G.I. Joe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde julho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
G.I. Joe
Criador Hasbro
Filmes e televisão
Filmes G.I. Joe: A Origem de Cobra
G.I. Joe 2: Retaliação
Lazer
Jogos eletrônicos G.I. Joe: The Rise of Cobra
Áudio
Músicas "G.I. Joe opening theme"
Outros
Site oficial http://www.gijoe.com/

G.I. Joe é uma franquia de action figures americana produzida pela empresa de brinquedos Hasbro[1] . No Brasil, sob o nome de Falcon e depois Comandos em Ação foi fabricada pela Estrela.

G.I. Joe, conforme dizia na abertura do desenho, "é o nome-código da equipe de ataque mais ousada do mundo. Seu propósito: defender a liberdade humana contra a Organização Cobra, um impiedoso grupo terrorista determinado a dominar o mundo".

Brinquedos[editar | editar código-fonte]

Nos EUA, os brinquedos foram lançados em 1964 (pela Hasbro), com os bonecos de 12 polegadas (30cm). Em 1976 a linha foi cancelada. No Brasil, esses bonecos chegaram em 1978 pela Estrela e foram fabricados até 1984. Em 1982 a Hasbro deu início aos bonecos de 3 3/4 polegadas (10cm) e no Brasil, esses bonecos chegaram no mesmo ano em que a Estrela parava com os maiores (1984). Tendo sido fabricado e vendido até 1995.

Na década de 1990 tanto a Hasbro quanto a Estrela voltaram ocasionalmente a vender os bonecos de 12".

Em 2002, a Gulliver importou alguns produtos lançados nos EUA.

Em 2008, a Estrela, que detinha os direitos sobre o nome Comandos em Ação, encomendou direto da empresa chinesa Chap Mei alguns brinquedos da sua linha "Soldier Force" e renomeou como "Novos Comandos em Ação: Soldier". O contrato de 3 anos acabou sendo cancelado e só durou um ano no mercado.

Em 2009, a própria Hasbro (já instalada no Brasil) importou alguns brinquedos da franquia para promover o filme em live action (que seria lançado naquele ano) no Brasil.

O mesmo se repetiu em 2012, devido ao segundo filme que estreia em março de 2013.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

  • Foram lançados 124 bonecos no Brasil. Porém, devido a algumas variações em alguns bonecos, o número exato é controverso, dependendo muito do conceito que cada colecionador tem quanto ao que ele considera variação ou apenas ajuste de produção. A Estrela também chegou a produzir brinquedos da franquia para a própria Hasbro (mercado americano), por estar de posse dos moldes desejados e também para baratear o custo da produção.
  • Ao contrário do que muito se fala no exterior, os bonecos produzidos pela Estrela eram compatíveis com os padrões americanos e em alguns pontos até melhores, como por exemplo os bonecos brasileiros raramente desbotavam, enquanto que os americanos tinham grande sensibilidade às ações do tempo. Por outro lado, dizia-se que o material brasileiro era mais frágil e quebrava dedões com maior frequência.
  • Por ter feito muitos bonecos exclusivos (personalizados), os bonecos brasileiros se tornaram muito famosos internacionalmente, tendo alguns um elevado valor no mercado.
  • Apesar de não ser o mais raro, o Cobra de Aço é um boneco incomum de se encontrar em perfeitas condições e por sua aparência se tornou o boneco brasileiro mais famoso mundialmente. Outros bonecos brasileiros muito famosos são o Cobra Invasor, Cobra (Soldado Cobra), Marujo e Forasteiro.

