GRSCES Pérola Negra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de GRES Pérola Negra)
Ir para: navegação, pesquisa
Pérola Negra
Pérola Negra (2010).JPG
Fundação 7 de agosto de 1973 (41 anos)
Cores

Vermelho

Preto

Azul

Branco
Bairro Vila Madalena
Presidente Geraldo Bezerra (Dinho)
Carnavalesco Fábio Borges[1]
Intérprete oficial Igor Vianna[2]
Diretor de carnaval Jairo Roizen
Diretor de bateria Henrique Sampaio (Mestre Ne)[3]
Rainha da bateria Kátia Salles
Madrinha da bateria Lorena Bueri
Musa da bateria Joyce Rocha
Mestre-sala e porta-bandeira Everson Senna e Gisa Camillo
Coreógrafo Oyama Queiroz
Desfile de 2015
Enredo Pérolas
Horário 15 de Fevereiro
8ª - 04:00
Site Oficial

O Grêmio Recreativo Social Cultural Escola de Samba Pérola Negra é uma escola de samba do bairro da Vila Madalena, zona oeste da capital paulista. A Pérola é considerada uma das escolas mais simpáticas de São Paulo.[4]

Seu hino foi composto pelo poeta Pasquale Nigro, compositor e um dos idealizadores da escola, morador da comunidade da Vila Madalena.

A Pérola Negra esteve pela primeira vez no grupo especial em 1976, quando ficou ininterruptamente até 81. Participou também em 1983, 1990, 1996 e 2001. Em 2007 a Pérola voltou à elite do carnaval paulistano, onde ficou até 2012, retornando ao especial em 2014, quando foi rebaixada novamente.

Até a década de 2000, sua denominação era GRES Pérola Negra, sendo então alterada para a atual.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundada em 7 de agosto de 1973, a partir da fusão do GRES Acadêmicos de Vila Madalena e o Bloco Boca das Bruxas. O nome surgiu da visão de seus fundadores por ser a Pérola Negra uma joia rara, usando a alusão de "A Joia Rara do Samba". Outra versão é que seu nome é sugestão de seu fundador, que observava uma garrafa da cerveja Pérola Negra.

Sua estreia no Carnaval Paulistano ocorreu no ano de 1974, levando para a avenida São João o tema enredo "Piolim, alegria circo história", resultado: Pérola Negra campeã do Grupo III.

Com esse resultado surpreendente, pessoas ainda indecisas resolveram aderir ao projeto e no Carnaval de 1975, quando contagiaram a avenida com o enredo "A São Paulo de Adoniran", o resultado não poderia ser outro senão: Pérola Negra, campeã do Grupo II.

Em 1976 a Pérola Negra estreou no Grupo Especial Paulistano com o enredo "Portinari, pintor do povo", conquistando sua melhor posição de sua história 5° lugar, a caçulinha do especial surpreendeu este ano ficando até na frente da tradicional Nenê de Vila Matilde;

Em 1977 ficou em 6°Lugar com enredo Zequinha de Abreu - Fantasia de uma época;

Em 1978 ficou novamente em 6°Lugar com o enredo São Paulo Dia-a-Dia;

No ano de 1979 conquistou novamente sua melhor posição em sua história no Grupo Especial:5°lugar com o enredo Carnaval, intrigas e opiniões ficando na frente da grande Rosas de Ouro;

Em 1980 ficou em 6°Lugar com o enredo Século da Paz;

Em 1981 com o enredo Quem não pode, pode no 1º de Abril foi rebaixada e voltou em 1983 com o enredo Português, papagaio e cia sendo novamente rebaixada;

Começou os anos 90 com pé direito: depois de 6 carnavais no acesso em 1990 a Pérola volta para a elite do Carnaval Paulistano com o enredo “ Shangri-lá tupiniquin, sonho, fartura e milagres”, apresentando um samba que possuía o refrão considerado pela crítica como muito belo: "Sou tupiniquim, e a minha terra é Shangrilá / habitat verdadeiro, especial não tem maldade / e a liberdade é natural". Nesse ano, a Pérola Negra não conseguiu colocar nenhum carro na avenida, o que lhe causou a perda de 35 pontos. Se os carros da Pérola tivessem entrado no sambódromo, ao invés dela, a Nenê teria sido a rebaixada.

