Copa Libertadores da América de 2007

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Libertadores da América de 2007
XLVIII Copa Libertadores de América
Copa Toyota Libertadores 2007
Dados
Participantes 38
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 24 de janeiro20 de junho
Gol(o)s 364
Jogos 138
Média 2,64 gol(o)s por partida
Campeão Argentina Boca Juniors (6º título)
Vice-campeão Brasil Grêmio
Melhor marcador ParaguaiPAR Salvador Cabañas (América) – 10 gols
Melhor ataque (fase inicial) 12 gols
Melhor defesa (fase inicial) Brasil Santos – 1 gol
Maior goleada
(diferença)
Boca Juniors Argentina 7 – 0 Bolívia Bolívar
Estádio La BomboneraBuenos Aires
26 de abril, Grupo 7
Público 2 230 983
Média 16 166,5 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador ArgentinaARG Juan Román Riquelme
◄◄ Libertadores 2006 Soccerball.svg Libertadores 2008 ►►

A Copa Libertadores da América de 2007, oficialmente Copa Toyota Libertadores por motivos de patrocínio, foi a 48ª edição da competição de futebol realizada todos os anos pela Confederação Sul-Americana de Futebol. Equipes das dez associações sul-americanas mais o México participaram do torneio.

A alteração mais significante na forma de disputa da competição com relação à edição anterior é a regra que evita que dois clubes do mesmo país disputem a final,[1] como ocorrera nos últimos dois anos.

A CONMEBOL realizou o sorteio dos cruzamentos da primeira fase e das equipes que entraram direto na fase de grupos em 20 de dezembro de 2006.[2] . Campeão do ano anterior, o Internacional, foi eliminado na fase de grupos, o que não acontecia desde que o campeão voltou a disputar essa fase da competição.[3] O Boca Juniors, da Argentina, sagrou-se campeão pela sexta vez em sua história ao superar na decisão o Grêmio, do Brasil, com um placar global de 5-0, a maior diferença em uma decisão de título na história do torneio.

Antes de chegar à decisão, o Boca Juniors fez história, sendo a primeira equipe a reverter uma desvantagem de dois gols sofrida em um jogo de ida de semifinal na história da competição, contra o Cúcuta Deportivo.[carece de fontes?]

Com o título da competição, o Boca Juniors participou da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2007 e também da Recopa Sul-Americana de 2008 contra o campeão do mesmo ano da edição da Sul-Americana de 2007.

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

País Equipe Classificação
 Argentina
(5 vagas)
Boca Juniors Campeão dos Torneios Apertura 2005 e Clausura 2006
Gimnasia y Esgrima Melhor pontuação na temporada 2005-2006
River Plate 2ª melhor pontuação na temporada 2005-2006
Banfield 3ª melhor pontuação na temporada 2005-2006
Vélez Sársfield 4ª melhor pontuação na temporada 2005-2006
 Bolívia
(3 vagas)
Blooming Campeão do Torneio Apertura 2006
Bolívar Campeão do Torneio Apertura 2006 [BOL]
Real Potosí Vice-campeão do Torneio Apertura 2006
 Brasil
(5 vagas + atual campeão)
Internacional Campeão da Copa Libertadores de 2006
Flamengo Campeão da Copa do Brasil de 2006
São Paulo Campeão do Campeonato Brasileiro Série A 2006
Grêmio 3º colocado no Campeonato Brasileiro Série A 2006
Santos 4º colocado no Campeonato Brasileiro Série A 2006
Paraná 5º colocado no Campeonato Brasileiro Série A 2006
 Chile
(3 vagas)
Colo-Colo Campeão do Torneios Apertura e Clausura 2006
Audax Italiano Finalista do Torneio Clausura 2006
Cobreloa Melhor pontuação na primeira fase da temporada 2006
 Colômbia
(3 vagas)
Deportivo Pasto Campeão do Torneio Apertura 2006
Cúcuta Deportivo Campeão do Torneio Finalización 2006
Deportes Tolima Melhor pontuação na temporada 2006
Equador
(3 vagas)
El Nacional Campeão do Campeonato Equatoriano 2006
Emelec Vice-campeão do Campeonato Equatoriano 2006
LDU Quito 3º colocado do Campeonato Equatoriano 2006
Paraguai
(3 vagas)
Libertad Campeão da temporada 2006
Cerro Porteño Vice-campeão da temporada 2006
Tacuary Melhor pontuação na temporada 2006
 Peru
(3 vagas)
Alianza Lima Campeão do Torneio Apertura 2006
Cienciano Campeão do Torneio Clausura 2006
Sporting Cristal 2ª melhor pontuação na temporada 2006
Uruguai
(3 vagas)
Nacional Campeão da temporada 2005-2006
Defensor Sporting Campeão da Pré-Libertadores 2006
Danubio Vice-campeão da Pré-Libertadores 2006
 Venezuela
(3 vagas)
Caracas Campeão do Torneio Apertura 2005
Unión Maracaibo Campeão do Torneio Clausura 2006
Deportivo Táchira Melhor pontuação na temporada 2005-2006
 México
(3 vagas)
Toluca Campeão do Torneio Apertura 2005
Necaxa Campeão do Torneio Interliga 2007
América Vice-campeão do Torneio Interliga
Notas
  • BOL ^ A Federação Boliviana de Futebol mudou o calendário do futebol para o modelo europeu de modo que o Torneio Clausura foi chamado de Apertura com a mudança, repetindo o nome do próximo torneio.

