Rodrigo Palacio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rodrigo Palacio
PalacioRodrigo.jpg
Informações pessoais
Nome completo Rodrigo Sebastián Palacio
Data de nasc. 5 de fevereiro de 1982 (32 anos)
Local de nasc. Bahía Blanca,  Argentina
Altura 1,75 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Itália Internazionale
Número 8
Posição Atacante
Clubes de juventude
19902002 Argentina Bella Vista
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20022003
20032005
20052009
20092012
2012
Argentina Huracán (TA)
Argentina Banfield
Argentina Boca Juniors
Itália Genoa
Itália Internazionale
0053 000(15)
0038 000(11)
0184 000(83)
0100 000(38)
0073 000(38)
Seleção nacional3
2005 Flag of Argentina.svg Argentina 0015 0000(2)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 9 de abril de 2014.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 15 de fevereiro de 2014.

Rodrigo Sebastián Palacio (Bahía Blanca, 5 de fevereiro de 1982) é um futebolista argentino que atua como atacante. Atualmente, joga pela Internazionale.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Bella Vista e Huracán[editar | editar código-fonte]

Cresceu no Bella Vista desde seus 8 anos de idade. Ele chegou no profissional da equipe em 2001, aos 17 anos mas em 2002 um empresário do Huracán (TA) Roberto Bottino compra sua passagem no clube por US $ 60.000 e os rendimentos do empréstimo para o Furacão Tres Arroyos, onde jogou por duas temporadas na segunda divisão na Argentina, num total de 53 jogos e 15 gols marcados.

Banfield[editar | editar código-fonte]

Apos voltar na de um teste na Espanha pelo Real Betis devolta na Argentina assinou pelo Club Atlético Banfield da Argentina Primera Division , que compra 35% do o seu passe por US $ 250.000. Rodrigo conseguiu fazer grandes atuações no Broca marcando um total de 9 golos em 36 jogos para o campeonato nacional e dois gols em dois jogos para a Copa Sul-Americana chamando a atenção de um dos futebol argentino chamado grande: Boca Juniors.

Boca Juniors[editar | editar código-fonte]

Em meados de 2004, o Boca Juniors queria comprar o seu passe com a condição de se juntar ao clube até Junho de 2005, mas devido à transferência de Tevez para o Corinthians no Brasil, com o excelente desempenho que Rodrigo tinha no final de 2004, fez juntar Boca antecipou no início de 2005.

Atuando como atacante da equipe portenha do Boca Juniors, garantiu algumas convocações para a seleção argentina, tendo inclusive uma participação, mesmo que discreta, na Copa do Mundo 2006, estreando no mundial durante o segundo tempo do confronto contra a Costa do Marfim.

Em seu primeiro semestre no Boca Juniors, Palácio não conseguiu afirmar como titular no Clausura de 2005, marcou 3 gols no total no campeonato. Em 2005 na Copa Libertadores, começou como titular em cinco vezes e em dois entrou da reserva e marcou 2 gols para o clube que foi eliminada nas quartas de final, perdendo de 4-0 para Guadalajara, do México. No segundo semestre de 2005, o clube obteve o titulo Apertura 2005, onde Palacio marcou 10 gols sendo o artileiro, e da Copa Sudamericana 2005, onde Rodrigo foi o artilheiro da equipe, depois de marcar cinco gols. No início deste ano, o Palacio ganhou com o Boca a Recopa Sul-Americana de 2005.

Em 2006, brilhou com metas para a consagração de sua equipe na obtenção do Torneo Clausura 2006, onde fez sete gols. Em setembro do mesmo ano, Palacio apresentou-se melhor aos brasileiros ao virar o grande carrasco do São Paulo na decisão da Recopa Sul-Americana, quando sua equipe bateu o tricolor paulista por 2 a 1 em La Bombonera, sendo ambos gols marcados por Palacio [1], e empatou por 2 a 2 no Morumbi, tendo Palacio marcado o primeiro gol xeneize [2]. Na final da Taça Libertadores da América de 2007, fez o primeiro gol na vitória de 3 a 0 sobre o Grêmio na 1ª partida da Final em La Bombonera sendo ao lado de Juan Román Riquelme e Martin Palermo os grandes nome do hexacampeonato do Boca jogando em todos os jogos da competição, onde marcou quatro gols, e como destaque deste ano da carreira também porque o Palacio assinou um pré-contrato com FC Barcelona que garante a prioridade para comprar a passagem, então avaliada em 18 milhões de euros.

