Grêmio de Esportes Maringá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Grêmio Maringá
Grêmio de Esportes Maringá.png
Nome Grêmio de Esportes Maringá
Alcunhas Galo Guerreiro
Galo de Ouro
Galo do Norte
Fundação 7 de julho de 1961 (53 anos)
Estádio Willie Davids
Capacidade 21.600
Localização Brasao maringá.jpg Maringá, Bandeira do Paraná.svg PR, Brasil Brasil
Presidente Brasil David Marcelo Ferreira (Kadu)
Treinador Brasil Müller
Competição Paraná Campeonato Paranaense
Paraná B 2013 10º Colocado (Rebaixado)
Paraná B 2012 8° Colocado
Paraná C 2011 5° Colocado (Promovido)
Website www.gremiomaringa.org
Kit left arm gremiomaringa13h.png Kit body gremiomaringa13h.png Kit right arm gremiomaringa13h.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm.png Kit body gremiomaringa13a.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
Kit left arm.png Kit body gremiomaringa13t.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Grêmio de Esportes Maringá é um clube de futebol da cidade de Maringá, no estado do Paraná.

História[editar | editar código-fonte]

O Grêmio Maringá, tradicional clube da cidade de Maringá, foi tri-campeão estadual (1963, 1964 e 1977) e 4 vezes vice-campeão paranaense (1965, 1967, 1981 e 2002).

O clube já disputou 4 vezes a 1ª divisão do Campeonato Brasileiro e por diversas vezes a 1ª divisão do Paranaense, desativou-se em 2004 após ser rebaixado para a 2ª divisão estadual e retornou suas atividades em 2010, estando atualmente na 3ª divisão do Campeonato Paranaense e manda seus jogos no Estádio Willie Davids, que hoje tem capacidade para 21.600 torcedores.

O time que nasceu campeão[editar | editar código-fonte]

Desportistas da Cidade Canção se reuniram com a iniciativa de fundar a primeira equipe profissional de futebol na cidade. Com as cores preta e branca, nascia em 7 de julho de 1961 o Grêmio de Esportes Maringá, estreando no Campeonato Paranaense de Futebol no ano seguinte. O Grêmio inicia sua história de forma marcante. Logo em 1963 conquista o Campeonato Paranaense sobre o Ferroviário de Curitiba e no ano seguinte repete o título sobre o Seleto de Paranaguá. Ainda embalado fica com o vice-campeonato em 1965 perdendo o título para o mesmo Ferroviário.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Em 1966 se mantém na parte superior da tabela, conquistando mais um vice-campeonato no ano seguinte. Em 1968 conquista o Torneio Centro-Sul do Brasil e, um ano depois, o Torneio dos Campeões diante do Santos. Manteve-se entre os grandes do estado até perder as forças no Paranaense de 1972 e 1973. No ano de 1974 não disputa o Estadual.

A volta e o tri-campeonato[editar | editar código-fonte]

Em 1975 volta ao Campeonato Paranaense de Futebol e fatura o título sobre o Coritiba em 1977 tirando uma sequência de títulos da capital.

O Galo do Norte[editar | editar código-fonte]

De 1978 à 1985 o Grêmio Maringá mostrou ser dono do terreiro e se manteve entre os primeiros. Entrava em campo para vencer e jogava de igual contra os grandes clubes da capital. Neste período ocupou sempre a parte de cima da tabela e se destacou no cenário esportivo do estado.

A decadência[editar | editar código-fonte]

Os campeonatos de 1986 à 1996 marcaram uma década de baixas no Grêmio Maringá. O clube passou a ocupar as porções de baixo da classificação ano após ano. Esteve entre sexto e décimo lugar e a partir de 1993 com a competição agora contando com vinte clubes, se posicionava nas colocações entre décimo primeiro e décimo sétimo. Em 1997 o Galo não entra em campo.

A Copa Paraná[editar | editar código-fonte]

Em 1998 perde a final da competição para o Atlético-PR, porém fatura o título no ano seguinte diante do Londrina EC.

Último suspiro e as portas fechadas[editar | editar código-fonte]

O Grêmio Maringá volta a campo e fatura a Segunda Divisão do Campeonato Paranaense em 2001. Embalado, é vice-campeão diante do Iraty em 2002. No ano seguinte terminou a competição em sétimo lugar e fecha suas portas em 2004 quando é rebaixado para a segunda divisão no Torneio da Morte.

A volta sem brilho[editar | editar código-fonte]

Realizando o desejo do torcedor maringaense, o Grêmio Maringá reabre as portas. Em 2010 disputa a terceira divisão do Campeonato Paranaense. Sem muita qualidade de futebol, o clube avança no campeonato, mas não conquista a classificação para a Segunda Divisão. No ano seguinte ainda na última divisão do estado o Galo não conquista o acesso ainda que tenha feito boa campanha, porém com a desistência de clubes da segunda divisão, o alvinegro é convidado a disputar a divisão de cima do Paraná. Em 2012 faz uma temporada ruim e só não é rebaixado devido à irregularidade e perda de pontos do Cascavel. O Galo não se salvaria da queda em 2013. Em uma temporada ruim, com elencos ruins e péssima administração, o clube termina o paranaense em último lugar com apenas um ponto e volta a terceira divisão do Campeonato Paranaense.