Mapa[editar | editar código-fonte]

Latin America - First level political divisions.svg

ButtonRed.svgToluca
ButtonRed.svgNecaxa
ButtonRed.svgAmérica
ButtonRed.svgCaracas
ButtonRed.svgDep. Táchira
Unión MaracaiboButtonRed.svg
ButtonRed.svgDeportivo Pasto
ButtonRed.svgTolima
CúcutaButtonRed.svg
EmelecButtonRed.svg
El Nacional
ButtonRed.svgLDU
ButtonRed.svgAlianza Lima
Sporting Cristal
ButtonRed.svgCienciano
ButtonRed.svgBolívar
ButtonRed.svgBlooming
ButtonRed.svgReal Potosí
LibertadButtonRed.svg
Cerro Porteño
Tacuary
VélezButtonRed.svg
Banfield
Boca
River
Gimnasia y Esgrima
Audax Italiano
Colo ColoButtonRed.svg
ButtonRed.svgCobreloa
ButtonRed.svgDanubio
Nacional
Defensor
São PauloButtonRed.svg
ButtonRed.svgFlamengo
ButtonRed.svgParaná
ButtonRed.svgSantos
ButtonRed.svgInternacional
Grêmio

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Esta fase foi disputada entre 24 de janeiro e 8 de fevereiro. Doze equipes iniciaram dessa fase onde seis se classificaram a fase seguinte. Em caso de igualdade em pontos, o primeiro critério de desempate seria o gol marcado fora de casa. Equipe 1 realizou a partida de ida em casa.

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
1 Blooming Bolívia 0–6 Brasil Santos 0–1 0–5
2 Vélez Sársfield Argentina 5–1 Uruguai Danubio 3–0 2–1
3 Deportivo Táchira Venezuela 1–4 Colômbia Deportes Tolima 1–2 0–2
4 Tacuary Paraguai 1–4 Equador LDU Quito 1–1 0–3
5 Cobreloa Chile 1–3 Brasil Paraná 0–2 1–1
6 América México 6–2 Peru Sporting Cristal 5–0 1–2

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

As partidas da segunda fase foram disputadas entre 13 de fevereiro e 26 de abril. As duas melhores equipes de cada grupo avançaram para a fase final.

Classificados para a fase final
Eliminados da competição


Grupo 1[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Paraguai Libertad 13 6 4 1 1 9 4 +5
México América 12 6 4 0 2 12 10 +2
Argentina Banfield 6 6 3 0 3 8 8 0
Equador El Nacional 1 6 0 1 5 4 11 -7
  AME BAN ELN LIB
América 4–0 2–1 1–4
Banfield 3–1 4–1 0–1
El Nacional 1–2 0–1 1–1
Libertad 1–2 1–0 1–0

Grupo 2[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
México Necaxa 12 6 4 0 2 9 7 +2
Brasil São Paulo 11 6 3 2 1 11 4 +7
Chile Audax Italiano 11 6 3 2 1 8 6 +2
Peru Alianza Lima 0 6 0 0 6 2 13 -11
  ALI AUD NEC SPA
Alianza Lima 1–3 1–2 0–1
Audax Italiano 1–0 2–1 0–0
Necaxa 2–0 2–0 2–1
São Paulo 4–0 2–2 3–0

Grupo 3[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Brasil Grêmio 10 6 3 1 2 4 4 0
Colômbia Cúcuta Deportivo 9 6 2 3 1 9 7 +2
Colômbia Deportes Tolima 7 6 2 1 3 5 6 -1
Paraguai Cerro Porteño 7 6 2 1 3 4 5 -1
  CER CUC GRE TOL
Cerro Porteño 2–1 0–1 1–0
Cúcuta Deportivo 1–1 3–1 0–0
Grêmio 1–0 0–0 1–0
Deportes Tolima 1–0 3–4 1–0