Outros países[editar | editar código-fonte]

  • Reino Unido: Substituiu uma linha de bonecos famosa conhecida como Action Force e no início herdou o mesmo nome. Depois passou a ser chamada Action Force G.I. Joe. Antes, os bonecos maiores (de 12") foram vendidos sob o nome de Action Man. As 3 linhas foram fabricadas e vendidas pela empresa Palitoy. Três bonecos muito famosos de lá são a Quarrel, o "Tiger Force" Outback e o "Tiger Force" Blizzard, porém há outros bonecos exclusivos também muito cultuados.
  • Argentina: Sob o nome de G.I. Joe: Comandos Heroicos chegou ao mercado pouco depois do Brasil e também teve várias figuras exclusivas muito raras e cobiçadas no mundo todo. A produção era nitidamente de pior qualidade, especialmente na pintura e acessórios e após alguns anos a empresa local responsável, a Plastirama, passou a importar os brinquedos lançados no Brasil. Entre os fãs, os bonecos mais famosos de lá foram apelidados de Argen 7 (Seven), pois são 7 bonecos: Cobra Mortal, Glenda, Manleh, Topson, Shimik, Redmack e Cobra Invasor. Além dos 7, há outros bonecos também muito famosos.
  • Índia: Vendidos com o nome original, os bonecos e veículos na Índia foram fabricados pela empresa Funskool (subsidiária da Madras Rubber] e tinham qualidade similar à argentina. A comercialização ocorreu bastante tempo depois dos demais países e também teve diversos bonecos exclusivos.
  • Japão: Os bonecos eram apenas recartelados dos americanos, vendidos pela empresa Takara. O nome foi adaptado para a fonética da língua japonesa. Apesar de não ter bonecos exclusivos, é muito procurada pela facilidade de se encontrar itens clássicos cartelados.
  • China: Foi comercializado pela própria Hasbro, com nome adaptado para a fonética do mandarim e subtitulado de G.I. Joe International Heroes. Teve alguns poucos bonecos exclusivos.
  • Venezuela: A empresa Rubiplas também teve a sua linha, praticamente idêntica à argentina, porém apenas usava o nome original. Seu boneco mais famoso é o Cobra "White" Mortal, uma versão quase todo branco do argentino Cobra Mortal. Ele é também o boneco mais raro que existe porque a produção naquele país durou pouco tempo.
  • México: Produzidos pela empresa Auriken, os bonecos apenas destoavam dos americanos no tom das cores de alguns bonecos mas sua linha era de boa qualidade. Também foi dado o nome de G.I. Joe: Comandos Heroicos.
  • Outros: Diversos outros países comercializaram G.I. Joe, mas até onde se sabe eles apenas importavam e recartelavam os bonecos das produções listadas acima.

Multimídia[editar | editar código-fonte]

Áudio[editar | editar código-fonte]

Em 1987 foi lançado nos EUA, um pack de bonecos com o nome de Special Mission Brazil tematizados com roupas coloridas e junto vinha uma fita cassete com uma aventura em áudio que se passava na floresta Amazônica com a participações dos personagens vindos no pack.

Filmes[editar | editar código-fonte]

  • G.I. Joe 2: Retaliação:
    • Ficha técnica: Lançamento em Março de 2013 pela Paramount Pictures. Dirigido por Jon M. Chu.
    • Sinopse: Um acordo entre as grandes potências define a redução das ogivas nucleares no mundo todo, mas os Estados Unidos, comandados pela Organização Cobra, desconsideram o acerto e dão início a um plano de proporções alarmantes. Enquanto isso, seguindo as ordens do presidente americano, o esquadrão de elite G.I. Joe é acusado de traição e, após ser atacado brutalmente, tem vários de seus integrantes mortos em combate. Agora, os poucos que sobreviveram vão contar com a ajuda do criador dos G.I. Joe, Joe Colton, para, liderados por Roadblock, revidar o ataque em grande estilo. Ver G.I. Joe 2: Retaliação no site Adoro Cinema.
    • Elenco: Do primeiro filme retornam Duke (Channing Tatum), os ninjas Snake Eyes (Ray Park) e Storm Shadow (Lee Byung-hum), o mercenário mutante Zartan (Arnold Vosloo) e o mesmo disfarçado de Presidente dos EUA (Jonathan Pryce). Dwayne "The Rock" Johnson viverá o fortão Roadblock, um cara musculoso e alto, mas com um coração sensível. The Rock faria uma ponta no primeiro filme, mas conflitos de agente o tiraram da produção. Adrianne Palicki, que interpretou a 'Mulher-Maravilha' na série não aprovada pela NBC, será Lady J. (Lady Jaye), a nova protagonista feminina. Ray Stevenson vai interpretar o ninja Firefly, especialista em sabotagem e explosivos. Bruce Willis interpretará o Gal. Joseph "Joe" Colton (o famoso Falcon), homem que deu origem ao codinome G.I. Joe. Também estão no elenco: D.J. Cotrona (Flint), RZA (Mestre Cego), Elodie Yung (Jinx), Joseph Mazzello (Mouse) e Luke Bracey (Comandante Cobra).

