Júlio César de Souza Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Júlio César
Julio Cesar Souza.jpg
Júlio César no dia 29 de Agosto de 2010 no Estádio do Pacaembu.
Informações pessoais
Nome completo Júlio César de Souza Santos
Data de nasc. 27 de Outubro de 1984 (29 anos)
Local de nasc. Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo,  São Paulo,  Brasil
Altura 1,86 m
Informações profissionais
Período em atividade 2005-presente (8 anos)
Clube atual Brasil Náutico
Número 84
Posição Goleiro
Clubes de juventude
19931999
19992005
Brasil Guapira
Brasil Corinthians
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2005
2014
Total
Brasil Corinthians
Brasil Náutico (emp.)
0141 00000(0)
0015 00000(0)
0156 00000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 15 de Outubro de 2014.

Júlio César de Souza Santos, mais conhecido como Júlio César (São Paulo, 27 de outubro de 1984), é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente, joga pelo Náutico.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O início no Futebol[editar | editar código-fonte]

Nascido em São Paulo, Júlio César começou a jogar futebol ainda muito pequeno, nas ruas do bairro do Tucuruvi, Zona Norte de São Paulo. Aos 9 anos de idade já defendia as cores do Clube de Campo Associação Atlética Guapira.

Aos 15 anos de idade, em um amistoso entre Corinthians e Guapira, Júlio foi convidado por um olheiro a treinar nas categorias de base do Corinthians em caráter de avaliação, a partir dai, Júlio passa a fazer parte da equipe de juniores do Sport Club Corinthians Paulista.

Nas categorias de base, Júlio César começa a ganhar destaque após uma série de vitórias da equipe e a conquista de dois títulos, em 2004 e 2005, da Copa São Paulo de Futebol Júnior, Júlio passa a integrar o elenco de futebol profissional do Corinthians.[1]

Entre os profissionais do Corinthians[editar | editar código-fonte]

Em 2005, o Corinthians passava por um momento difícil, o goleiro titular, Fábio Costa, tinha sido barrado pelo técnico, Daniel Passarella, e o reserva Tiago, tinha sido escalado para a partida contra o São Paulo FC. O reserva Tiago, sofreu 5 gols na partida, que resultou na demissão do técnico Daniel Passarella. Tiago, atuou mais uma vez, e veio mais uma derrota, então surgiu a oportunidade para Júlio César estrear. Sua estréia na equipe principal veio no dia 22 de maio de 2005, com apenas 20 anos de idade, partida que o Corinthians venceu por 2 a 1 contra o Figueirense. Porém a titularidade durou apenas um jogo e logo voltou a reserva. Teve dificuldades para aparecer, principalmente após um outro goleiro da base, Marcelo conquistar a titularidade. O Corinthians acabou sendo campeão do Campeonato Brasileiro em 2005, Júlio César atuou apenas uma vez na temporada.

Após a saída de Fábio Costa em 2006, chegaram mais 5 goleiros em 3 anos. Em 2006, Silvio Luiz e Johnny Herrera deixaram Júlio sendo o 4º goleiro, além da chegada de Bruno, sendo que este nem chegou a jogar pelo time. Em 2007, chegaram Jean, que logo foi afastado, e Felipe.

Júlio César somente teria uma chance novamente de atuar pelo Timão em 2008 após a saída de Marcelo, aliada a lesão do goleiro titular, Felipe, ele participou de jogos do campeonato paulista contra Ponte Preta e Palmeiras, com boas atuações. Com as falhas do goleiro Felipe na final da Copa do Brasil, Júlio César ganhou a posição de goleiro titular da equipe, durante alguns jogos da Série B. No dia 21 de junho de 2008, no jogo contra a Ponte Preta, Júlio César pega um penalti[2] , cobrado por Luiz Ricardo. Curiosamente, o mesmo Luiz Ricardo quem o goleiro havia pegado outro penalti em 2004, quando ambos ainda estavam nas categorias de base. Mesmo com suas boas atuações, Júlio César voltou a posição de goleiro reserva com a volta de Felipe ao gol do Corinthians.

Em 2010, após discussões com o presidente do clube, o goleiro Felipe deixa o Corinthians para jogar na Europa, e após anos de espera, Júlio César finalmente consegue a títularidade, temporariamente, enquanto o Corinthians buscava outro goleiro. Após jogar a Copa do Mundo de 2010 como reserva da Seleção Paraguaia, Aldo Bobadilla foi contratado pelo Corinthians, este porém, nem chegou a atuar com a camisa do clube, Júlio César vivia o melhor momento de sua carreira, fazendo grandes defesas e conseguindo a titularidade definitiva.

