Groundhog Day

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Groundhog Day
O Feitiço do Tempo (PT)
Feitiço do Tempo (BR)
Pôster promocional
 Estados Unidos
1993 • cor • 101 min 
Direção Harold Ramis
Produção Trevor Albert
Harold Ramis
Roteiro Danny Rubin (história)
Harold Ramis
Elenco Bill Murray
Andie MacDowell
Chris Elliott
Gênero Comédia dramática
Fantasia
Idioma Inglês
Música George Fenton
Cinematografia John Bailey
Edição Pembroke J. Herring
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 12 de fevereiro de 1993
Portugal 10 de setembro de 1993
Brasil 17 de setembro de 1993
Orçamento US$14.6 milhões
Receita US$70,906,973[1]
Página no IMDb (em inglês)

Groundhog Day (Feitiço do Tempo, no Brasil; O Feitiço do Tempo, em Portugal) é um filme norte-americano de 1993 dirigido por Harold Ramis.

No filme, Murray interpreta Phil Connors, um egocêntrico homem do tempo da TV em Pittsburgh, que durante a abertura do anual Dia da Marmota (2 de fevereiro) em Punxsutawney, encontra-se repetindo o mesmo dias várias vezes. Depois de se deixar levar por todas as formas de perseguições hedonísticas, ele começa a reavaliar sua vida e prioridades.

Em 2006, Groundhog Day foi incluído no National Film Registry dos Estados Unidos, sendo considerado "culturalmente, historicamente ou esteticamente significante".

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Um repórter (Bill Murray) é escalado mais uma vez para cobrir as festividades do Dia da Marmota numa pequena cidade do estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Ele não vê a hora de terminar o trabalho e voltar para casa, mas o inesperado acontece: ele cai em um "feitiço do tempo", e todos os dias seguintes passam a se repetir sempre iguais ao Dia da Marmota. Quando ele percebe o feitiço, passa a tirar vantagem dele, mas depois vem o tédio e o sentimento de frustração por não saber como sair daquela situação.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento do filme[editar | editar código-fonte]

De acordo com os comentários do diretor no DVD, há várias diferenças entre o roteiro original de Groundhog Day, escrito por Danny Rubin, e o filme lançado realmente, pelas mudanças feitas pelo diretor do filme, Harold Ramis. No roteiro original, o filme começou no meio da narrativa, sem explicar como ou porque Phil estava repetindo o Dia da Marmota. Porém, os filmadores estavam preocupados com o público se sentir frustrado sem ver a realização crescente de Phil da natureza do time loop. Rubin tinha também originalmente previsto que Rita de Andie MacDowell reviveria o Dia da Marmota com Phil e pretendia retratar o par estando preso ao time loop por mais tempo que no filme concluído, possivelmente por milhares de anos (Phil monitorou o tempo pela leitura de uma página de um livro a cada dia e tinha conseguido ler toda a biblioteca pública). Consequentemente, a história de amor foi menos desenvolvida no roteiro original que no filme concluído.

Houve também um roteiro de segundo projeto, que deu uma razão explícita ao time loop - um feitiço vodu jogado por uma mulher que trabalhou na estação de televisão e estava envolvida com Phil antes que ele a rejeitasse - o que não apareceu no filme concluído.

As locações da maioria das filmagens do filme não foram efetivamente em Punxsutawney, mas sim em Woodstock, Illinois (somente uma curta direção da casa de Murray de Wilmette). Os habitantes de Woodstock ajudaram a produção do filme trazendo aquecedores para esquentar o elenco e a equipe do tempo frio. Em Punxsutawney, o verdadeiro Gobbler's Knob está localizado em uma área rural de quase 2 milhas (3 km) ao leste da cidade. No entanto, a locação utilizada em Woodstock dá a impressão que Knob está dentro da cidade. The Tip Top Cafe em Woodstock, onde muitos filmes usam o lugar, foi originalmente um set criado para o filme, mas a procura local levou à sua abertura como um verdadeiro café. Eventualmente fechou, mas um "Tip Top Bistro" pegou seu lugar. Este, também, eventualmente fechou e a locação é agora lugar para Bella's Gelateria que serve café e sorvete italiano.