Séries animadas[editar | editar código-fonte]

  • Comandos em Ação (G.I. Joe: A Real American Hero): O primeiro desenho animado da franquia. Produzido entre 1983 e 1987 (Sunbow), depois entre 1989 e 1991 (DIC). No Brasil foi transmitido pela Rede Globo (entre 1986 e 1994. Da DIC, só a 3ª temporada, de 1990, foi televisionada) e depois no extinto canal pago Locomotion (em torno de 1999, somente alguns episódios da 1ª temporada, de 1995). Ao todo foram 100 episódios (95 mais um longa metragem) produzidos pela Sunbow e 44 produzidos pela DIC:
    • The Mass Device (1983): especial de 5 capítulos.
    • The Revenge of Cobra (1984): especial de 5 capítulos.
    • 1ª temporada (1985): 55 episódios.
    • 2ª temporada (1986): 30 episódios.
    • The Movie (1987): Longa metragem animado, por vezes dividido em 5 capítulos.
    • Operation Dragonfire (1989): especial de 5 capítulos.
    • 3ª temporada (1990): 19 episódios.
    • 4ª temporada (1991): 20 episódios.
  • Sgt. Savage and His Screaming Eagles: O desenho teve apenas um episódio (pela Sunbow em 1994) que nunca foi ao ar, vinha apenas com o boneco que dá título à produção. A intenção era promover a nova linha de bonecos (que eram poucos centímetros maiores).
  • G.I. Joe Extreme: Esta nova série substituiu o projeto cancelado do ano anterior. Trazia também novos personagens, utilizando somente o personagem Sgt. Savage do desenho anterior. Teve duas temporadas (pela Sunbow / Gunther-Wahl entre 1995 e 1997). No Brasil foi transmitido pelo extinto canal pago Locomotion em torno de 1999.
    • 1ª temporada (1995-1996): 13 episódios.
    • 2ª temporada (1996-1997): 13 episódios.
  • G.I. Joe: Spy Troops: Animação (produzida pelo estúdio Reel FX em 2003) com efeitos em CGI que tentou reprojetar a franquia no novo milênio. Voltou com personagens famosos dos anos 80 e introduzindo alguns novos.
  • G.I. Joe: Valor vs. Venom: Outro longa metragem (pela Reel FX em 2004) animado com efeitos em CGI que dava sequência à produção anterior, com melhores efeitos e novos personagens além de alguns mais famosos.
  • G.I. Joe: Ninja Battles: Animação (pela Reel FX em 2004) em formato narrativo com uma releitura da história de Snake Eyes e Storm Shadow. Algumas cenas dos 2 filmes anteriores foram utilizadas. Vinha com um set de bonecos.
  • G.I. Joe: Sigma 6: Anime voltado mais pro público infantil (produzido pela Gonzo entre 2005 e 2007). Teve duas temporadas e contava com a participação de poucos personagens, porém quase todos já famosos. No Brasil, foi transmitido pelo extinto canal pago Jetix em 2008.
    • 1ª temporada (2005-2006): 13 episódios.
    • 2ª temporada (2006-2007): 13 episódios.
  • G.I. Joe: Resolute: Foi uma série animada (produzida pela Titmouse Inc. em 2009) de episódios curtos que juntos compunham um longa metragem. Foi bem aceito pelos fãs por contar com grande parte dos personagens famosos e ter argumentos e situações voltadas pro público adulto. Por este motivo, integrou a grade do famoso programa Adult Swim nos Estados Unidos.
  • G.I. Joe: Renegades: Foi uma nova série animada (produzida pela Hasbro Studios em 2010-2011) onde foi feita uma releitura da saga. Também com alguns personagens clássicos e outros aparecendo ocasionalmente. Foi bem aceito também pelos fãs embora não seja tão adulto quando a produção anterior. A série não foi cancelada, mas foi suspensa sem previsão de voltar.
    • 1ª temporada (2010-2011): 26 episódios.
  • G.I. Joe: Operation HISS: Série animada em CGI lançada exclusivamente online (Hasbro Studios em 2010) e dava sequência ao filme em live action de 2009 (The Rise of Cobra). Não foi bem recebido pela produção ser de baixo orçamento.

