Hill Street Blues

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Hill Street Blues
A balada de Hill Street (PT)
Chumbo Grosso (BR)
Informação geral
Formato Série
Duração Aprox. 47 minutos

(Sem Comerciais)

Estado Finalizada
Criador(es)
  • Michael Kozoll
  • Steven Bochco
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Estados Unidos Inglês
Produção
Produtor(es)
  • David Anspaugh
  • Anthony Yerkovich
  • Michael Vittes
  • Sascha Schneider
Cinematografia
  • John C. Flinn III
  • Jack Whitman
  • William Cronjager
  • Terry K. Meade
Câmera
  • Patrick Fennell
Distribuída por 20th Century Fox
Roteirista(s)
  • Steven Bochco
  • Jeffrey Lewis
  • Michael Kozoll
  • David Milch
  • Michael I. Wagner
  • Anthony Yerkovich
  • Mark Frost
  • Karen Hall
  • Jacob Epstein
  • Walon Green
  • Robert Ward
  • Dick Wolf
  • Roger Director
  • Robert Crais
  • Elia Katz
  • John Romano
  • Lee David Zlotoff
  • Dennis Cooper
  • Darrell Ray
  • Alan Toy
  • David Black
  • Jonathan Lemkin
  • Jerry Patrick Brown
  • Terry Curtis Fox
  • Robert Schlitt
  • Gregory Hoblit
Narrador(es) Taurean Blacque (Narrador de trailers antes do episódio. Dizia "Previously, on Hill Street Blues")
Elenco

Estrelando

  • Daniel J. Travanti
  • Michael Conrad
  • Michael Warren
  • Bruce Weitz
  • James B. Sikking
  • Joe Spano
  • Barbara Bosson
  • Taurean Blacque
  • Kiel Martin
  • René Enriquez
  • Betty Thomas
  • Ed Marinaro
  • Mimy Kuzyk
  • Ken Ólin
  • Charles Haid
  • Veronica Hamel
  • Jon Cypher
  • Peter Jurasik
  • George Wyner

Entre outros personagens principais importantes

Tema de abertura Hill Street Blues Theme
Compositor da música tema Mike Post
Empresa(s) de produção
  • MTM Enterprises, Inc.

(Nas primeiras temporadas, o logo da MTM é exibido, mas o Copyright está em nome de "Company Four")

Exibição
Emissora de
televisão original
  • Estados Unidos NBC
Formato de áudio Mono
Transmissão original 15 de janeiro de 198112 de maio de 1987
N.º de temporadas 7
N.º de episódios 144
Cronologia
Último
Último
Beverly Hills Buntz (Spin-off)
Próximo
Próximo
Programas relacionados
  • Beverly Hills Buntz
  • LA Law
  • St. Elsewere

Hill Street Blues foi um seriado policial transmitido na rede de televisão NBC entre 1981 e 1987. Narrando a vida de funcionários de uma delegacia de polícia em uma cidade americana sem nome, o programa recebeu muitos elogios pelas inovações na produção e influenciou muitas séries dramáticas subsequentes produzidas na América do Norte. Sua primeira temporada recebeu 8 Emmy Awards, um número de Emmys para uma 1ª temporada apenas superado por "The West Wing", e foi indicada a 98 Emmy Awards durante seus sete anos de exibição.

Resumo[editar | editar código-fonte]

A MTM Enterprises desenvolveu a série em nome da NBC, sendo Steven Bochco e Michael Kozoll escritores da série. Os escritores tinham direito à liberdade criativa considerável, e criou uma série que reuniu, pela primeira vez, uma série de novas ideias no drama de TV:

