as crianças que, em seus primeiros anos de vida, olham para uma bola de futebol e optam por jogar na posição de goleiro. Aos 6 anos de idade, porém, o jovem Danilo Fernandes Batista já se mostrava convicto: atuar embaixo das traves era o seu dom. Nascido no dia 3 de abril de 1988, na cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo, o menino se viu cercado por uma família apaixonada por futebol. O metalúrgico José Julio, seu pai, e a dona de casa Maria das Graças, sua mãe, sempre batalharam para que nada faltasse a Danilo; principalmente, uma bola.

Na escola, em seus primeiros contatos com o futebol, o garoto bem que tentou se arriscar na linha. Nas aulas de Educação Física, ele começou atuando como zagueiro, já procurando evitar o gol adversário. Mas a altura elevada em relação aos outros colegas fez com que Danilo logo começasse a tentar a sorte no gol. De lá, não saiu mais. A partir dos 6 anos de idade, defender a meta de sua equipe passou a ser o seu maior prazer.

Não demorou para que ele levasse a sério a vida de goleiro em uma escolinha de futsal e começasse a se destacar em alguns torneios. Graças a uma parceria firmada entre o dono da escolinha e o Corinthians, Danilo já passou a defender o clube do Parque São Jorge aos 8 anos de idade. Com um talento notável, o garoto logo teve de aprender a conciliar os estudos com os treinos de futebol: de campo, à tarde, e de salão, à noite. A mãe, Maria das Graças, precisou até a perder o medo de dirigir para poder ajudar na locomoção do filho.

O tempo foi passando e, após receber muitos elogios de seus treinadores, o menino Danilo precisou optar por seguir a carreira ou no futsal ou nos gramados. O sonho de atingir voos mais altos no Corinthians, então, falou mais alto e o garoto, aos 10 anos de idade, escolheu atuar no campo. Ou melhor, no "terrão", famoso local de treino das categorias de base no Parque São Jorge, que já revelou nomes como Wladimir, Casagrande, Ronaldo (goleiro), Viola e Edu.

A partir de então, uma carreira promissora começou a se desenhar. Ao lado do meia-atacante Willian (atualmente no Anzhi, da Rússia), o goleiro Danilo participou de uma das gerações mais vitoriosas da história da base corintiana. O ápice ocorreu no ano de 2003, aos 15 anos de idade, quando o time sub-15 do Corinthians ganhou de tudo: o Campeonato Brasileiro, o Torneio Brasil-Japão, a Copa Nike, o Campeonato Paulista e o Mundial de Clubes Sub-15, nos Estados Unidos. Graças à ótima temporada, Danilo passou a ser nome certo nas convocações para a Seleção Brasileira da categoria. Ele defendeu a equipe sub-15 do Brasil durante todo o ano de 2003.

As duas temporadas seguintes, no entanto, foram de más recordações para Danilo. Por conta de algumas lesões, o jovem jogador ficou por quase dois anos - entre 2004 e 2006 - sem poder disputar uma partida. Neste período, ele precisou passar por cinco cirurgias: quatro no punho direito e uma no esquerdo. Com apenas 17 anos, o garoto começou a ser questionado por alguns amigos se valeria a pena continuar apostando no futebol, devido à série de lesões. Até mesmo um convite para virar preparador de goleiros ele recebeu. No entanto, Danilo se mostrou persistente, batalhador, e não desistiu de seu sonho.

Em 2007, o Corinthians quase perdeu o jovem promissor. Com o contrato prestes a se encerrar com o clube do Parque São Jorge, Danilo esteve perto de acertar transferência para o São José, equipe do interior do Rio Grande do Sul. Porém, o então preparador de goleiros da base corintiana, Luis Henrique de Moraes (atualmente no Estoril, de Portugal), conversou com os dirigentes alvinegros e conseguiu convencê-los a prorrogar o vínculo da jovem promessa. Mauri Lima, atual treinador de goleiros do time profissional do Corinthians, também deu o aval para a permanência do atleta.