Em 1996,o Pérola esteve no Grupo Especial,mas foi rebaixada.

No ano 2000 com a comemoração dos 500 anos do Descobrimento do Brasil a Pérola Negra é Campeã do Grupo de Acesso com o enredo “Canta Brasil, a tropicália do ano 2000 “. A comunidade da Vila Madalena neste ano teve como intérprete oficial o ilustre Royce do Cavaco.

Em 2001 a Pérola volta ao Grupo Especial com o enredo A vida pela paz. Solidariedade onde exaltou a Paz e grandes personalidades como Chico Xavier, Gandhi, Martin Luther King, Didi, entre outros, tendo como Musa da Bateria a atriz Marisa Orth. A escola abriu o desfile do novo milênio, porém devido as fortes chuvas na cidade de São Paulo, teve problemas nas alegorias o que causou atraso no desfile, sendo rebaixada.

No carnaval de 2006, a escola foi vice-campeã do Grupo de Acesso, com o enredo Deus salve as rainhas, onde exaltou as mulheres. Na premiação “Melhor do Acesso” a escola ganhou os seguintes troféus: Melhor Alegoria, Melhor Carnavalesco, Melhor Fantasia e melhor Casal de Mestre Sala e Porta Bandeira. O vice campeonato deu o direito da agremiação retornar ao Grupo Especial.

Em 2007 a Pérola Negra retorna a desfilar na elite do carnaval Paulistano. A escola apresentou o enredo "Venda como arte, comércio como sua principal representação". Com um samba, mais acelerado do que o habitual ("Canta Pérola Negra/ Me leva a sonhar/ Na arte de amar, sou especial/ Brilhando neste carnaval"), exaltou os comerciantes ao longo da história da humanidade.

O abre-alas "A Grande Riqueza do Samba" trouxe papel de embrulho de bombons para recobrir as esculturas gigantes. O dourado e o vermelho da alegoria destacaram ainda mais as fantasias azuis e brancas de que estava sobre o carro, criando um belo contraste.

Em 2008 com o enredo "A Onça vai beber água, Jaguariúna: qualidade e vida e desenvolvimento nos trilhos do tempo", a agremiação exaltou os encantos de Jaguariúna. O Abre Alas representou a história da cidade desde o período colonial até o surgimento das primeiras lavouras de café,o carro apresentou uma onça com cerca de dez metros de altura significando a origem do nome da cidade. No segundo carro foi apresentado o progresso da cidade a partir da chegada da ferrovia e da ascensão do café. A escola apresentou também aspectos da religiosidade, e contou com a alegoria da igreja Santa Maria. O potencial turístico, com destaque para a festa de peão de boiadeiro, apareceu no quarto carro. Nele, a escola mostrou um rodeio com direito a boi, peão e público, em arquibancada montada na alegoria. O desfile terminou com elementos que representam a evolução científica e tecnológica da cidade, e também a preocupação com o desenvolvimento sustentável. Com um desfile alegre e emocionante a Pérola conquistou um singelo 10º Lugar;

No desfile de 2009, a escola realiza um de seus melhores carnavais, teve como tema Guiado por Surya pelos caminhos da Índia em busca da Pérola sagrada, idealizado pelo carnavalesco André Machado. A comissão de frente levou à avenida uma escultura do deus indiano Ganesh, para abrir os caminhos da escola de samba no Anhembi. Logo atrás veio uma ala composta por 42 pessoas,que realizaram danças típicas indianas. O abre-alas da Pérola Negra representou a carruagem de Surya - o deus Sol da cultura indiana. A alegoria, predominantemente dourada, contou com esculturas de cavalo para representar animais que puxaria a carruagem. O carro teve seis metros de altura. Outro deus indiano foi lembrado no segundo carro da Pérola Negra. Nesta alegoria, a deusa Durga foi representada por uma escultura que se encontrava sobre um belíssimo tigre. A ala das baianas foi destaque representou a mãe de Ganesh. A religião budista foi apresentada pela Pérola na terceira alegoria. Para encerrar o desfile, a Pérola Negra levou à avenida um carro alegórico que representou o Taj Mahal, monumento que simboliza o amor.