Grupo 4[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Argentina Vélez Sársfield 11 6 3 2 1 5 3 +2
Uruguai Nacional 10 6 3 1 2 9 5 +4
Brasil Internacional 10 6 3 1 2 7 7 0
Equador Emelec 3 6 1 0 5 3 10 -7
  EME INT NAC VEL
Emelec 1–2 1–0 0–1
Internacional 3–0 1–0 0–0
Nacional 3–1 3–1 2–0
Vélez Sársfield 1–0 3–0 1–1

Grupo 5[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Brasil Flamengo 16 6 5 1 0 10 4 +6
Brasil Paraná 9 6 3 0 3 9 8 +1
Bolívia Real Potosí 6 6 1 3 2 8 9 -1
Venezuela Unión Maracaibo 2 6 0 2 4 8 14 -6
  FLA PAR POT UAM
Flamengo 1–0 1–0 3–1
Paraná 0–1 2–0 2–1
Real Potosí 2–2 3–1 2–2
Unión Maracaibo 1–2 2–4 1–1

Grupo 6[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Chile Colo-Colo 9 6 3 0 3 12 7 +5
Venezuela Caracas 9 6 3 0 3 7 10 -3
Equador LDU Quito 8 6 2 2 2 7 8 -1
Argentina River Plate 8 6 2 2 2 5 6 -1
  CAR COL LDU RIV
Caracas 0–4 1–0 3–1
Colo-Colo 2–1 4–0 1–2
LDU Quito 3–1 3–1 1–1
River Plate 0–1 1–0 0–0

Grupo 7[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
México Toluca 12 6 4 0 2 10 6 +4
Argentina Boca Juniors 10 6 3 1 2 11 5 +6
Peru Cienciano 9 6 3 0 3 12 8 +4
Bolívia Bolívar 4 6 1 1 4 5 18 -13
  BOC BOL CIE TOL
Boca Juniors 7–0 1–0 3–0
Bolívar 0–0 2–3 0–2
Cienciano 3–0 5–1 1–2
Toluca 2–0 1–2 3–0

Grupo 8[editar | editar código-fonte]

Time Pts J V E D GP GC SG
Brasil Santos 18 6 6 0 0 12 1 +11
Uruguai Defensor Sporting 9 6 3 0 3 8 7 +1
Argentina Gimnasia y Esgrima 9 6 3 0 3 9 10 -1
Colômbia Deportivo Pasto 0 6 0 0 6 3 14 -11
  DEF DPA GIM SAN
Defensor Sporting 3–0 3–0 0–2
Deportivo Pasto 1–2 0–2 0–1
Gimnasia y Esgrima 3–0 3–2 1–2
Santos 1–0 3–0 3–0

Classificação para a fase final[editar | editar código-fonte]

Para a determinação das chaves da fase de oitavas de final em diante, as equipes foram divididas entre os primeiros colocados e os segundos colocados na fase de grupos, definido os cruzamentos da seguinte forma: 1º vs. 16º, 2º vs. 15º, 3º vs. 14º, 4º vs. 13º, 5º vs. 12º, 6º vs. 11º, 7º vs. 10º e 8º vs. 9º, sendo de 1º a 8º os primeiros de cada grupo e de 9º a 16º os segundos.

Esta classificação também serviu para determinar em todas as fases seguintes qual time teve a vantagem de jogar a partida de volta em casa, sendo sempre o time de melhor colocação a ter este direito.

Caso duas equipes de um mesmo país se classificassem para a fase semifinal, elas obrigatoriamente teriam que se enfrentar, mesmo que o emparceiramento não apontasse para isso. Se na decisão, uma das equipes fosse do México, a primeira partida da final seria obrigatoriamente em território mexicano.