Algumas locações do filme foram também filmadas em Indiana, Pennsylvania, com cenas aéreas sendo filmadas também em Pittsburgh.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Groundhog Day teve um sólido desempenho em seu primeiro lançamento, totalizando $70,9M na América do Norte e estando em 13º no ranking dos filmes lançados em 1993, mas não conseguiu status de blockbuster. Encontrou uma segunda vida em home video e a cabo, forticando-se como um dos maiores filmes americanos do final do século XX. O filme está em 34º na lista dos 100 Funniest Movies (100 Filmes Mais Divertidos) do American Film Institute, e o crítico Roger Ebert colocou-o em sua série de "Great Movies" (Grandes Filmes). Depois de avaliar com três estrelas em sua análise original, Ebert reconheceu em seus Great Movies que, como muitos leitores, ele tinha inicialmente subestimado muitas virtudes do filme e só veio realmente apreciá-lo quando o viu repetidas vezes. Em 2009, o teórico literário e acadêmico Stanley Fish chamou o filme como um dos dez melhores filmes americanos já feitos.

O filme é o 32º colocado nos 100 Funniest Movies do canal americano Bravo. Na edição especial anos 90 da revista Total Film, Groundhog Day foi considerado o melhor filme de 1993 (o ano que viu o lançamento de Schindler's List, The Piano e The Fugitive). Em 2000, leitores da revista Total Film votaram nele como o 7º maior filme de comédia de todos os tempos. The Writers Guild of America avaliou o filme como roteiro em #27 na lista dos 101 Greatest Screenplays (101 Maiores Roteiros já escritos). Tem uma avaliação recente de 96% no Rotten Tomatoes. No Metacritic, o filme tem uma contagem de 72 (geralmente análises favoráveis) em 100.

Influências[editar | editar código-fonte]

A frase "Groundhog Day" (Dia da Marmota) entrou em uso comum como uma referência a uma situação desagradável que se repete continuamente, ou parece ser, até que algo espiritual a transcende. É também usada neste sentido no Reino Unido, talvez mais comumente que em seu significado original, já que 2 de fevereiro não é celebrado como Dia da Marmota no Reino Unido (feriados similares, Candlemas e Imbolc, têm sido celebrados nesta data em muitas partes da Europa, mas sem referências às marmotas). Pelo menos o dicionário Britânico-Inglês marca o feriado do Dia da Marmota como um uso norte-americano, sem apontamento para o significado de repetitivo.

Filosofia[editar | editar código-fonte]

Groundhog Day é um conto de auto-ajuda, para olhar dentro de si mesmo e perceber que a única satisfação na vida vem de se virar para fora e se preocupar com os outros intensificando-se mais no que alguém quer e deseja. Como tal, o filme tornou-se o predileto de líderes budistas, cristãos e judeus tanto porque eles vêem os temas de altruísmo e renascimento no filme como uma reflexo das mensagens espirituais dos próprios líderes. Tem sido apelidado por alguns líderes religiosos como "o filme mais espiritual de nosso tempo".

Militar[editar | editar código-fonte]

Referindo-se a desagradáveis, imutáveis e repetitivas situações como "Groundhog Day" foi difundido no exército dos EUA logo após o lançamenteo do filme em fevereiro de 1993. Um artigo de uma revista sobre o porta-aviões USS America menciosa seu uso por marinheiros em setembro de 1993. Ao mesmo tempo, o filme foi o predileto de soldados em Mogadishu, que se identificaram com a situação do protagonista. Em março de 1994, houve uma zona defensiva na Somália chamada Groundhog Station. Em fevereiro de 1994, a equipe do USS Saratoga referiu-se ao seu desenvolvimento no Mar Adriático, em apoio às operações da Bósnia, como em Groundhog Station. Um discurso pelo presidente Clinton em janeiro de 1996 especificamente referiu-se ao filme e a uso da frase por militares na Bósnia. Ainda hoje na Guerra do Iraque, "Groundhog Day" é uma gíria militar americana para qualquer dia de trabalho no Iraque.