Em 2011 com más atuações, muito criticado pela torcida e após falhar na final do Campeonato Paulista de 2011, o Corinthians anunciava a chegada de um novo goleiro, Renan Soares Reuter, que vinha sendo destaque no Avaí Futebol Clube. No dia 20 de julho de 2011, no jogo entre Botafogo x Corinthians válido pela 10° rodada do Campeonato Brasileiro de 2011, Julio Cesár sofreu uma grave fratura exposta no dedo mínimo de sua mão esquerda, e continuou no jogo sabendo que o Corinthians já havia feito suas 3 substituições. Então seria a grande chance do goleiro Renan jogar e quem sabe tomar a vaga de titular de Júlio, mas Renan tem péssimas atuações nos seus 3 primeiros jogos e perde a vaga para o terceiro goleiro, Danilo Fernandes. Depois de recuperado Júlio César retorna a posição de titular. [3]

No dia 12 de Outubro de 2011, Júlio César entrou em campo pela centésima vez defendendo o Corinthians, e foi homenageado, recebeu a camisa de número 100. O Corinthians acabou perdendo a partida por 2 a 0, diante do Botafogo, no Pacaembu. [4] Júlio César superou as críticas sofridas por parte da torcida, e terminou o ano de 2011 como o melhor de sua carreia, até então, firmado como titular absoluto, ajudou a equipe a conquistar o Campeonato Brasileiro de 2011.

Terminou o ano de 2011 com um total de 109 partidas disputadas pelo Corinthians em toda sua carreira.

No ano de 2012, em uma partida válida pelas quartas de final do Campeonato Paulista, o Corinthians foi eliminado pela Ponte Preta e Júlio César falhou em dois dos três gols sofridos sendo muito cobrado, e foi barrado pelo técnico Tite do time titular do Timão. [5] . Assim a chance do antes 3º goleiro Cássio de agarrar a posição logo num jogo contra o Emelec nas oitavas de final da Libertadores deste ano. E Cássio jogou muito bem tanto que ficou com a posição de titular. Bastou a Julio César se contentar em revesar com Danilo Fernandes pela reserva.

Em 21 de janeiro de 2013, depois de ser hostilizado e ironizado por corintianos via Twitter pelo gol sofrido diante do Paulista de Jundiaí, na estreia do Paulistão, Júlio César deletou seu perfil (@julioc_goleiro) na rede social.[6]

Jogos pelo Corinthians[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Corinthians.

Náutico[editar | editar código-fonte]

No dia 7 de julho de 2014 o Corinthians liberou o jogador para assinar um contrato por empréstimo com o Náutico,[7] até o final da Série B.

Jogos pelo Náutico[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Náutico.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 15 de outubro de 2014

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional¹
Copa
nacional
Competições
continentais²
Outros
torneios³
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil Corinthians 2005 1 0 0 0 0 0 1 0 2 0
2006 0 0 0 0 0 0 0 0
2007 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2008 4 0 0 0 4 0 8 0
2009 4 0 0 0 0 0 4 0
2010 31 0 3 0 4 0 38 0
2011 33 0 2 0 22 0 57 0
2012 4 0 6 0 17 0 27 0
2013 0 0 0 0 1 0 4 0 5 0
2014 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Total 77 0 0 0 12 0 52 0 141 0
Brasil Náutico 2014 15 0 0 0 0 0 15 0
Total 15 0 0 0 0 0 15 0
Total 92 0 0 0 12 0 52 0 156 0

¹Estão incluidos jogos e gols do Campeonato Brasileiro (Séries A e B)
²Estão incluidos jogos e gols da Copa Sul-Americana, Copa Libertadores e Recopa Sul-Americana
³Estão incluidos jogos e gols pelo Campeonato Paulista, Copa do Mundo de Clubes da FIFA, Torneios Amistosos e Amistosos

Campeonatos[editar | editar código-fonte]

Competição Partidas Gols Média
Amistosos¹ 8 0 0,00
Campeonato Paulista 44 0 0,00
Campeonato Brasileiro 73 0 0,00
Campeonato Brasileiro - Série B 19 0 0,00
Copa do Brasil 0 0 0,00
Copa Sul-Americana 0 0 0,00
Libertadores 12 0 0,00
Recopa Sul-Americana 0 0 0,00
Mundial de Clubes 0 0 0,00
TOTAL 156 0 0,00

¹Estão incluidos jogos e gols de amistosos e torneios amistosos

Títulos[editar | editar código-fonte]

Brasil Corinthians

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Júlio César é o futebolista que mais títulos conquistou pelo Corinthians, com 11 conquistas (duas nas categorias de base e nove entre os profissionais), recorde absoluto no clube.[8]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.