Línguas eslavas orientais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Línguas eslavas orientais
Distribuição
geográfica:
Europa Oriental
Classificação
genética
:
Indo-europeias
 Balto-eslavas
  Eslavas
   Línguas eslavas orientais
Subdivisões:
Rusino (considerada tanto uma língua separada quanto um dialeto do ucraniano)


Slavic europe.svg
  Países em que um idioma eslavo oriental é a língua nacional

As línguas eslavas orientais formam um dos três subgrupos regionais das línguas eslavas, faladas atualmente na Europa Oriental. É o grupo com o maior número de falantes, muito à frente dos grupos ocidental e meridional. As línguas eslavas orientais faladas atualmente são o bielorrusso, o russo e o ucraniano[1] . O rusino é considerado tanto um idioma separado quanto um dialeto do ucraniano.[2] .

As línguas eslavas orientais descendem de um antecessor comum, a língua falada no Rus de Kiev medieval (dos séculos IX ao XIII). Na Rússia czarista, do século XVI a 1917, continuaram a ser considerados dialetos de uma única língua, o russo. Durante o Censo Imperial Russo, realizado em 1897, o russo (Russkij) era subdividido em Vjelikorusskij ("grande russo"), Malorusskij ("pequeno russo") e Bjelorusskij ("russo branco"). No decorrer do século XX, o "grande russo" passou a ser designado de "russo", propriamente dito, enquanto o "pequeno russo" se tornou o ucraniano e o "russo branco" o bielorrusso.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "The East Slavic languages, Ukrainian, Belorussian and Russian, ..." - [1]
  2. http://www.rusyn.org/images/1.%20Language%20of%20Carpathian%20Rus'.pdf

Bibliografia[editar | editar código-fonte]