Mitch McConnell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mitch McConnell
Mitch McConnell
Senador dos Estados Unidos
pelo Kentucky
Mandato 3 de janeiro de 1985 - atual
Antecessor(a) Walter Huddleston
Vida
Nascimento 20 de Fevereiro de 1942 (72 anos)
Tuscumbia, Alabama
Dados pessoais
Partido Partido Republicano
Religião Batista[1]
Assinatura Assinatura de Mitch McConnell

Addison Mitchell "Mitch" McConnell, Jr. (Tuscumbia, Alabama, 20 de fevereiro de 1942) é um político estadunidense, atualmente senador pelo estado de Kentucky. É o líder do Partido Republicano no senado, e também líder da minoria no senado.[2]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

McConnell nasceu em Tuscumbia no Alabama, filho de Julia Shockley e Mitchell Addison McConnell.[3]

McConnell foi criada no sul de Louisville, no Kentucky, onde estudou na Dupont Manual High School, e em 1964 ele se formou pela Universidade de Louisville com um BA em Ciências Políticas. Ele foi presidente do corpo doscente e membro da fraternidade Phi Kappa Tau. Ele se formou em 1967 na Universidade de Kentucky College of Law, onde ele foi eleito presidente da Ordem dos Advogados do Estudantes.

Serviço militar[editar | editar código-fonte]

McConnell se tornou membro da Divisão 100, que pertencia a reserva do Exército dos Estados Unidos, em Louisville, no Kentucky, ficou ativo durante seis meses de 1967. Após a indução em Fort Knox, no Kentucky, McConnell ficou na ativa em agosto de 1967.[4] McConnell recebeu alta do excército por neurite óptica.[5]

Início da carreira política[editar | editar código-fonte]

Em 1967, ganhou experiência no Congresso quando passou a integrar a equipe do senador John Sherman Cooper (R-KY). Mais tarde, ele foi assistente do senador Marlow Cozinhe (R-KY) e foi procurador geral adjunto do presidente Gerald R. Ford. De 1978 até sua eleição para o Senado, ele foi juiz do Condo de Jefferson.

Senador dos Estados Unidos (R-KY)[editar | editar código-fonte]

Em 1984, McConnell decidiu concorrer ao senado, competindo contra o senador Walter Dee Huddleston. A disputa foi acirrada, McConnell venceu por uma margem de 5.200 votos, num total de 1.800.000 votos, pouco mais de 0,4%. McConnell foi o único republicano a vencer um senador em exercício, apesar da vitória esmagadora do presidente Ronald Reagan. Parte do sucesso da campanha de McConnell foi graças a uma campanha de televisão chamado Onde está Dee.

Em 1990, McConnell concorreu a reeleição contra ex-prefeito de Louisville Harvey I. Sloane, vencendo por 4,5% de diferença. Em 1996, ele derrotou Steve Beshear, assim como Bill Clinton venceu no estado por 0,96%. Em 2002, foi reeleito com a maior porcentagem para um candidato ao senado pelo Kentucky, sendo 64,7%. Em 2008, derrotou o democrata Bruce Lunsford na eleição geral.[6]

Liderança[editar | editar código-fonte]

Durante as eleições de 1998 e 2000, McConnell foi presidente do Comitê Nacional do Partido Republicano no senado. Os republicanos mantiveram o controle do Senado em ambas as eleições. McConnell foi eleito pela primeira vez como líder da maioria no Congresso (United States Senate Majority Leader) e reeleito por unanimidade em 17 de novembro de 2004. O senador Bill Frist, líder da maioria, não tentou a reeleição nas eleições de 2006. Em novembro de 2006, depois de os republicanos perderam o controle do Senado, elegeram McConnell para substituir Frist como líder da minoria (United States Senate Minority Leader).

Comitês[editar | editar código-fonte]

  • Agricultura, Nutrição e Florestas
    • Subcomite de Revitalização Rural, Conservação de Florestas, e de Crédito
    • Subcomite sobre Marketing interno e externo, Inspeção e Sanidade Animal e Vegetal
    • Subcomite de Nutrição de Agricultores, Fome e da Família
  • Comite de Apropriações
    • Subcomite Agricultura, Desenvolvimento Rural, e agências relacionadas
    • Subcomite de Comércio, Justiça, Ciência e agências relacionadas
    • Subcomite de Defesa
    • Subcomite de Desenvolvimento de Energia e Água
    • Subcomite de Construção Militar e Assuntos dos Veteranos e entidades correlatas
    • Subcomite dos Programas Estaduais de Operações Exteriores, e relacionadas
  • Comite de Normas e Administração
  • Comite de Inteligência

Posições politicas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Mitch McConnell
McConnell á direita do Presidente Obama, que assina cortes de impostos e a legislação do seguro desemprego em 17 de dezembro de 2010.

