GRCSES Acadêmicos do Tucuruvi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Acadêmicos do Tucuruvi
Fundação 1 de fevereiro de 1976 (38 anos)
Escola-madrinha Fio de Ouro
Cores

Azul

Branco

Vermelho

Amarelo
Símbolo Diamante
Bairro Tucuruvi
Presidente Hussein Abdo ElSelam (Seu Jamil)
Carnavalesco Wagner Santos[1]
Intérprete oficial Wantuir
Diretor de carnaval Marcelo Coutinho
Diretor de harmonia Sergio Luis
Ricardo Gimenes
Diretor de bateria Mestre Guma Sena[2] [3]
Rainha da bateria Nadege Delduque
Madrinha da bateria Lívia Andrade
Musa da bateria Renee de Oliveira
Princesa da bateria Michele Alves
Mestre-sala e porta-bandeira Róbinson e Thaís Paraguassú
Coreógrafo Cheila Fusco
Desfile de 2015
www.academicosdotucuruvi.com.br

O Grêmio Recreativo Cultural Social Escola de Samba Acadêmicos do Tucuruvi é uma escola de samba da cidade de São Paulo, fundada em 1º de fevereiro de 1976 por um grupo de moradores do bairro do Tucuruvi. O símbolo adotado pela escola foi um gafanhoto, uma forma de homenagear o bairro, pois "tucuruvi" em tupi significa "gafanhoto verde". Suas cores no início eram o preto e amarelo, porém mudaram no começo da década de 80 para as cores atuais: azul e branco. Sua melhor colocação foi um Vice-campeonato onde ficou atrás apenas do Vai-Vai em 2011, sendo assim, batendo grandes agremiações como Unidos de Vila Maria,Mancha Verde, Mocidade Alegre e Rosas de Ouro.

História[editar | editar código-fonte]

Sob a liderança de José Leandro, Oswaldo de Salva, Tininho e posteriormente, Nenê da Cuica e Aldo Amaral, resolveram fundar no dia 1º de fevereiro de 1976,uma Escola de Samba que receberia o nome de G.R. Acadêmicos do Samba do Tucuruvi.

O primeiro desfile da escola foi no ano de 1977. O carro alegórico era um gafanhoto que tinha como base uma Kombi coberta com tecido verde. De lá para cá, somente em 2006 o gafanhoto deixou de sair no abre-alas, pois o enredo falava da agricultura e a escola entendeu que um gafanhoto num enredo como este seria mal-interpretado.

O Tucuruvi subiu para o grupo especial pela primeira vez dez anos após sua fundação. O samba-enredo "Brasil em Aquarela" marcou a estreia da escola entre as grandes e ainda é recordado pelos sambistas paulistanos. Se manteve entre as grandes em 88 e 89, caindo e voltando em 93. Caiu em 94, mas subiu em 98, participando de todos os desfiles do Grupo Especial desde então. Suas melhores participações aconteceram em 1993, quando ficou em sexto lugar, e em 1999, quando ficou em quinto, ambas as vezes entre doze escolas, e nesta última vez voltando para o desfile das campeãs. Voltou também em 2000, quando ficou em sexto, mas entre quatorze agremiações e contou com a presença de Preto Jóia, campeão quatro vezes pela Imperatriz, como puxador, e Mestre Jorjão, ex-diretor de bateria da Mocidade Independente , Viradouro e Imperatriz. Outros personagens a ser lembrado da escola é o compositor Maurinho da Mazzei, vencedor de quase 40 sambas nas escolas e blocos de São Paulo e Ricardo Gonçalves (Soneca) por estar sempre presente desde a superação e o crescimento da escola.

Em 2009, a escola surpreende com um desfile simples, mas com muita emoção, homenageando a cidade histórica de Ouro Preto, com o enredo Ouro Preto - O esplendor barroco de uma Vila Rica. Relicário da pátria, patrimônio da humanidade terminando na 7º colocação.

Em 2010 a escola foi com o enredo São Luís... Um universo de encanto e magia, com novo carnavalesco: Wagner Santos, que veio da Unidos de Vila Maria.Um grande destaque do desfile foi as batidas de reggae na parte do samba-enredo. Foi considerada, na apuração, uma das favoritas ao título, estando empatado em primeiro lugar com a Rosas de Ouro e a Mocidade Alegre durante boa parte da divulgação das notas, até que no quesito evolução perdeu preciosos pontos que a fizeram ir até a 8ª posição. Se não houvesse descarte de notas, o Tucuruvi chegaria na quarta posição.

