Fábio Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fabio Ferreira
Informações pessoais
Nome completo Fábio Ferreira da Silva
Data de nasc. 4 de outubro de 1984 (30 anos)
Local de nasc. Campina Grande (PB),  Brasil
Altura 1,88 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Brasil Criciúma
Número 4
Posição Zagueiro
Clubes de juventude
Brasil Corinthians
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20042008
20052006
2006
2007
2009
2009
20102012
2013
Brasil Corinthians
Brasil Noroeste (emp.)
Brasil Juventude (emp.)
Brasil Noroeste (emp.)
Brasil Grêmio
Brasil Vitória
Brasil Botafogo
Brasil Criciúma
0033 0000(1)
0001 0000(0)
0018 0000(0)


0022 0000(0)
0136 0000(4)
0061 0000(3)


0080 0000(4)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 14 de setembro de 2014.

Fábio Ferreira da Silva, mais conhecido como Fábio Ferreira (Campina Grande, 4 de outubro de 1984), é um futebolista brasileiro que atua como zagueiro. Atualmente, joga no Criciúma. [1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Fábio Ferreira começou a sua carreira nas categorias de base do Corinthians. O zagueiro atuou apenas uma vez pelo Corinthians em 2004, na última rodada contra o Juventude.

Em 2005 e 2006, com um elenco inchado de jogadores de peso, o jovem jogador foi transferido para o Noroeste. Depois foi novamente transferido, desta vez ao Sul do Brasil, para o time do Juventude, para a disputa do Campeonato Brasileiro de 2006, um fato curioso ocorreu por lá, os vizinhos reclamavam das constantes festas realizadas no apartamento do atleta e decidiram colocar uma faixa escrito "Por Favor sem Barulho". Após faltar a 2 treinos foi dispensado. Em 2007, voltou ao Noroeste para jogar novamente o Campeonato Paulista.

Por indicação do técnico Paulo César Carpeggiani, voltou ao Corinthians para jogar o Campeonato Brasileiro de 2007. Todavia, teve sua trajetória marcada pelo rebaixamento do clube à Segunda Divisão, a qual disputou pelo clube em 2008, fazendo parte do elenco que garantiu o retorno à Série A.

Em 22 de dezembro de 2008, o Grêmio anunciou o acerto com o jogador.[2] Todavia, pouco jogou, fez sua estreia no tricolor apenas em 2 de abril de 2009, contra o Caxias em partida válida pelo Campeonato Gaúcho, o jogo terminou em 4 a 0 para o Caxias. No dia 26 de junho de 2009, o treinador Paulo Autuori anunciou a dispensa do zagueiro.[3]

Em julho de 2009, acertou com o Vitória para o restante da temporada. Depois de um começo cheio de erros e insegurança, Fábio Ferreira conseguiu recuperar-se, tornando-se um dos atletas mais regulares do elenco rubro-negro no segundo turno do Brasileirão 2009, ganhando a vaga de titular. Ao fim da temporada, deixou o clube baiano, apesar do interesse da diretoria em renovar seu contrato.[carece de fontes?]

Em 2010, acertou com o Botafogo até maio de 2011. Aos poucos, foi ganhando a condição de titular. Ajudou na recuperação da equipe no primeiro turno do estadual, fazendo, inclusive, o gol do título de campeão da Taça Guanabara.

Fábio Ferreira sofreu grave lesão no joelho e retornou aos gramados em meados de abril de 2011.

Após se recuperar da lesão Fábio Ferreira renovou o contrato com Botafogo e foi titular na zaga junto com Antônio Carlos.

Após três anos no Botafogo, acertou sua ida por empréstimo para o Criciúma, jogar o Campeonato Catarinense e a Série A do Brasileirão e a Copa do Brasil.

No Criciúma sua carreira continuou marcada pelas festas conhecidas desde a época do Juventude. Em outubro de 2014 foi afastado pelo técnico Gilmar Dal Pozzo por problemas disciplinares. Mesmo assim jogou a maioria das partidas daquela que foi a segunda zaga mais vazada do Brasileirão 2014.[1]

O Contrato com o Criciúma se encerrou em dezembro de 2014. Todavia a diretoria do Criciúma parece ter esquecido os problemas disciplinares do zagueiro. Dois meses após o encerramento do contrato e sem ter recebido nenhuma proposta de nenhum time das séries A, B, C ou mesmo do exterior, Fábio Ferreira firma novo vínculo com o Criciúma até dezembro de 2015 com salários abaixo dos valores que recebia em 2014.[2]

Dois meses após o inicio do contrato o jogador se envolve em mais um problema de indisciplina. O zagueiro, que sentiu um problema no tornozelo após a partida contra o Metropolitano, pelo Catarinense, não apareceu no clube durante três dias e não deu nenhuma satisfação. Não recebeu nenhuma punição da Diretoria do Criciúma.[3]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Corinthians
Botafogo
Criciúma

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.