Tabela de classificação
Pos. Primeiros dos grupos Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Santos 18 6 6 0 0 12 1 +11
2 Brasil Flamengo 16 6 5 1 0 10 4 +6
3 Paraguai Libertad 13 6 4 1 1 9 4 +5
4 México Toluca 12 6 4 0 2 10 6 +4
5 México Necaxa 12 6 4 0 2 9 7 +2
6 Argentina Vélez Sársfield 11 6 3 2 1 6 3 +3
7 Brasil Grêmio 10 6 3 1 2 4 4 0
8 Chile Colo-Colo 9 6 3 0 3 12 7 +5
Pos. Segundos dos grupos Pts J V E D GP GC SG
9 México América 12 6 4 0 2 12 10 +2
10 Brasil São Paulo 11 6 3 2 1 11 4 +7
11 Argentina Boca Juniors 10 6 3 1 2 11 5 +6
12 Uruguai Nacional 10 6 3 1 2 9 5 +4
13 Colômbia Cúcuta Deportivo 9 6 2 3 1 9 7 +2
14 Brasil Paraná 9 6 3 0 3 9 8 +1
15 Uruguai Defensor Sporting 9 6 3 0 3 8 7 +1
16 Venezuela Caracas 9 6 3 0 3 7 10 -3

Fase final[editar | editar código-fonte]

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 2 a 10 de maio  16 a 25 de maio  30 de maio a 7 de junho  9 e 20 de junho
                                                 
 Brasil Santos 2 3 5  
 Venezuela Caracas 2 2 4  
   Brasil Santos 0 2 2  
   México América 0 1 1  
 Chile Colo-Colo 0 2 2
 México América 3 1 4  
   Brasil Santos 0 3 3  
   Brasil Grêmio (gf) 2 1 3  
 Brasil Grêmio 0 2 2  
 Brasil São Paulo 1 0 1  
   Brasil Grêmio (pen) 0 2 2 (4)
   Uruguai Defensor Sporting 2 0 2 (2)  
 Brasil Flamengo 0 2 2
 Uruguai Defensor Sporting 3 0 3  
   Brasil Grêmio 0 0 0
   Argentina Boca Juniors 3 2 5
 Paraguai Libertad 2 1 3  
 Brasil Paraná 1 1 2  
   Paraguai Libertad 1 1 2
   Argentina Boca Juniors 1 2 3  
 Argentina Vélez Sársfield 0 3 3
 Argentina Boca Juniors 3 1 4  
   Argentina Boca Juniors 1 3 4
   Colômbia Cúcuta Deportivo 3 0 3  
 México Necaxa 2 0 2  
 Uruguai Nacional 3 1 4  
   Uruguai Nacional 0 2 2
   Colômbia Cúcuta Deportivo 2 2 4  
 México Toluca 1 2 3
 Colômbia Cúcuta Deportivo 5 0 5  
  • Nota: Os cruzamentos foram invertidos em relação ao original devido a regra que obriga dois clubes do mesmo país terem que se enfrentar obrigatoriamente nas semifinais.

Finais[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
13 de junho Boca Juniors Argentina 3 – 0 Brasil Grêmio Estádio La Bombonera, Buenos Aires
21:45 (UTC-3)
Palacio Gol marcado aos 18 minutos de jogo 18'
Riquelme Gol marcado aos 73 minutos de jogo 73'
Patrício Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89' (g.c.)
Relatório Público: 50 993
Árbitro: UruguaiURU Jorge Larrionda
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Boca Juniors
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Grêmio
Jogo de volta
20 de junho Grêmio Brasil 0 – 2 Argentina Boca Juniors Estádio Olímpico, Porto Alegre
21:45 (UTC-3)
Relatório Riquelme Gol marcado aos 68 minutos de jogo 68', Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80' Público: 43 952
Árbitro: ColômbiaCOL Oscar Ruiz
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Grêmio
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Boca Juniors

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Libertadores da América de 2007
Flag of Argentina.svg
BOCA JUNIORS
Campeão
(6º título)

Principais artilheiros[editar | editar código-fonte]

10 gols
8 gols
7 gols
5 gols
4 gols

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Copa Libertadores da América de 2007

Campeão: Argentina Boca Juniors

Vice-campeão: Brasil Grêmio

Eliminados nas semifinais: Colômbia Cúcuta Deportivo | Brasil Santos

Eliminados nas quartas de final: México América | Uruguai Defensor Sporting | Paraguai Libertad | Uruguai Nacional

Eliminados nas oitavas de final: Venezuela Caracas | Chile Colo-Colo | Brasil Flamengo | México Necaxa | Brasil Paraná | Brasil São Paulo | México Toluca | Argentina Vélez Sársfield

Eliminados na 2ª fase: Alianza Lima | Audax Italiano | Banfield | Bolívar | Cerro Porteño | Cienciano | Deportivo Pasto | El Nacional | Emelec | Gimnasia y Esgrima | Internacional | LDU Quito | Real Potosí | River Plate | Deportes Tolima | Unión Maracaibo

Eliminados na 1ª fase: Blooming | Cobreloa | Danubio | Deportivo Táchira | Sporting Cristal | Tacuary