  • Cada episódio apresenta uma série de histórias entrelaçadas, algumas das quais são resolvidos dentro do episódio, e outras ao decorrer de vários episódios ao longo de uma temporada.
  • Havia muitos conflitos entre a vida profissional e a vida privada dos personagens. No trabalho, há também uma forte ênfase na luta entre o fazer "o que é certo" e "o que funciona" nas situações.
  • A câmera é realizado em estreita e ação rápida de corte entre as histórias, e há muito diálogo ouvido ao fundo, dando um efeito de "documentário".
  • Ao invés de câmeras de estúdio (chão), câmeras Arriflexes de mão eram usadas para adicionar um efeito de "documentário".
  • O show aborda as questões da vida real, e emprega comumente o uso de gírias em maior medida do que tinha sido visto antes.
  • Quase todo episódio começa com uma sequência antes da abertura (a missão) chamada "Roll Call" (Reunião Matinal), no início do turno do dia. A partir da 3ª temporada cada episódio começa com "Anteriormente em Hill Street Blues", com montagem de clipes de até 6 episódios anteriores antes da "Roll Call". Muitos episódios são gravados para acontecer em um único dia, um conceito usado mais tarde na série da NBC "LA Law".
  • A maioria dos episódios termina com o capitão Frank Furillo e a defensora pública Joyce Davenport em uma situação doméstica, muitas vezes na cama, discutindo seus respectivos dias.

Embora filmado em Los Angeles (tanto ao ar livre e na CBS Studio Center, em Studio City), a série se passa em uma localidade sem nome, aparentemente um bairro pobre de uma cidade dos EUA como Detroit ou Chicago.

O programa tem em foco a baixa escala social (pobreza), muito em contraste com o próximo projeto de Bochco, LA Law. Inspirada pelos romances de detetive e políciais processuais, tais como o de 1956 "Cop Hater", foi considerada o "Barney Miller" fora da delegacia, com foco sobre a amarga realidade de 1980, onde a vida urbana era revolucionária para a época. Mais tarde, as temporadas da série se formularam de maneira diferente (uma mudança que alguns acreditam ter começado após a morte por câncer de Michael Conrad no meio da quarta temporada, o que levou à substituição do amado Sargento Esterhaus pelo sargento Stan Jablonski, interpretado por Robert Prosky), assim, a série que quebrou as regras estabelecidas de televisão finalmente conseguiu quebrar suas próprias regras. No entanto, é um marco da programação da televisão, e sua influência foi vista em séries como NYPD Blue/Nova York contra o Crime e ER. Em 1982, St. Elsewhere foi considerada a Hill Street Blues em um hospital. O trabalho de qualidade que feito pela MTM levou à nomeação de Grant Tinker (Antigo diretor da MTM) como presidente da NBC em 1982.

Na sétima temporada, os produtores receberam certificados de escritores consagrados fora da televisão: Bob Woodward e David Mamet.

A série é transmitido via cabo nos EUA pelas emissoras TV Land, Bravo e, atualmente, AmericanLife TV. Ela está atualmente disponível gratuitamente pela Internet em muitos países via o Channel 4 no youtube.

Há também um curto spin-off Dennis Franz, intitulado Beverly Hills Buntz, no qual Franz se muda de Hill Street para Los Angeles para se tornar um detetive particular, tendo ao longo de "Sid the snitch" Thurston (Peter Jurasik) como seu ajudante.

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Temporada 1: O piloto foi ao ar na quinta-feira, 15 de janeiro, 1981, às 10 horas, que seria o horário de transmissão da temporada inteira. Episódio 2 foi ao ar duas noites depois, a próxima semana seguiu um padrão similar (episódio 3 na quinta-feira, 4, no sábado). A NBC tinha encomendado 13 episódios, e a temporada devia terminar em 25 de maio com um nº de episódios menor (O casamento do sargento Estherhaus seria o "season-finale"). Em vez disso, a aclamação da crítica fez a NBC encomendar mais quatro episódios para ir ao ar durante meados de Maio. Bochco e Kozoll fizeram uma história nova, que foi ao ar em dois episódios de duas horas para fechar a temporada. Uma nova adição a estes quatro últimos episódios foi Oficial Joe Coffey (interpretado por Ed Marinaro), que originalmente tinha morrido no season finale.