Para 2011 a Tucuruvi anunciou que faria uma homenagem aos nordestinos em seu enredo, o que rendeu a agremiação ameaças por e-mail de extremistas.Apesar de criticada por alguns pelo enredo, a Tucuruvi apresentou um belíssimo carnaval na avenida, conseguindo um inédito Vice-campeonato, a mais alta colocação já obtida pela escola no carnaval, superando agremiações de peso como Mocidade Alegre e Rosas de Ouro, tendo ficado apenas 0,25 pontos atrás da campeã Vai-Vai, um resultado merecido para a escola até então considerada de médio porte.

Para o carnaval 2012 a Tucuruvi perdeu Freddy Vianna, o intéprete que depois de 11 anos como cantor principal da agremiação se tranferiu para a Mancha Verde, e trouxe de volta, Waguinho, que estava na Mancha Verde.No dia 31/08 a escola divulga uma nota, em que confirma a rescisão do contrato com o Waguinho por descontentamento do inteprete pela a eliminação do samba dele nas eliminatórias da escola. Em seu lugar, Igor Vianna, jovem intérprete carioca, com passagens por Santa Cruz e Cubango assumiu o posto, e foi a voz da escola em 2012, em anúncio feito no dia 12/09.Apresentou de novo um belíssimo desfile, estando em boa parte da apuração em 1º Lugar ,mas com três notas 9,8 no quesito Harmonia,a escola ficou em 6ºlugar.

Para 2013, inicialmente, a agremiação Acadêmicos do Tucuruvi, iria homenagear o estado de Rondônia, com o enredo Rondônia: das trevas à luz. Estava tudo praticamente certo quanto ao enredo. Porém, em julho, a agremiação resolveu cancelar o enredo. Segundo o carnavalesco Wagner Santos, a escola precisava de um tema mais alegre depois da morte da mulher do presidente Hussein Abdo ElSelam, o Seu Jamil, em maio. Sendo assim, foi acertado a homenagem ao ator e cineasta Amácio Mazzaropi,com o enredo Mazzaropi, o adorável caipira - 100 anos de alegria!. O desfile da escola foi alegre e luxuoso, sendo considerada uma das grandes favoritas ao titulo durante toda a apuraçã,ficou em 5° lugar empatada com Império de Casa Verde, no quesito desempate,a escola pecou em evolução e por pouco não voltou no sonhado desfile das campeãs,apesar de tudo,o espetáculo lhe fez repetir o 6º lugar. E lhe garantiu três estandartes de Ouro como Melhor Enredo, Melhor Samba-Enredo e Melhor Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira (Thais Paraguassú e Róbinson) de 2013.

Em 2014 a escola da Cantareira vai manter a ideia de trazer diversão para avenida,vai contar um pouco da imaginação infantil com brincadeiras,danças e elementos e personagens que fizeram e fazem parte da alma da criança. Novamente com a competência dos últimos desfiles, a Tucuruvi finalmente conseguiu retornar no desfile das campeãs, conquistando um expressivo 4º Lugar , e confirmando a boa fase na qual a escola se encontra.

Em 2015 continuará com o carnavalesco Wagner Santos.[1]

Rainhas e madrinhas de bateria[editar | editar código-fonte]