Por ironia, o desfile ganhou novos ares graças à telenovela Caminho das Índias. Na transmissão da Globo a Leci Brandão afirmou que a Pérola que estava desfilando era outra Pérola, devido a sua renovação em todos os aspectos.A arquibancada vibrou muito com a escola. A agremiação passou bem[carece de fontes?], sendo inclusive cotada para figurar no desfile das campeãs[carece de fontes?], mas no final terminou na 9º colocação.

Componente na apuração em 2010.

Em 2010 a escola desfilou com o enredo "Vamos tirar o Brasil da gaveta" levando ao sambódromo uma comissão de frente com 14 integrantes fantasiados de canários da terra, um pássaro que voa, mas sempre retorna para seu ninho.

O carro abre-alas, de mesmo nome do enredo, convocou os amantes da cultura popular brasileira a fazer um resgate. A alegoria revelou esculturas do branco, do negro e do índio, a miscigenação das raças. No mesmo setor, duas alas coreografadas representando pássaros; a ginasta Daiane dos Santos foi destaque de uma delas. O último carro, "Senhor Brasil", mostrou uma escultura de oito metros de altura tocando viola, com familiares de Rolando Boldrin e artistas que fizeram parte da sua história (como Goulart de Andrade, Laura de Andrade e Laura Cardoso) além do próprio compositor como destaque. A Pérola fez o sambódromo encher de emoção em pleno amanhecer.Foi tida como uma das favoritas,mas acabou perdendo preciosos pontos nos quesitos de bateria e evolução,terminando assim em 10º lugar.

No ano de 2011 a Pérola veio com o enredo "Abraão, o patriarca da fé" e contou a história do personagem do Velho Testamento e Patriarca das tradições judaica, cristã e islâmica. A agremiação fez um desfile de superação, pois durante o preparatório para o carnaval o barracão da escola sofreu com as enchentes.

Para a sua 16º participação no Grupo Especial do Carnaval Paulistano, a Pérola homenageou a cidade de Itanhaém. Em 2012 a cidade litorânea paulista completará 480 anos de fundação e a comemoração acontecerá também na passarela do samba de São Paulo. No concurso de samba enredo, houve empate entre os sambas de Tigrão, Serginho, Guga Mercadante, Marcelo Soares e Tião com de Mydras, Carlinhos, Bola, Regianno e Michel, o que resultou na fusão[6] . Foi um desfile com boas alegorias[carece de fontes?] mas não agradou os jurados e acabou em 13° lugar sendo rebaixada para o acesso.

Em 2013 desfilou com o Enredo "O Espetáculo vai começar, a Pérola apresenta: O Auto da Compadecida" que falava sobre a obra de Ariano Suassuna, conseguindo a primeira colocação com 269,6 pontos e voltando ao Grupo Especial em 2014.

Em 2014 apresentou o enredo "Caminhos segui, lugar encontrei... Pérola Negra - a suprema Felicidade". A escola evoluiu muito bem[carece de fontes?] mas recebeu notas baixas dos jurados nos quesitos alegorias, fantasia e bateria. Chegou a se firmar fora da área de rebaixamento, mas perdeu décimos preciosos que a colocou em 13° lugar (penúltimo lugar) fazendo assim a escola da Vila Madalena retornar ao grupo de acesso, onde desfilará em 2015.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Edilson Casal 2005-maio de 2014 [7]
Geraldo Bezerra (Dinho) maio de 2014-atual [7]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Fábio Flisch, Sheila Mônaco e Jairo Roizen Carlinhos Barbosa Bola [8]
2015 Henrique Sampaio "Mestre Ne" [3]

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Oyama Queiroz [8]
2015

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Everson Sena e Gisa Camillo [8]
2015

Corte da bateria[editar | editar código-fonte]