Histórias em quadrinhos[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

  • Marvel Comics
    • G.I. Joe: A Real American Hero: Entre 1982-1994. 155 edições mensais.
    • G.I. Joe: Yearbook: Resumo anual. Entre 1985 e 1988. 4 edições anuais.
    • G.I. Joe: Special Missions: Entre 1986-1989. 28 edições bimestrais.
    • G.I. Joe: Order of Battle: Entre 1986 e 1987. 4 edições mensais.
    • G.I. Joe and the Transformers: Em 1987. 4 edições mensais.
    • G.I. Joe: European Missions: Entre 1988 e 1989. 15 edições mensais.
    • G.I. Joe Comics Magazine, Tales of G.I. Joe: A Real American Hero e Trade Paperback: Relançamentos de edições anteriores.
    • Transformers: Generation 2: Mini-série que contou com a presença dos G.I. Joes.
  • Blackthorne Publishing
    • The Oficial How to Draw G.I. Joe: Entre 1987 e 1988. 4 edições mensais.
    • G.I. Joe in 3D: Entre 1987 e 1988. 6 edições trimestrais.
  • Dark Horse
    • G.I. Joe Extreme: Entre 1985 e 1986. 4 edições mensais.
  • Image Comics / Devil's Due Publishing
    • G.I. Joe: A Real American Hero (Volume 2): Futuro alternativo da saga. Entre 2001 e 2005. 43 edições mensais.
    • Battle Files e Data Desk Handbook: Fichas de personagens e veículos. Em 2002, 3 edições bimestrais e em 2005 (uma edição) e 2007, 2 edições mensais.
    • Convention Specials e edições especiais: 12 edições sortidas e esporádicas na segunda metade da década de 2010.
    • Front Line: Entre 2002 e 2003. 18 edições às vezes mensais outras quinzenais.
    • G.I. Joe: Master & Apprentice 1 e 2: Em 2004, 4 edições mensais e em 2005, 4 edições mensais.
    • G.I. Joe: America's Elite: Continuação de G.I. Joe: A Real American Hero Vol.2 Entre 2005 e 2008, 36 edições mensais.
    • G.I. Joe: Special Missions: Entre 2006 e 2007. 6 edições esporádicas.
    • Storm Shadow: Em 2007. 7 edições mensais.
    • Declassified: Entre 2005 e 2007. 13 edições esporádicas divididas em 4 mini-séries (Snake Eyes, G.I. Joe, Scarlett e Dreadnoks) de 1, 3 ou 6 episódios.
    • G.I. Joe Vs. Transformers I, II, III (The Art of War) e IV (Black Horizon): Em 2003, 2004, 2006 e 2007. 6, 4, 5 e 2 edições mensais cada.
    • G.I. Joe: Reloaded: Entre 2004 e 2005. 14 edições mensais.
    • G.I. Joe: Sigma 6: Entre 2005 e 2006. 6 edições mensais.
  • Dreamwave Productions
    • Transformers / G.I. Joe: Entre 2003 e 2004. 6 edições mensais.
    • Transformers / G.I. Joe: Divided Front: Teve apenas a 1ª edição em 2004 por perda de licença da franquia.
  • Hasbro
    • 25th Anniversary Comic Packs e 3 3/4" Comic Packs: Relançamentos de edições anteriores. Entre 2004 e 2006 e entre 2008 e 2009. 9 e 21 edições em packs de bonecos.