Durante o segundo semestre de 2007, nem ele nem a equipa teve um desempenho, mas no final do Mundial de Clubes de 2007 no Japão, o Boca fez boa campanha, mas na grande final contra o Milan perderaram o jogo num 4x2, R. Palacio com grande destaque ganhou a bola de bronze no clube Itáliano os jogadores ganharam a bola de ouro com Kaká (FIFA melhor jogador do ano) e Seedorf holandês com a bola de prata.

Na Libertadores, apesar de jogar bem, ficou marcado por uma saída de bola errada na semifinal contra o Fluminense pela Taça Libertadores da América que sacramentou a derrota do Boca por 3 a 1, classificando o clube brasileiro para a final.

Em 2008 ganhou o Palácio Recopa e o torneio Apertura, Palácio só poderia jogar quatro jogos e marcou 3 gols. - incluindo um em San Lorenzo no torneio triangular final. Este ano Lazio e S. S. C. Napoli dois clubes da Itália e Chelsea estavam interessados ​​no jogador , mas Palacio preferido depois ir para um clube espanhol.

Na temporada 2008/2009 Rodrigo mal jogou por causa de sua lesões então ele e o Boca preferiram uma oferta do Genoa CFC da Itália.

Genoa[editar | editar código-fonte]

Em 17 de julho de 2009 o Genoa pagou 4,9 milhões de euros ao Boca Juniors por Palacio. Permaneceu por três temporadas no clube, obtendo maior destaque na temporada 201112, a última delas, quando marcou 19 gols na Serie A.

Internazionale[editar | editar código-fonte]

Em 22 de maio de 2012, o presidente do Genoa Enrico Preziosi anunciou que o Genoa havia chegado a um acordo e em 7 de junho de 2012, com um comunicado no site oficial do Inter de 12,4 milhões de euros de transferência do jogador para a Internazionale. Marcou seu primeiro gol oficial pela Inter em 23 de agosto nas preliminares da Liga Europa contra o Vaslui.

Marcou seu primeiro gol na Série A para o Inter 21 de outubro, na partida venceu por 2-0 no San Siro contra o Catania. Em sua primeira temporada jogou muito bem marc o 1-3 final contra a Juventus no campeonato, na Liga Europa marcou mais dois gols contra o Partizan de Belgrado (1-3), que permite o acesso à Inter com dois jogos antecipados. Durante o jogo de 18 de Dezembro de 2012, válido para a segunda rodada da Copa da Itália contra o Hellas Verona, umm acidente de Luca Castellazzi no fina de jogo sem subistituições, Palacio vestindo a camisa número 27 Vid Belec é colocado no lugar do golero nos 15 minutos finais conseguiu terminar a corrida sem sofrer um gol e fazendo duas defesas, uma nos 91 minutos que garantio o 2-0 numa boa espalmada da cabeçada do jogador adversario.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Dados até 6 de Maio de 2012.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Liga Copa Competições
continentais
Outros Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Huracán (TA) 2002/03 34 7 - - - - - - 34 7
2003/04 19 8 - - - - - - 19 8
Total 53 15 - - - - - - 53 15
Banfield 2003/04 19 2 - - - - - - 19 2
2004/05 17 7 - - 2 2 - - 19 9
Total 36 9 - - 2 2 - - 38 11
Boca Juniors 2004/05 15 3 - - 5 5 - - 20 8
2005/06 32 17 - - 2 2 2 0 36 19
2006/07 33 19 - - 10 4 2 3 45 26
2007/08 31 10 - - 12 4 2 1 45 15
2008/09 20 5 - - 7 5 2 2 29 12
Total 131 54 - - 36 20 8 6 175 80
Genoa 2009/10 31 7 0 0 6 1 - - 37 8
2010/11 27 9 2 0 - - - - 29 9
2011/12 32 19 2 2 - - - - 34 21
Total 90 35 4 2 6 1 - - 100 38
Internazionale 2012/13 26 12 3 2 10 8 - - 39 22
2013/14 15 9 1 2 - - - - 16 11
Total 41 21 4 4 10 8 - - 55 33
Total na Carreira 351 134 8 6 54 31 8 6 421 177

Títulos[editar | editar código-fonte]

Argentina Boca Juniors

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.