Alejandro Sabella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alejandro Sabella
Alejandro Sabella - Switzerland vs. Argentina, 29th February 2012.jpg
Informações pessoais
Nome completo Alejandro Javier Sabella
Data de nasc. 5 de novembro de 1954 (59 anos)
Local de nasc. Buenos Aires,  Argentina
Apelido Pachorra
Informações profissionais
Posição Ex-Meia
Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1974–1978
1978–1980
1980–1981
1982–1985
1986–1987
1987–1988
1988–1989
Argentina River Plate
Inglaterra Sheffield United
Inglaterra Leeds United
Argentina Estudiantes La Plata
Brasil Grêmio
Argentina Ferro Carril Oeste
México Irapuato
0118 0(11)
0076 00(8)
0023 00(2)
0149 0(10)
000?000(?)
0027 00(2)
0031 00(0)
Seleção nacional
1983 Flag of Argentina.svg Argentina 004 0(0)
Times que treinou
2009–2011
2011–2014
Argentina Estudiantes La Plata
Flag of Argentina.svg Argentina
0000097
0000033
Última atualização: 4 de junho de 2014

Alejandro Javier Sabella (Buenos Aires, 5 de novembro de 1954) é um ex-jogador de futebol e atualmente treinador argentino.

Começou no River Plate, onde demonstrou boa técnica individual no meio-de-campo e um futebol de passes curtos. Largou a carreira de advocacia para dedicar-se ao clube, mesmo sendo normalmente relegado ali em favor do já ídolo Norberto Alonso, que ocupava a mesma posição. Um ano após o debute, esteve na equipe que quebrou em dose dupla o jejum de dezoito anos sem títulos vivido pelos millonarios: o River foi campeão tanto do Nacional quanto do Metropolitano, os distintos torneios que dividiam o campeonato argentino na época.[1]

Sabella ainda ganhou outro título argentino em 1977, mas a concorrência com Alonso fez com que fosse vendido ao Sheffield United, sem um dos primeiros argentinos a atuarem na Grã-Bretanha. Jogou um total de 133 vezes pelo clube de Núñez entre 1974 e 1978, com 12 gols marcados.[1]

Do futebol inglês, onde jogou também no Leeds United, voltou ao país natal para jogar no Estudiantes de La Plata, onde foi bicampeão seguido, emendando o Metropolitano 1982 com o Nacional 1983. Parou de jogar em 1989, passando a compor comissões técnicas. Assim, voltou ao River em 2006, como assistente de Daniel Passarella,[1] e depois obteve o maior feito: em sua ex-equipe do Estudiantes, foi o técnico que ergueu em 2009 a quarta Libertadores dos pincharratas, que se reerguiam em grande estilo.

Comandou a equipe platense em 97 partidas, onde ganhou ainda o Apertura 2010,[2] até receber oportunidade na Seleção Argentina, onde sucedeu Sergio Batista, com um contrato de três anos e meio, até o final das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014.[3]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

River Plate

Argentina Campeonato Argentino: Nacional 1975, Metropolitano 1975 e Metropolitano 1977

Estudiantes de La Plata

Argentina Campeonato Argentino: Metropolitano 1982, Nacional 1983

Grêmio

Brasil Campeonato Gaúcho 1986

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Estudiantes de La Plata
Seleção Argentina

Referências

  1. a b c PERUGINO, Elías (novembro de 2010). Alejandro Sabella. El Gráfico Especial n. 29 - "100 Ídolos de River". Revistas Deportivas, p. 20
  2. Globo Esporte, 1/8/2011
  3. UOL Esporte, 6/8/2011
Precedido por
Sérgio Batista
Treinador da Seleção Argentina
2011-2014
Sucedido por
Gerardo Martino
Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alejandro Sabella