Na 1ª Temporada, o tema teve duas versões, com pequenas edições, que se for prestada atenção, dá para ouvir. O tema foi substituído por uma versão não editada no 6º episódio da segunda temporada. Os créditos finais para o piloto tem fundo diferente dos créditos da 1ª temporada, que tem fundo diferente do resto da série. A 1ª Temporada também teve dois temas de encerramento, e o resto da série, outro.

O show se tornou o programa com menor audiência a ser renovado para uma segunda temporada. No entanto, foi renovado por apenas dez episódios. Uma ordem de mais 8 eps. foi dada no meio da temporada.

2 ª temporada: Uma greve de escritores empurrou o início da temporada para 29 de outubro. Kozoll agora estava listado como um consultor, significando que seu papel tinha diminuído no show. Mais tarde, ele afirmou que ele já estava sentindo excluido, e foi confiando mais em perseguições de carro e ação para preencher os scripts.

3 ª temporada: Kozoll deixou a série no final da 2 ª temporada, substituído em sua maior parte por Anthony Yerkovich e David Milch. Yerkovich mais tarde criou Miami Vice, depois de deixar Hill Street Blues, no final desta temporada. Este foi o show mais popular em termos de audiência, uma vez que terminou colocado em 21º. Este ano foi também o nascimento de Must See TV, e a série foi transmitida na mesma noite de Cheers, Taxi, e Fame. As quintas-feiras promovidas como "a melhor noite da televisão na televisão." Michael Conrad estava cada vez mais ausente do show devido à sua batalha em curso contra o câncer.

4 ª temporada: Após sua morte, em 22 de novembro de 1983, a aparência final Michael Conrad foi transmitido no meio da temporada, em fevereiro de 1984, em um episódio de despedida memorável, "Grace Under Pressure".

O espetáculo ganhou o seu quarto e último Emmy para Melhor Série Dramática nesta temporada.

5 ª temporada: O show mudou drasticamente nesta temporada, em um período de novela de acordo com Bochco. Novos personagens foram incluídos: Sgto. Estanislau Jablonski (interpretado por Robert Prosky), Det. Patsy Mayo (Mimi Kuzyk), e Det. Harry Garibaldi (Ken Olin), enquanto a Sra. Furillo (Bosson) tornou-se membro da delegacia. Bochco foi demitido no final da temporada pelo então presidente da MTM. A demissão foi devido as derrapagens de Bochco em relação a custos, aliado ao fato de que o show tinha alcançado a meta das 100 episódios necessários para o sucesso do programa para ser vendido a emissoras.

Betty Thomas ganhou um Emmy de Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática nesta temporada. No entanto, na cerimônia de premiação, retornando impostor Barry Bremen correu a etapa à frente de Thomas e alegou que ela não pôde comparecer. Em seguida, ele afirmou que o prêmio era dele e saiu do palco, confundindo os telespectadores e roubando de Thomas de seu momento de glória, embora ela voltara ao palco e falara após o intervalo.

6 ª Temporada: Grandes mudanças ocorreram como Joe Coffey, Patsy Mayo, Det. Harry Garibaldi, o tenente Ray Calletano (René Enríquez), Fay Furillo (Barbara Bosson) e Leo Schnitz (Robert Hirschfeld) deixaram o show. A adição única foi o tenente Norman Buntz, interpretado por Dennis Franz.

A estréia da temporada abriu com uma roll-call (Reunião Matinal) cheio de oficiais nunca antes visto na mostra, brevemente enganando os espectadores a pensar todo o elenco tinha sido substituído. Foi então revelado que esta era, o turno da noite. Outro episódio único a partir desta temporada explicou através de flashbacks como Furillo e Davenport se conheceram e se apaixonaram.

Esta foi a primeira temporada que Travanti e Hamel não foram nomeados para o Emmy de Melhor Ator/Atriz em Série de Drama.