Em janeiro de 2008, Danilo compôs o grupo corintiano na Copa São Paulo de Futebol Júnior, naquela que foi a sua única participação no torneio. Completamente livre das lesões e voltando a se destacar nos jogos das categorias de base, o garoto viveu um momento especial no dia 27 de dezembro de 2008. Após um pedido do preparador de goleiros Mauri Lima, o então diretor-técnico Antônio Carlos Zago anunciou que, a partir daquela data, Danilo Fernandes faria parte do elenco profissional do Corinthians, à época comandado por Mano Menezes.

A temporada de 2009, portanto, foi a primeira do atleta com o time principal alvinegro. E não poderia ter sido melhor. Naquele ano, a equipe conquistou os títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil. No dia 21 de novembro de 2009, Danilo Fernandes sentiu o gosto de ser relacionado pela primeira vez para um jogo dos profissionais e assistiu do banco de reservas à derrota do Corinthians por 3 a 2 para o Náutico, no Pacaembu.

Enquanto ainda não fazia sua estreia oficial com a camisa alvinegra, o goleiro disputava algumas partidas pela equipe sub-23. A mais memorável ocorreu em 24 de outubro de 2010. Naquela data, Corinthians e Palmeiras se enfrentaram no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro, mas, antes, houve um confronto preliminar entre o Timão Sub-23 e o Verdão Sub-23. Após empate em 0 a 0 no tempo normal, a partida foi para os pênaltis. Danilo Fernandes defendeu duas cobranças do rival e foi decisivo na vitória por 4 a 1 do Corinthians Sub-23. Ele foi muito aplaudido pela torcida alvinegra, que já enchia o estádio para assistir ao jogo principal.

No dia 7 de agosto de 2011, Danilo disputou sua primeira partida pelo time profissional do Corinthians, contra o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). O jogo terminou empatado em 1 a 1, e o goleiro teve atuação muito elogiada. Três dias depois, Danilo Fernandes foi mantido entre os titulares pelo técnico Tite e brilhou no empate em 0 a 0 com o Santos, na Vila Belmiro. A partir de então, o arqueiro deixou de ser promessa e tornou-se uma realidade.

Ciente da qualidade do jogador, a diretoria corintiana renovou o contrato de Danilo Fernandes em setembro de 2011. O atual vínculo do goleiro com o clube é válido até dezembro de 2014. Pela equipe alvinegra, o arqueiro ainda conquistou o Campeonato Brasileiro (2011), a Copa Libertadores (2012), o Mundial de Clubes da Fifa (2012), o Campeonato Paulista (2013) e a Recopa Sul-Americana (2013).

Jogos pelo Corinthians[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Corinthians.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 14 de maio de 2014

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais¹
Outros
torneios²
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil Corinthians 2009 0 0 0 0 0 0 0 0
2010 0 0 0 0 0 0 0 0
2011 2 0 0 0 0 0 2 0
2012 2 0 0 0 6 0 8 0
2013 3 0 0 0 0 0 12 0 15 0
2014 0 0 0 0 1 0 1 0
Total 7 0 0 0 0 0 19 0 26 0
Total 7 0 0 0 0 0 19 0 26 0

¹Estão incluídos jogos e gols da Copa Libertadores e Recopa Sul-Americana
²Estão incluídos jogos e gols pelo Campeonato Paulista, Copa do Mundo de Clubes da FIFA, Torneios Amistosos e Amistosos

Campeonatos[editar | editar código-fonte]

Competição Partidas Gols Média
Amistosos¹ 3 0 0,00
Campeonato Paulista 16 0 0,00
Campeonato Brasileiro 7 0 0,00
Copa do Brasil 0 0 0,00
Copa Sul-Americana 0 0 0,00
Libertadores 0 0 0,00
Recopa Sul-Americana 0 0 0,00
Mundial de Clubes 0 0 0,00
TOTAL 26 0 0,00

¹Estão incluidos jogos e gols de amistosos e torneios amistosos

Títulos[editar | editar código-fonte]

Corinthians

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]