Período Rainha de bateria Madrinha de bateria Ref
2007 Camila Barbosa Adriana Alves [9]
2008 [10] [11]
2009 Juliana Alves [12]
2010 Thaís Pimentel Paulinha Abelha [13]
2011 Nanda Lisboa [14]
2012 Jaque Khury [15] [16]
2013 Keile Vitoriano [17] [18]
2014 Kátia Salles Lorena Bueri [19] [20] [21]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Pérola Negra
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
1974 Campeã 1-UESP O Mundo Alegre de Piollin
1975 Campeã Acesso São Paulo de Adoniran Barbosa
1976 5º lugar Especial Portinari, Pintor do Povo
1977 6º lugar Especial Zequinha de Abreu - Fantasia de Uma Época
1978 6º lugar Especial São Paulo Dia-a-Dia
1979 5º lugar Especial Carnaval, Intrigas e Opiniões
1980 6º lugar Especial Século da Paz
1981 9º lugar Especial Quem Não Pode, Pode No 1º de Abril ou A Visita do Reino de Mentira ao País da Verdade
1982 Vice-campeã Acesso No Reino de Mãos de Cabelo e da Negra Pisadeira
1983 10º lugar Especial Português, Papagaio e Cia
1984 5º lugar Acesso 10 Anos de Samba
1985 6º lugar Acesso Terra de Todos, Terra de Ninguém
1986 8º lugar Acesso Falando de Amor, Perfume e Beleza Douglinhas
1987 10º lugar Acesso Embu, Suas Artes, Suas Lendas Douglinhas
1988 Campeã 1-UESP História do Carnaval Através das Marchas Douglinhas
1989 Campeã Acesso Alô, Alô Ilusão, no País das Maravilhas a Sorte é Sua
1990 9º lugar Especial Shangri-lá Tupiniquim, Sonho, Fartura e Milagres
1991 4º lugar Acesso Magias e Travessuras do Número Sete
1992 4º lugar Acesso Mesmo na folia o plantão vai funcionar
1993 3º lugar Acesso Os Feios que me desculpem, Mas beleza é fundamental
1994 4º lugar Acesso Quem viveu sabe, quem não viu, vai sonhar
1995 Vice-campeã Acesso Origem e Evolução do Roda Nabi Matos
1996 10º lugar Especial Navegar é Preciso Nabi Matos
1997 3º lugar Acesso Fim de Semana, Alegria é Geral Nabi Matos
1998 3º lugar Acesso Inezita Barroso, uma trajetória de sucesso Adão Bahia Gonçalves
1999 4º lugar Acesso Lua, luar.... conduza o meu caminhar Adão Bahia Gonçalves
2000 Campeã Acesso Canta Brasil, a Tropicália do ano 2000 Gelson Coelho Royce do Cavaco
2001 13º lugar Especial A Vida Pela Paz. Solidariedade Gelson Coelho André Pantera
2002 3º lugar Acesso Monteiro Lobato, Da Fazenda Buquira Para o Mundo, "Um Homem Além do Seu Tempo" Gelson Coelho André Pantera
2003 6º lugar Acesso A Magia dos Arcanos do Tarô Gelson Coelho Nilson Valentin e Adailton
2004 4º lugar Acesso Oh! Mada... Oh! Madalena. Das Suas Tribos, Pérola Negra Faz Seu Canto Gelson Coelho Nilson Valentin e Adailton
2005 3º lugar Acesso Diamantina, Berço da Mineração Pedro Luiz Pinoti Douglinhas
2006 Vice-campeã Acesso Deus salve as rainhas! Pedro Luiz Pinoti André Nobre
2007 11º lugar Especial Venda como arte, comércio como sua principal representação
Compositores:Carlinhos Barbosa, Mydras, Bola.
Jorge Freitas Douglinhas
2008 10º lugar Especial A onça vai beber água. Jaguariúna, desenvolvimento e qualidade de vida nos trilhos do tempo
Compositores:Rogério Morgado, Renne das Lentes, Reinaldo Pajé , Marcelo Papo Doce e Marco Aurélio.
Delmo de Moraes Douglinhas
2009 9º lugar Especial Guiado por Surya pelos caminhos da Índia em busca da Pérola sagrada
Compositores:Mydras, Carlinhos, Bola, Ladislau e Michel.
André Machado Douglinhas
2010 10º lugar Especial Vamos tirar o Brasil da gaveta
Compositores:Carlinhos, Mydras, Bola, Michel e Regianno.
André Machado Douglinhas
2011 11° lugar Especial Abraão, o patriarca da fé
Compositores:Carlinhos, Mydras, Bola, Michel e Regianno.
André Machado Douglinhas
2012 13º lugar Especial A Pedra que Canta Também Samba - Itanhaém, hoje a Pérola é você!
Compositores: Tigrão, Serginho, Guga Mercadante, Marcelo Soares, Tião, Mydras, Carlinhos, Bola, Regianno e Michel.
André Machado Douglinhas [6]
2013 Campeã Acesso O espetáculo vai começar, Pérola Negra apresenta: O Auto da Compadecida André Machado Douglinhas
2014 13º lugar Especial Caminhos segui, lugar encontrei... Pérola Negra - a suprema Felicidade! André Machado Celsinho e Mydras Schmidt [8]
2015 Acesso Pérolas Fábio Borges[1] Igor Vianna[2] [22] [23]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Grupo de Acesso 1975, 1989, 2000, 2013
Grupo 1-UESP 1974, 1988