7 ª Temporada: Officer Patrick Flaherty (interpretado por Robert Clohessy) e Tina Russo (Megan Gallagher) juntaram-se nesta temporada, numa tentativa de reacender a relação Bates-Coffey dos últimos anos. Estanislau Jablonski se tornou um personagem secundário nesta temporada, e quando Travanti anunciou que não voltaria no ano seguinte, os produtores decidiram encerrar a série em 1987. O programa também foi transferido para as terça-feiras depois de seis anos para dar lugar a LA Law às quintas-feiras.

Esta foi a única temporada que Weitz não foi nomeado para o Emmy de Melhor Ator Coadjuvante em Série Dramática. Esta também foi a única temporada em que o show não foi nomeado para Melhor Série Dramática.

Elenco[editar | editar código-fonte]

(A lista do elenco abaixo é exibida de acordo com a classificação do policial (Sargento, Tenente...). Os personagens principais estão em Negrito)

Chefe de Polícia[editar | editar código-fonte]

  • JON CYPHER como Chefe Fletcher P. Daniels (1981–1987) (antigo Capitão do 23º Distrito)

Vice-Chefe de Polícia[editar | editar código-fonte]

  • RON PARADY como Vice-Chefe Mahoney Dennis (1981-1982)
  • ANDY ROMANO como Vice-Chefe Warren Briscoe (1983–1987)

Comandante[editar | editar código-fonte]

  • GEORGE DICKERSON como Comandante (depois vice-chefe), David (Dave) Swanson (1981-1982)
  • GEORGE MURDOCK como Comandante "Buck" Remington (Chefe da EAT)
  • J. PARTICK McNAMARA como Comandante William Lakeland (namorada de Lucy Bates)

Capitão[editar | editar código-fonte]

  • DANIEL J. TRAVANTI como Francis Xavier (Frank) Furillo (Delegacia de Hill Street)
  • VINCENT LUCCHESI como Capitão Jerry Fuchs (1981-1984) (Narcóticos)
  • ANDY ROMANO como Capitão Roger MacPherson (Delegacia de Midtown) (1981–1982) (Depois de promovido para vice-chefe, seu personagem mudou inexplicavelmente de nome, para Warren Briscoe)
  • ROBERT HOGAN como Capitão Lewis 'Lou' Hogan (Delegacia deJefferson Heights)
  • CHARLES CYPHERS como Capitão Leder

Tenente[editar | editar código-fonte]

  • RENÉ ENRIQUEZ como Tenente (posteriormente capitão) Ray Calletano (1981-1987)
  • DENNIS FRANZ como Tenente Norman Buntz (1985–1987)
  • J.A. PRESTON como Tenente (posteriormente capitão) (depois comandante) (depois prefeito) Ozzie Cleveland (1982-1985) (Delegacia de Midtown)
  • DOLPH SWEET como Tenente Emil Schneider (Homicídios)
  • ARTHUR TAXIER como Tenente Shipman (1983-1987) (Assuntos Internos)

Sargento[editar | editar código-fonte]

  • JAMES B. SIKKING como Sargento (mais tarde promovido a tenente; rebaixado para sargento, depois promovido a tenente de volta) Howard Hunter (comandante EAT) (1981-1987)
  • JOE SPANO como Sargento (depois tenente) Henry Goldblume (Negociador) (Foi um patrulheiro em Jefferson Heights) (1981-1987)
  • GERRY BLACK como Sargento (depois tenente) Alf Chesley (Detetive) (1981-1982)
  • MICHAEL CONRAD como Sargento Philip Freemason (Phil) Esterhaus (1981–1984)
  • BRUCE WEITZ como Sargento Michael (Mick) Belker (Detetive disfarçado) (1981–1987)
  • TAUREAN BLACQUE como Sargento Neil Washington (Parceiro de LaRue)
  • ROBERT PROSKY como Sargento Stan Jablonski (1984-1987) (historicamente, passou 22 anos na Delegacia da Avenida Polk)
  • LAWRENCE TIERNEY como Sargento Jenkins (1985-1987) (sargento do turno da noite) (tem a última fala do último episódio)
  • DAN HEDAYA como Sargento Ralph MacAfee (policial corrupto)