O filme foi um dos favoritos entre os guardas preparados para a Operation Gothic Serpent na Somália em 1993, porque eles viram o filme como uma metáfora da própria situação deles, uma espera longa entre ataques e dias longos monótonos.

Política[editar | editar código-fonte]

O termo também entrou no léxico do mundo real como é testemunhando pelos seguintes comentários de R. Nicholas Burns, subsecretário do estado dos EUA para assuntos políticos, em conversas no conflito Israel/Líbano em agosto de 2006. "Nós iríamos para casa às 10 ou 11 da noite e diríamos, 'Amanhã será um dia melhor'. Mas o próximo dia foi o Dia da Marmota de novo". O membro do Parlamento Dennis Skinner comparou o tratamento do primeiro-ministro britânico Tony Blair para o Inquérito Hutton ao Groundhog Day. "[O caso] foi, ele disse, como o Dia da Marmota, com as críticas do primeiro ministro procurando um inquérito, então outro inquérito, então outro inquérito." Blair respondeu aprovando, "Eu mesmo não poderia ter colocado isso melhor. Na verdade, eu não coloquei isso melhor".

Economia[editar | editar código-fonte]

O filme tem sido utilizado pelos economistas para explicar a teoria econômica do "equilíbrio perfeitamente competitivo baseado na informação perfeita".

Televisão[editar | editar código-fonte]

O programa britânico de quiz e comédia Shooting Stars teve a questão "Quem foi a estrela de Groundhog Day?", que o concorrente respondeu "Bill Murray". O apresentador Bob Mortimer então perguntou de novo e Travis respondeu o mesmo de novo, e repetiu com Travis mais irado até que ele finalmente entendeu a piada, morreu de rir e ofereceu para "A marmota"!

Música[editar | editar código-fonte]

A banda de rock The Dismemberment Plan derivou seu nome do diálogo falado pelo personagem Ned Ryerson (Tobolowsky).

A banda de rock Welsh, os Manic Street Preachers, gravou uma canção em 2001 chamada "Groundhog Days" que começa com a letra, "Waking up again/To the same old thing/To the same old songs/To the same old pain..." ("Acordando de novo/Para a mesma coisa velha/Para as mesmas canções velhas/Para as mesmas dores velhas...")

Em agosto de 2003, Stephen Sondheim respondeu a uma questão sobre seu próximo projeto que ele estava interessado em algo como um tema e variações - possivelmente uma adaptação musical de Groundhog Day. A banda de Heavy Metal Mastodon faz uma referência ao 'Dia da Marmota' em seu DVD 'The Making of Blood Mountain' quando eles descrevem o processo de gravação como reviver o mesmo dia repetidas vezes.

Esportes[editar | editar código-fonte]

O pitcher Roy Halladay, de Toronto Blue Jays, recentemente comparou a forma de perder da sua equipe ao filme 'Groundhog Day'. Esta é a sua declaração: "Isto é a coisa mais difícil. Nós nos reunimos em cada treino da primavera e conversamos sobre as mesmas coisas e é quase como 'Groundhog Day'. O que fica definitivamente frustrante, você quer falar sobre porque nós estamos bem sucedidos, o que temos feito para nos ajudar a chegar ao ponto de onde nós estamos, e nós só não temos feito isso".

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • British Comedy Awards 1993 (Melhor Filme de Comédia)
  • Saturn Award de Melhor Atriz (Filme) (Andie McDowell, pelo papel de Rita)

Em junho de 2008, AFI revelou seu "Ten top Ten"—os dez melhores filmes em dez "clássicos" filmes americanos do gênero—após pesquisa com mais de 1500 pessoas da comunidade criativa. Groundhog Day foi reconhecido como o oitavo melhor no gênero da fantasia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. Groundhog Day, Box Office Information Box Office Mojo. Página visitada em May 5, 2010.