Leticia Calderón

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leticia Calderón
Nome completo Carmen Leticia Calderón León
Nascimento 15 de Julho de 1968 (46 anos)
Guaymas, Sonora
 México
Ocupação Atriz
IMDb: (inglês)


Carmen Leticia Calderón León (Guaymas, 15 de junho de 1964) é uma atriz mexicana. Seus pais são Mario Calderón e Carmen Leon. Tem três irmãos, Mario, Miguel e Alejandro.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Durante sua infância ela viveu em Alvarado, Veracruz, Guaymas, La Paz e Baja California Sur. Aos 13 anos ela voltou para a Cidade do México onde estudou no colégio oficial "Amado Nervo", e em seguida, impulsionada por parentes, deslocou-se a um casting para a protagonista de Chispita. Embora Leticia não ficou com um grande papel, participou como coadjuvante e recebeu uma bolsa para o Centro de Treinamento Televisa.

Em 1983, com apenas 14 anos, Letícia tem a sua primeira chance nas mãos dos Valentin Pimstein em Amalia Batista.

Depois vieram "Principessa", que reproduz a filha cega de Angélica Aragón, breves aparições em "Bianca Vidal" e "Monte Calvário" e sua primeira vilã em "O segredo caminho".

Em 1987 para daria vida ao seu primeira protagonista em "La Indomable", com a altiva e rebelde Maria Fernanda Villalpando.

Em 1989 veio o sua segunda protagonista, "La casa al final de la calle". Uma história gótica em que trabalhia com grandes atores como Héctor Bonilla e Angélica Aragón, além de ser dirigida pelo cienasta Jorge Fons. As gravações foram feitas sem o excesso de caixa e foram lançadas desde o INBA. As críticas não foram muito próximos em: Leticia tinha crescido como uma atriz, teve o impulso final e tornou-se a mais jovem melhor atriz de televisão. Começou a notar alguma coisa que os produtores, especialmente Ernesto Alonso, que lhe deu em 1990, a sua terceira protagonista em Yo compro esa mujer.

Leticia era das atrizes favoritas do Sr. Alonso em suas telenovela como a protagonista, em Yo compro esa mujer, mas também "La antorcha encendida" e "Laberintos de pasión", com que ganho o prêmio TVyNovelas como a melhor atriz.

Leticia Alonso disse que ela "é muito boa atriz e uma pessoa muito profissional e eu gosto de trabalhar com pessoas assim. Acho que as pessoas com talento são disciplinada."

Em 1997, ela se afasta das novelas, no momento em que se tornou um ícone mundial em relação a telenovela Esmeralda, é o melhor romance que eu tenho visto até agora porque me fez chorar como sempre, quando nas mãos de Adrian, Graziela morre e tudo por causa de ambicioções da sua mãe que pensava no dinheiro e não a felicidade de sua única filha. A história da jovem cega foi um sucesso na América Latina, na Ásia e especialmente na Europa Oriental, onde os fã de Leticia Calderón reuniram multidões semelhantes às do Papa. Dizem que o romance ainda era capaz de parar por algumas horas uma guerra, e de que na Hungria foram organizadas campanhas para pagar uma operação visuais.

Leticia esteve envolvida em peças como "La Família Real", ao lado de Jacqueline Andere, e "Los árboles mueren de pie", com Ofélia Guilmáin e Juan Ferrara. Seus filmes são "Meu pequeno Anjo" com Daniela Luján e "Noche de Ronda".

Dedicada aos seus dois filhos, especialmente Luciano, que sofre de síndrome de Down, Leticia ficou afastada da televisão por de mais de 8 anos entre (2000 - 2008), fazendo aparições só em Amor real, onde teve um papel que deu muito que falar e no "remake" de Valeria y Maximiliano e em Heridas de amor.Que foi um sucesso.

Em 2008, Leticia participou na Série de episódios de "Mujeres asesinas", protagonizando o episódio "Sonia, a desalmada" ao lado de Juan Soler e Grettell Valdéz . Seu episódio abriu a série em 17 de junho de 2008, sendo o programa mais visto da história da televisão à cabo dando 17 pontos da classificação.

Em agosto de 2008, começou a gravação da telenovela En nombre del amor, versão do clássico "Cadenas de amargura", que interpreta a tia malvada na história. Letícia atuou nesta telenovela, com grandes atores como Victoria Ruffo, Arturo Peniche, César Évora, e os jovens protagonistas Sebastián Zurita e Allisson Lozano.

Em 2011 Leticia Calderon confirma participação especial na telenovela Soy tu dueña, do produtor Nicandro Díaz González. Também interpreta a 'Alicia', em La Fuerza del Destino.

Em 2012 ela regressa, para interpretar mais uma vilã, desta vez é 'Isadora', na produção de Carlos Moreno Laguillo, a telenovela Amor Bravío.[2]

Telenovelas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Esmas.com. Biografia e carreira de Leticia Calderón (em espanhol). Página visitada em maio de 2012.
  2. Esmas.com. Telenovelas e personagens de Leticia Calderón (em espanhol). Página visitada em maio de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]