Detetives[editar | editar código-fonte]

  • KIEL MARTIN como detetive John (JD) LaRue
  • DENNIS FRANZ como Detective Sal Benedetto (1983)
  • MIMI KUZYK como Detective Patsy Mayo (1984–1985)
  • KEN ÒLIN como Detective Harry Garibaldi (1984–1985)
  • JOHN BRANDON como Detective John Walsh (1981–1982)
  • CHARLES GUARDINO como Detective Ben Lambert (1981–1982)
  • NATHAN COOK como detetive Virgil Pattison Brooks (1981-1982) (parceiro de Belker, assassinado no episódio 20)
  • GERALD CASTILLO como Detetive Michael Benedict (1984–1987)

Oficiais[editar | editar código-fonte]

  • BETTY THOMAS como oficial (mais tarde sargento) Lucille "Lucy" Bates (1981-1987)
  • ED MARINARO como Oficial Joe Coffey (parceiro de Bates) (1981-1986)
  • MICHAEL WARREN como Oficial Robert Eugene (Bobby) Hill (Antes, patrulheiro em Jefferson Heights) (1981-1987)
  • CHARLES HAID como Oficial Andrew Jackson (Andy) Renko (parceiro de Hill) (1981–1987)
  • ROBERT CLOHESSY como oficial Patrick Flaherty (Parceiro de Lucy após a morte de Coffey)(1986–1987)
  • MEGAN GALLAGHER como oficial Tina Russo (1986–1987)
  • ROBERT HIRSCHFELD como Oficial Leo Schnitz (1981–1985)

Outros personagens[editar | editar código-fonte]

  • VERONICA HAMEL como defensora pública Joyce Davenport (Namorada, depois esposa de Furillo)
  • BARBARA BOSSON como Fay Furillo (Ex-esposa de Furillo)
  • GEORGE WYNER como promotor público assistente Irwin Bernstein
  • BARBARA BABCOCK como Grace Gardner (Antiga decoradora da delegacia, casada com Phil Estherhaus)
  • TRINDAD SILVA como Jesus Martinez (Líder da gangue de LOS DIABLOS)
  • PETER JURASIK como Sidney "The Snitch" (Informante pago de LaRue e Washington, informante e amigo de Norman Buntz)

DVDs e Online[editar | editar código-fonte]

A 20th Century Fox Home Entretainment lançou a 1ª e 2ª Temporadas de Hill Street Blues em DVD da região 1, que incluem extras como erros de gravação, entrevistas e featurettes. Essas temporadas e a 3ª estão disponíveis online em sites comerciais como o Hulu.com

O Channel 4 DVD lançou as primeiras duas temporadas em DVD, e disponibiliza a série completa online em seu site.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Emmy[editar | editar código-fonte]

Hill Street Blues foi indicado a 98 Emmys, e ganhou 52. Os atores indicados seguem abaixo, sendo que os ganhadores estão em negrito.

  • Daniel J. Travanti, (Melhor ator principal em série dramática);
  • Michael Conrad, Taurean Blacque, Michael Warren, Bruce Weitz, e Charles Haid (Melhor ator coadjuvante em série dramática);
  • Veronica Hamel (Melhor atriz principal em série dramática);
  • Barbara Babcock, Barbara Bosson e Betty Thomas (Melhor atriz coadjuvante em série dramática).

Outros Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • O piloto ganhou um Prêmio Edgar de melhor edição.
  • Em 2007, o Channel 4 da Inglaterra classificou Hill Street Blues como o 19º Melhor Drama na sua lista "The 50 Best TV Dramas".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:


Ícone de esboço Este artigo sobre séries de televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.