Malanje

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Malanje
Localidade de Angola Angola
(Cidade e Município)
Malanje centro 2011-08 IMG1321.jpg

Centro da cidade
Dados gerais
Gentílico Malanjino (a)
Província Malanje
Município(s) Malanje
Características geográficas
Área 2.422 km²
População 221.785 hab.
Densidade 92 hab./km²
Altitude 1.220 m

Malanje está localizado em: Angola
Malanje
Localização de Malanje em Angola
9° 32' 29.95" S 16° 20' 27.78" E{{{latG}}}° {{{latM}}}' {{{latS}}}" {{{latP}}} {{{lonG}}}° {{{lonM}}}' {{{lonS}}}
Dados adicionais
Prefixo telefónico +244
Site Governo Provincial de Malanje
Projecto Angola  • Portal de Angola

Malanje (por vezes também grafada Malange) é uma cidade e município de Angola, capital da província do mesmo nome.

A cidade possui aeroporto e ligação através de caminho-de-ferro à capital do país, Luanda. O município tem 2 422 km² e 221.785 habitantes.[1] É limitado a Norte pelo município de Cuaba Nzogo, a Este pelo de Mucari, a Sul pelos municípios de Cangandala e Mussende, e a Oeste pelos de Cacuso e Calandula. É constituído pelas comunas de Malanje, Quimbamba, Ngola-Luíje, Cambaxe, Cambondo e Cangando.


História[editar | editar código-fonte]

Não se sabe ao certo a data de fundação de Malanje, mas é de conhecimento que no ano de 1852 foi criada uma feira em Malanje e a paróquia de Nossa Senhora de Assunção. No ano de 1857 foi fundado o presídio e no ano de 1862 foi fundado um forte.

Malanje é a única cidade do planalto. Foi fundada na margem do rio Malanje e era um centro importante que fica entre as regiões de Cassanje e Lunda. Após a guerra ocorrida em Cassange entre os anos de 1861 e 1862, Malanje foi retalhada por conelhos e presídios e permaneceu esquecida por algum tempo.

A partir da independência de Angola, em 1975, a capital da província de Malanje passou a ser considerada como uma única cidade, visto que ela era dividida em uma cidade "branca" e uma cidade "africana". Ainda é visível na cidade a separação através de construções da colonização portuguesa e novas construções pós-independência.


Datas importantes

1671 - Criação do presídio de Pungo Andongo.

1838 - Criação do presídio de Calandula.

1843 - Deslocação do deslocamento militar para o Lombe.

1852/53 - O Soba aceitou a presença dos primeiros comerciantes, com o estatuto de "moradores".

1852 - Foi criada uma feira e a paróquia de Nossa Senhora de Assunção.

1861/62 - Guerras ocorridas na região do Cassange deixam Malanje esquecida e "retalhada" por concelhos.

1862 - Foi fundado o Forte de Malanje.

1867/68 - Malanje como sede do Concelho.

1895 a 1921 - Foi capital do Distrito Malanje-Lunda.

1910 - Chega a linha do Caminho-de-Ferro de Luanda, que liga Malanje a Luanda.

1933 - É concedida a Malanje a categoria de Cidade.

1970 - A população malanjina atinge 30.000 habitantes.

1975 - É iniciada uma revolta em Malanje contra os portugueses que, através de um efeito cascata, transforma-se na luta pela Independência de Angola.

1992 - Caminho-de-Ferro de Luanda é destruído com a retomada da Guerra Civil Angolana

2002 - Fim da Guerra Civil Angolana.

2010 - Caminho-de-Ferro de Luanda é restaurado permitindo escoamento de produtos agro-pecuários e minerais.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • Egídio Sousa Santos, A Cidade de Malanje na história de Angola (dos finais do século XIX até 1975), Luanda: Nzila, 2006

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Angola, integrado no Projecto Angola é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.