McConnell é um kingmaker na política do Kentucky.[7] Embora ele seja considerado por muitos como um conservador ardente, ele se distanciou da maioria de seu partido, apoiando os earmarks e opondo-se à Emenda Flag Desecration.[8]

McConnell tem apoiado várias medidas de controle de armas apresentadas pelos democratas, incluindo a Bill Crime 1991 S.1241 patrocinada pelo então senador Joseph Biden, que instituiu um período de espera nacional para a compra de arma, bem como aproibição federal de armas semi-automáticas.[9] Em 1998, McConnell votou a favor do projeto da senadora Barbara Boxer que exige a compra de um bloqueio do gatilho com a venda de cada arma.

Além da regulamentação de armas de fogo, McConnell também tem apoiado iniciativas de controle de armas nucleares, como o tratado START I, que ele votou, em 1992, descrevendo-o como "um acordo excelente".[10] [11]

McConnell também é conhecido por sua oposição à regulamentação do financiamento de campanha. Ele argumenta que os regulamentos reduzem a participação em campanhas políticas e protegem os candidatos incumbentes.[12] Ele liderou o movimento contra o Bipartisan Campaign Reform Act, chamando-o de "nem justo, nem equilibrado, nem constitucional".[13]

Em agosto de 2007 McConnell apresentou o Protect America Act de 2007 , que permitia a Agência de Segurança Nacional a permissão monitorar telefones suspeitos de terrorismo dentro e fora dos Estados Unidos sem a obtenção de um mandado.

McConnell em reunião com o presidente Barack Obama.

McConnell foi o autor da Lei de Redução do Preço de Gás. O GPRA exige mais exploração de petróleo doméstico, para tentar conter os preços da gasolina.

Em 21 de abril de 2009, McConnell fez um discurso no Senado criticando presidente dos Estados Unidos Barack Obama sobre os planos de fechar a Baía de Guantánamo campo de detenção em Cuba.[14] [15] Durante o discurso, ele sugeriu que os planos de Obama de fechamento pode resultar no lançamento de "assassinos" para os Estados Unidos. Ele também afirmou que o Departamento de Defesa identificou 18 ex-prisioneiros de Guantánamo que supostamente retornaram a ter uma vida criminosa, a quem ele chamou de "reincidentes".

McConnell se opôs à legislação do presidente Barack Obama de reforma da saúde, ele votou contra a Lei de Proteção do Paciente e Cuidados em dezembro de 2009,[16] e ele votou contra a Lei da Saúde e da Educação de 2010.[17]

Referências

  1. Listed as Baptist in official biographies, but reportedly attends a different church now.Wide variety of Baptists, other faiths found in 111th Congress
  2. National Environmental Scorecard League of conservation voters (2007). Página visitada em 2009-07-13.
  3. McConnell Ancestry Freepages.genealogy.rootsweb.ancestry.com. Página visitada em 2010-07-30.
  4. Mitch McConnell at Political Base Web.archive.org. Página visitada em 2010-07-30. Cópia arquivada em 2007-10-15.
  5. Kentucky Kernel: November 01, 1996 Kernel.uky.edu. Página visitada em 2010-07-30.
  6. National Journal
  7. Blackford, Linda. "Supporters' hopes are high McConnell will lead Senate", Lexington Herald Leader, 2006-11-06.
  8. Bash, Dana. "Flag desecration amendment fails in Senate", CNN, 2000-03-29.
  9. Biden, Joseph (June 6, 1991). S.1241 Library of Congress. Página visitada em June 6, 1991.
  10. "H R 5368 – U.S. Congress Votes Database - The Washington Post", The Washington Post.
  11. Federal News Service (June 23rd, 1992) "Hearing of the Senate Foreign Relations Committee: START Treaty."
  12. Roth, Zachary; Cliff Schecter (October 2006). Meet the New Boss: Quietly, Senate Republicans have already chosen Mitch McConnell as their next leader—because Congress just isn’t partisan enough Washington Monthly.
  13. McConnnell, Mitch (2001-05-03). Speech to the House Appropriations Committee on campaign finance reform.
  14. Mitch McConnell. "Republican Leader McConnell's April 21, 2009 floor speech", United States Senate, 2009-04-21.
  15. Carol Rosenberg. "GOP leader McConnell wants more scrutiny of prison closing costs", Miami Herald, 2009-04-21.
  16. U.S. Senate: Legislation & Records Home > Votes > Roll Call Vote
  17. U.S. Senate: Legislation & Records Home > Votes > Roll Call Vote Senate.gov. Página visitada em 2010-08-29.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Walter Huddleston
Senador pelo Kentucky
1985 — atualidade
Sucedido por
em exercício