Rodrigo de Souza Cardoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Souza
Souza
Souza em ação no Corinthians em 2010.
Informações pessoais
Nome completo Rodrigo de Souza Cardoso
Data de nasc. 4 de março de 1982 (32 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Altura 1,88 m[1]
Destro
Apelido Caveirão
Informações profissionais
Clube atual Brasil Criciúma
Número 22
Posição Centroavante
Clubes de juventude
????-1997 Brasil Madureira
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1998-2000
2000–2003
2004
2005
2005
2006
2007–2008
2008
2009–2011
2011–2013
2014
2014–
Brasil Madureira
Brasil Vasco da Gama
Bulgária CSKA Sofia
Portugal Marítimo
Brasil Internacional (emp.)
Brasil Goiás (emp.)
Brasil Flamengo
Grécia Panathinaikos
Brasil Corinthians
Brasil Bahia
Brasil Vitória
Brasil Criciúma
 ?0000(?)
700000(24)
300000(5)
040000(1)
040000(1)
350000(17)
740000(24)
080000(2)
720000(13)
890000(46)
090000(2)
010000(0)
Seleção nacional
1999
2003
Brasil Brasil Sub-17
Brasil Brasil
?0000(?)
20000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 24 de agosto de 2014.

Rodrigo de Souza Cardoso, mais conhecido como Souza (Rio de Janeiro, 4 de março de 1982), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente joga pelo Criciúma.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Souza foi formado nas divisões de base do Madureira, mas foi no Vasco que veio a despontar, com a conquista do Campeonato Carioca de 2003.

Em seguida, ainda em 2003, foi jogar na Europa, por onde permaneceu nas duas temporadas seguintes. Primeiro, na Bulgária, onde defendeu o CSKA Sofia e, posteriormente, no futebol português, jogando pelo Marítimo.

Voltou ao Brasil em 2005, atuando pelo Internacional, mas logo mudou-se para o Goiás. E foi neste clube, o Goiás, que Souza viveu a melhor fase de sua carreira até agora; tendo conquistado a artilharia do Campeonato Brasileiro de 2006, com dezessete gols marcados.

Em 2007, no auge de sua carreira, foi contratado pelo Flamengo, como o grande reforço para o ataque da equipe rubro-negra, que naquele ano disputaria a Libertadores da América. De início, porém, Souza não acertou a pontaria e, com isso, a cada gol desperdiçado, passou a ser cobrado pela torcida, com os gritos de Obina, atacante idolatrado pelos torcedores, à época afastado dos gramados por conta de uma lesão no joelho. Não se deixando abalar, Souza logo mostraria seu valor, quando balançou as redes do Madureira, na final da Taça Guanabara, e do Botafogo, na final do Campeonato Carioca de 2007.

Em seguida, no Campeonato Brasileiro de 2007, marcou somente 6 gols, durante todo o torneio, muito aquém dos dezessete marcados no ano anterior. Um ano mais tarde, a falta de gols continuou a perseguir Souza, que no Campeonato Brasileiro de 2008, marcou apenas 3 gols, em 14 rodadas.

Vendido para o Panathinaikos, da Grécia, durante o Brasileiro de 2008, Souza declarou que a repentina saída do Flamengo não teria sido um "adeus", mas um "até logo", pois espera um dia voltar a vestir o uniforme rubro-negro.

Entretanto, jogou apenas quatro vezes pelo clube grego (marcando dois gols) e antes mesmo do fim do ano estava de volta ao Brasil, mas para defender o Corinthians em 2009. "Tive problemas com o técnico e a diretoria", explicou, a respeito de sua curta passagem pela Grécia. "Não sei por que pouco me usaram".[2] Sua contratação, por três milhões de euros em 15 parcelas (valor inflacionado pelo interesse do Santos),[3] foi divulgada em 30 de dezembro. Ao chegar no Corinthians prometeu não ter pena se fizesse gols no Flamengo, "Não tenho que esconder que sempre fui flamenguista. Se jogar no Maracanã, vou fazer um gol e festejar com a minha torcida. Sou jogador do Corinthians e preciso fazer o meu melhor para ajudar o clube".[4] Em sua partida de estreia com a camisa do Corinthians, marcou um dos gols na vitória sobre o Estudiantes de La Plata, da Argentina. Durante sua passagem pelo clube paulista, ficou marcado pelos torcedores como um dos piores atacantes da história do clube.