Uma nova era[editar | editar código-fonte]

Após mais de dez anos sob propriedade do empresário Aurélio Almeida, o mesmo entrega o clube de volta para os maringaenses após o insucesso do clube desde sua volta em 2010. O clube começa se reestruturar aos poucos, com a quitação de pendências perante a Federação Paranaense de Futebol e demais dívidas. Com um trabalho sério e paciência o Galo busca voltar para o cenário esportivo do estado nos próximos anos.

Estádio Regional Willie Davids[editar | editar código-fonte]

O Estádio Willie Davids foi fundado em 1971 e já passou por três reformas. O "WD", apelido recebido pelos torcedores, já foi casa de diversos clubes da cidade e viveu tempos de glória com o Grêmio Maringá. Segue abaixo a estrutura da praça:

  • Nome: Estádio Regional Willie Davids
  • Capacidade: 21.600 pessoas (7.500 no setor coberto, 500 no setor Vip, 11.600 no setor descoberto (lateral), 1.000 na curva sul (entrada) e 1.000 na curva norte (visitante)
  • Campo: Gramado tipo bermuda (106m x 78m)
  • Iluminação: Sim (4 torres)
  • Vestiários: 4
  • Acessos: 4 portões (Curva Sul, Cobertas, Descobertas e Visitantes)
  • Cabines Rádio e TV: Sim
  • Banheiros: 6 (3 femininos, 3 masculinos)
  • Bares: 5 (2 nas cobertas, 2 descoberta e 1 visitante)
  • Drenagem: Sim
  • Irrigação: Automática Programada
  • Bilheterias: 4 (Estacionamento, Curva Sul, Cobertas e Visitantes)

Clássicos e Derbys[editar | editar código-fonte]

Clássico do Café[editar | editar código-fonte]

O Clássico do Café é um dos principais clássicos do Paraná e um dos principais do interior do Brasil, disputado entre Grêmio Maringá e Londrina Esporte Clube. O clássico surgiu na década de 60 com a fundação do clube de Maringá, época de riqueza dos cafezais da região que batizou o nome do clássico. Ao todo foram disputadas 139 partidas, com vantagem para o Tubarão. Teve auge nas décadas de 70 e 80, onde os 2 clubes travavam batalhas mortais com arenas lotadas. Os 2 clubes somam 7 títulos paranaense e diversos títulos do interior. O Londrina foi campeão da 2ª divisão do Campeonato Brasileiro em 1980 e o Grêmio Maringá foi campeão do Torneio dos Campeões da CBD em 1969, tal torneio equivalente a 2ª divisão do Brasileirão.

O maior clássico do interior paranaense está ausente desde a queda do Grêmio Maringá em 2004. O Londrina Esporte Clube disputa atualmente a primeira divisão do estado, enquanto o alvinegro segue nas divisões abaixo.

Derby Maringaense[editar | editar código-fonte]

O Derby Maringaense está longe de ter o valor e importância do Clássico do Café, surgiu em 2010 e é disputado entre Grêmio Maringá e Maringá Futebol Clube.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Cbf brazilian championship trophy 02.svg Torneio dos Campeões da CBD: 1 (1969)

Regionais[editar | editar código-fonte]

Mapa Regiao Sul do Brasil (somente).PNG Torneio Centro-Sul: 1 (1968).

Estaduais[editar | editar código-fonte]

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

Grêmio Maringá
  • Posição: 86º
  • Pontuação: 154 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Elenco Campeão[editar | editar código-fonte]

Elenco campeão paranaense de 1963: Evir, Oliveira, Edson Faria, Pinduca, Macário, Nilo, Haroldo, Soca, Garoto, Leonel e Nilson. ( goleiro Evir foi bicampeao paranaense e idolo da historia do gremio maringa, fenomeno no gol,)

Elenco campeão paranaense de 1964: Nilo, Haroldo, Roderley, Edson Faria, Pinduca, Maurício, Danubio, Edgar, Valter Prado, Zuring e Luís Roberto.

Elenco campeão paranaense de 1977: Wágner, Assis, Celso, Nilo, Didi, Albérico, Freitas, Ferreirinha, Itamar, Nivaldo e Bernardo.

Elenco campeão do Torneio Centro-Sul de 1968: Ditão, Valtinho, Zé Carlos, Cisca, Fausto, Maurício, Iauca, Ademir Rodrigues, Osvaldo, Reginaldo e Djalma.

Torcida Galo Terror[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1989, a Torcida Organizada Galo Terror defende as cores do glorioso Grêmio Maringá.

Embalados pelo bom futebol da cidade canção e vendo a necessidade de organizar os torcedores maringaenses, algo que já acontecia à anos na capital do estado e mais recentemente no interior do estado como em Londrina, apaixonados pelo futebol de Maringá se reuniram e fundaram a Galo Terror. Em poucos anos a torcida se consolidava como a maior torcida organizada do interior do estado. Três anos mais tarde é fundada sua maior rival, a Torcida Falange Azul do Londrina, e o Clássico do Café chega às arquibancadas do interior do Paraná. Após anos de festas e alegrias, a torcida cai com o Grêmio Maringá que se retira do futebol em 2004 e somente 6 anos depois pode voltar a ver as cores de seu clube nos gramados.

A Torcida Galo Terror passou por momentos decadentes nos últimos anos consequência do futebol frágil da cidade de Maringá, mas busca se levantar em 2014 na nova era do clube.

Segue dados gerais sobre a torcida:

  • Nome: G.R.T.O. Galo Terror 1989
  • Fundação: 10 de Abril de 1989
  • Cores: Preta e Amarela
  • Mascote: Galo
  • Presidente: Kleber A. de Carvalho
  • Acomodação: Arquibancada descoberta