Sheilla Mello foi madrinha de bateria da escola, nos anos de 2009 a 2011

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Acadêmicos do Tucuruvi
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
1977 5ºlugar 2-UESP Gafanhoto Verde, "Glórias ao Samba"
1978 Campeã 2-UESP Sonho de Carnaval
1979 3ºlugar 1-UESP Viagem nas Cores, Cecília Meireles
1980 Campeã 1-UESP Gigante das Artes
1981 3ºlugar Acesso Revista Musicada
1981 3ºlugar Acesso Nair de Teffé (caricatura)
1983 3ºlugar Acesso Bahia de Encantos e Magia
1984 4ºlugar Acesso Maurício de Nassau em terras de Santa Cruz
1985 4ºlugar Acesso Miscigenação das Raças (de onde vem)
1986 Campeã Acesso Carnaval, alegria do povo
1987 8ºlugar Especial Brasil em Aquarela
1988 8ºlugar Especial No Reino da Fantasia fui Rei por um Dia
1989 9°lugar Especial Esperança de um Povo
1990 3ºlugar Acesso Pintando o Sete
1991 5ºlugar Acesso Quatro Ases e um Coringa
1992 Vice-campeã Acesso O samba pede Passagem
1993 7ºlugar Especial Da fruta que você Gosta Fauze Abdo El Selam Djalma Pires
1994 12ºlugar Especial Calçadas Musicais Fauze Abdo El Selam Djalma Pires
1995 6ºlugar Acesso Alô, alô Responde Pedro Luis Pinotti
1996 4ºlugar Acesso Água Viva Pedro Luis Pinotti
1997 Vice-Campeã Acesso Arte e Manhas Brasileiras Pedro Luis Pinotti Edson Liz
1998 10ºlugar Especial Na Trilha do Tesouro, Nem todo Mar é Azul, nem todo Amarelo é Ouro José Carlos Lisboa Vaguinho
1999 5°lugar Especial Santa Catarina - O Circuito da Alegria Jerônimo Guimarães Waguinho
2000 6ºlugar Especial 90 Milhões em Ação, na Tristeza e na Felicidade [nota 1] Jerônimo Guimarães Preto Jóia
2001 7°lugar Especial São Paulo dá Samba, Olha aí o Nosso Carnaval [nota 2] Marco Aurélio Ruffin Freddy Vianna
2002 9°lugar Especial História, Cultura, Progressos Mil - Uberlândia Faz Pulsar o Coração do Brasil [nota 3] Marco Aurélio Ruffin Freddy Vianna
2003 9°lugar Especial Não Calem a Minha Voz [nota 4] Marco Aurélio Ruffin Freddy Vianna
2004 7°lugar Especial Tá na Mesa! Com a CEAGESP é Fome Zero [nota 5] Marco Aurélio Ruffin Freddy Vianna
2005 6ºlugar Especial Samba, Sombra e Água Fresca - Cantareira, o Pulmão Verde de São Paulo [nota 6] Marco Aurélio Ruffin Freddy Vianna
2006 9ºlugar Especial Agricultura - A Fé do Homem do Campo em Cultivar, Ensinar e Aprender Especial [nota 7] Eduardo Caetano Freddy Vianna
2007 9ºlugar Especial Renovar é Preciso... para que o Viver seja Possível [nota 8] Lucas Pinto Freddy Vianna [5]
2008 12ºlugar Especial Hummm!!!É tempo de sorvete. Do Oriente ao Ocidente, alimento refrescante e nutritivo [nota 9] Armando Barbosa Freddy Vianna
2009 7ºlugar Especial Ouro Preto - O esplendor barroco de uma Vila Rica. Relicário da pátria, patrimônio da humanidade Fabio Borges Freddy Vianna
2010 8ºlugar Especial São Luís do Maranhão. Um Universo de Encantos e Magias [nota 10] Wagner Santos Freddy Vianna
2011 Vice-Campeã Especial Oxente, o que seria da gente sem essa gente? - São Paulo, Capital do Nordeste! [nota 11] Wagner Santos Freddy Vianna
2012 6ºlugar Especial O Esplendor da África no Reinado da Folia Wagner Santos Igor Vianna [9]
2013 6ºlugar Especial Mazzaropi, o adorável caipira - 100 anos de alegria! Wagner Santos Igor Sorriso [10]
2014 4ºlugar Especial Uma fantástica viagem ao mundo da imaginação infantil Wagner Santos Wantuir [11]
2015 Especial Wagner Santos[1]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Grupo de Acesso 1986
Grupo 1-UESP 1980
Grupo 2-UESP 1978

Referências

Notas

  1. Maurinho da Mazzei, Break do Cavaco e Clóvis Pê
  2. Landro, Pagodinho, Luis Ferracini e Gustavo
  3. Kadu, Bola, Murillo, Ferrera, Jelleya
  4. Pixuca, Kalil, Palhinha, Luciano
  5. Compositores:Luís Ferracini, André Sanches e Waguinho
  6. Compositores:Luis Ferracini, Vaguinho, Murilo TK, Alencar
  7. CompositoreS:Luis Ferracini, Murillo TK, Didi Pinheiro e Luis Carlos
  8. Luís Ferracini, Murillo TK, Sérgio, Ferreira, Chumbinho
  9. Diley Machado, Fábio de Paula, Moraes e Rodrigo Rocha
  10. Rodrigo Atração, André Filosofia, Walter Jr., Edson, Nocera, Miguelzinho SA, Rodolfo Minueto e Rodrigo Minueto. Intérprete:Freddy Vianna
  11. Vaguinho, Edu Leão, Doutor, Rigolon e André União