    • 25th Anniversary Comic Packs (Originals): Histórias avulsas envolvendo os personagens dos packs nos quais vinham juntas. Entre 2008 e 2009. 16 edições em packs de bonecos.
    • Mini Comics: Entre 1985 e 2004. 20 edições sortidas e esporádicas anexas a outros produtos promocionais.
  • Fun Publications
    • G.I. Joe: Collector's Club Monthly: Entre 2010 e 2011. 20 edições mensais.
    • G.I. Joe Vs. Cobra: Entre 2008 e 2010. 6 edições esporádicas.
  • IDW Publications
    • G.I. Joe (Temporada 1): Entre 2008 e 2011. Continuação de America's Elite (futuro alternativo). 29 edições mensais.
    • G.I. Joe: Cobra Civil War / Cobra Command (Temporada 2): Continuação da anterior. Entre 2011 e 2012. 19 edições mensais.
    • G.I. Joe: CobraVol. 1 e 2: Entre 2009 e 2010 e entre 2011 e 2012. 19 e 20 edições mensais cada.
    • Cobra Civil War: Snake Eyes: Entre 2011 e 2012. 10 edições mensais.
    • G.I. Joe Origins: Entre 2009 e 2011. 23 edições mensais.
    • G.I. Joe: Hearts & Minds: Em 2010. 5 edições mensais.
    • G.I. Joe: A Real American Hero (Volume 1, continuação): A continuação oficial da saga interrompida em 1994 pela Marvel Comics. Desde 2010. 33 edições mensais (atualizado em março de 2013).
    • G.I. Joe: The Rise of Cobra (Movie Prequel) e (Movie Adaptation): Em 2009. 4 edições mensais e semanais cada uma respectivamente.
    • G.I. Joe: Snake Eyes: Entre 2009 e 2010. 4 edições mensais.
    • G.I. Joe: Operation H.I.S.S.: Em 2010. 5 edições mensais.
    • G.I. Joe 2: Retaliation (Movie Prequel): Em 2012. 2 edições mensais.
    • G.I. Joe: Future Noir: Em 2010. 2 edições mensais.
    • Infastation 1 e 2: Em 2011 e em 2012. 4 e 3 edições mensais.
    • G.I. Joe: The Best (Worst) of: Entre 2009 e 2010. 9 edições sortidas e esporádicas.
    • G.I. Joe: Disavowed: Relançamentos de edições anteriores do "futuro alternativo" (Image, Devil's Due e IDW). Entre . 5 edições.
    • G.I. Joe: A Real American Hero (Trade Paperback 2) e Special Missions: Outro relançamentos das edições da Marvel Comics. Entre 2009 e 2012 e entre 2010 e 2011. 14 e 4 edições esporádicas cada.
    • Miscelânias: Entre . 8 edições sortidas e esporádicas.

Brasil[editar | editar código-fonte]

  • Editora Três
    • Comandos em Ação Falcon: Histórias independentes com aventuras do Falcon. Entre 1978 e 1980. 5 edições aleatórias.
  • Editora Globo
    • Comandos em Ação: As 11 primeiras edições da Marvel Comics. Entre 1987 e 1988. 11 edições.
  • Editora Abril Jovem
    • G.I. Joe: Comandos em Ação: 10 edições sortidas em torno da 110ª edição da Marvel Comics (algumas edições vinham com 2 revistas em apenas uma). Em 1993. 10 edições.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]