Premiações do Troféu Nota 10 - Diário de São Paulo[editar | editar código-fonte]

Carnaval 2009
  • Alegoria,
  • Fantasia
  • Mestre Sala e Porta Bandeira
Carnaval 2010
  • Samba Enredo
  • Comissão de Frente
Carnaval 2011
  • Comissão de Frente
Carnaval 2012
  • Comissão de Frente
Carnaval 2013
  • Mestre Sala e Porta Bandeira

Referências

  1. a b SRZD-SP (14/05/2014). Fábio Borges é o novo carnavalesco da Pérola 02h54.
  2. a b SRZD-SP (19/05/2014). 'Estou chegando na Pérola Negra para somar', diz Igor Vianna 19h01.
  3. a b SRZD-SP (14/05/2014). Conheça o novo mestre de bateria da Pérola Negra 11h08.
  4. SASP. Perfil. Página visitada em 18/01/2011.
  5. Pérola Negra. ficha técnica. Página visitada em 19/05/2014.
  6. a b Dois sambas empatam na final de samba-enredo da Pérola Negra
  7. a b Carnaval SP TV. Após 10 anos, Pérola Negra terá mudanças. Página visitada em 01/05/2014.
  8. a b c d Sasp. [ttp://www.sasp.com.br/a_escola_carnaval_dados.asp?rg_carnaval=23431 Carnaval 2014]. Página visitada em 15/05/2014.
  9. G1 (07/02/2009). Rainha da Pérola Negra mora na África 08h00. Página visitada em 25/11/2013.
  10. G1 (24/01/2008). Pérola Negra promete balançar o Sambódromo 07h51.
  11. Estadão (03/02/2008). Na avenida, Adriana Alves ensina segredo da boa forma 06h20.
  12. G1 (28/01/2009). Juliana Alves entra na avenida pelos caminhos da Índia na Pérola Negra 20h37. Página visitada em 25/11/2013.
  13. SASP (09/01/2010). Nova madrinha da bateria 'Ritmo Terror'.
  14. Quem (17/01/2011). Nanda Lisboa é coroada madrinha de bateria 22h38.
  15. Raul Machado, para o SRZD-Carnaval/SP (18/09/2011). 'Posso não sambar como uma mulata, mas não irei decepcionar", afirma Jaque Khury 16h55.
  16. EGO (09/08/2011). Ex-BBB irá substituir Gracyanne Barbosa em escola de samba 18h21.
  17. SRZD-Carnaval/SP (01/10/2012). Pérola Negra tem nova rainha de bateria 02h18. Página visitada em 25/11/2013.
  18. EGO (15/02/2013). Rainha da Pérola Negra faz ajustes em fantasia: 'Achei que tudo fosse cair'.
  19. SRZD-Carnaval/SP (13/08/2013). Lorena Bueri assume o posto de nova madrinha no Pérola 02h17. Página visitada em 25/11/2013.
  20. Band Folia (17/06/2013). Pérola Negra escolhe sua madrinha de bateria 15h11. Página visitada em 25/11/2013.
  21. Terra (12/01/2014). Lorena Bueri é coroada madrinha de bateria de escola paulista 10h36. Página visitada em 12/01/2014.
  22. Carnaval-SP (19/05/2014). Igor Vianna é o intérprete da Pérola Negra em 2015.
  23. SRZD-SP (26/05/2014). Pérola Negra exaltará seu símbolo na avenida 01h15.