Bahia[editar | editar código-fonte]

Jogo do Bahia contra o São Paulo, válido pelo Campeonato Brasileiro de 2012 na esquerda Rogério Ceni e na direita Souza.

Em 2011, Souza foi contratado pelo Bahia. Com o passar dos jogos, era um dos muitos jogadores mais contestados do elenco do Bahia, mas com seus gols foram determinantes para o Esquadrão de Aço permanecer na Serie A. Em 2012, Souza viveu seu melhor momento com a camisa do tricolor baiano, onde marcou 19 gols na temporada, sendo 18 gols pelo Baiano e 1 gol pela Copa do Brasil. Nesse tempo no Bahia, Souza viveu uma época de xodó com a torcida do Bahia, a quem o apelidou de Caveirão pela média de gols na temporada, terminado com 26 gols em 26 jogos. Entretanto, Souza foi alvo de diversas polêmicas na nua passagem pelo clube. O atacante discutiu com o então técnico Jorginho, foi pego na blitz da lei seca e declarou publicamente apoio ao ex-presidente tricolor Marcelo Guimarães Filho, que foi deposto pela Justiça, além de ser visto em diversas festas. Tudo isso gerou o descontentamento da torcida, que queria sua saída do clube. Em 2013, foi pouco aproveitado e só marcou 1 gol pelo Bahia. Nessa época, Souza estava treinando em separado do restante do grupo.

Vitória[editar | editar código-fonte]

No início de 2014, após desentendimentos com a diretoria do clube, optou por rescindir amigavelmente seu contrato, e no dia 3 de março surpreendeu ao ser anunciado como o mais novo reforço do Vitória, maior rival do Bahia.[5] [6] O Caveirão fracassou no Rubro-Negro baiano e rescindiu o contrato logo após o final do Campeonato Baiano.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 24 de agosto de 2014.

Clube[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais¹
Campeonato
estadual
Outras
Campetições
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil Vasco da Gama 2002 15 2 15 2
2003 13 3 13 3
Brasil Goiás 2005 34 18 34 18
2006 30 17 30 17
Brasil Flamengo 2007 22 6 8 3 10 6 40 15
2008 11 3 8 1 15 5 34 9
Grécia Panathinaikos 2008/09 4 1 4 1 8 2
Brasil Corinthians 2009 20 4 20 4
2010 12 2 12 2
Brasil Bahia 2011 21 11 3 2 10 5 34 18
2012 19 8 1 1 1 0 15 18 36 27
2013 11 0 1 0 1 0 1 0 5 1 19 1
Brasil Vitória 2014 5 1 0 0 0 0 4 1 0 0 9 2
Brasil Criciúma 2014 1 0 0 0 0 0 1 0
Total na Carreira 218 76 5 3 22 5 55 35 5 1 305 120

Gols pelo Corinthians[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama
CSKA Sofia
Internacional
Goiás
Flamengo
Corinthians
Bahia
Seleção Brasileira de Futebol

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Goiás
Bahia

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Goiás

Referências

  1. Perfil do jogador, ogol.com.br
  2. "Souza sonha com parceria", Marcel Rizzo, Jornal da Tarde, 4/1/2009, pág. 3C
  3. "Timão contrata o atacante Souza", Carlos Augusto Ferrari, Globo Esporte, 30/12/2008, acessado em 30/12/2008
  4. Rubronegro, centroavante Souza não terá pena de seu time de coração, Globo Esporte
  5. Souza é anunciado pelo Vitória e realiza exames na Toca do Leão, Globo Esporte, 3/3/2014, acessado em 3/3/2014
  6. Queiroz assume responsabilidade por Souza: ‘Tenho crédito com a diretoria’, Globo Esporte, 3 de março de 2014, acessado em 3 de março de 2014