Joe Biden

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Joe Biden
47º vice-presidente dos Estados Unidos Estados Unidos
Período de governo 20 de janeiro de 2009
em exercício
Presidente Barack Obama
Antecessor(a) Dick Cheney
Senador dos Estados Unidos por Delaware
Período de governo 3 de janeiro de 1973
a 15 de janeiro de 2009
Antecessor(a) J. Caleb Boggs
Sucessor(a) Ted Kaufman
Vida
Nome completo Joseph Robinette Biden, Jr.
Nascimento 20 de novembro de 1942 (72 anos)
Scranton, Pensilvânia,
 Estados Unidos
Progenitores Mãe: Catherine Biden
Pai: Joseph Biden, Sr.
Dados pessoais
Alma mater Universidade de Delaware
Universidade de Syracuse
Esposa Neilia Hunter (1966–1972)
Jill Jacobs (1977–presente)
Partido Democrata
Religião Catolicismo Romano
Profissão Advogado
Assinatura Assinatura de Joe Biden
Website Vice-presidente Joe Biden
Joe Biden official portrait crop.jpg Este artigo é parte de uma série de
Joe Biden
Joe Biden
Joe Biden
Campanha de Obama-Biden
Joe Biden na campanha presidencial de 1988

Possições políticas · Histórico Eleitoral

Joseph Robinette "Joe" Biden, Jr. (Scranton, 20 de novembro de 1942) é o 47º e atual vice-presidente dos Estados Unidos, eleito junto com o Presidente Barack Obama em 2008. Ele é um membro do Partido Democrata e serviu como Senador dos Estados Unidos por Delaware de 3 de janeiro de 1973 até renunciar em 15 de janeiro de 2009 para assumir a vice-presidência.

Biden nasceu em Scranton, Pensilvânia, vivendo lá por dez anos antes de se mudar para Delaware. Ele tornou-se procurador em 1969, e foi eleito para o conselho do Condado de New Castle no ano seguinte. Em 1972, Biden foi eleito para o senado e tornou-se o sexto senador mais jovem da história do país. Ele foi reeleito seis vezes, sendo o quarto senador mais velho quando renunciou em 2009, e o décimo quinto em termos de tempo acupando o cargo. Biden foi durante muito tempo membro e presidente do Comitê de Relações Exteriores. Sua firme militância ajudou no envio e intervenção do Exército dos Estados Unidos na Guerra da Bósnia. Ele se opôs a Guerra do Golfo em 1991. Biden votou a favor da Resolução da Guerra do Iraque em 2002, mas posteriormente se opôs a resoluções que alteravam a estratégia norte-americana. Ele também foi presidente do Comitê Judiciário do Senado, cuidando de questões como política antidrogas, prevenção de crimes e liberdades civis, levando a criação do Ato de Controle de Crimes Violentos e Aplicação da Lei e o Ato de Violência Contra a Mulher. Biden presidiu o Comitê Judiciário durante as nomeações de Robert Bork e Clarence Thomas para a Suprema Corte dos Estados Unidos.

Biden tentou sem sucesso tornar-se o candidato Democrata à presidência nas eleições de 1988 e 2008, nas duas vezes saindo no início da disputa. Barack Obama selecionou Biden para ser o candidato Democrata à vice-presidência nas eleições de 2008. Biden é o primeiro católico e natural de Delaware a ser vice-presidente. No cargo, ele muito envolveu-se nas decisões realizadas por Obama e supervisionou o pacote de estímulo econômico de 2009 para conter a Grande Recessão. Sua habilidade para negociar com congressistas Republicanos foi importante na aceitação do Ato de Benefícios Fiscais, Reautorização do Seguro Desemprego e Crianção de Empregos de 2010 e no Ato de Controle Orçamentário de 2011.

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Joseph Biden nasceu no dia 20 de novembro de 1942 no St. Mary's Hospital em Scranton, Pensilvânia,[1] filho de Joseph Robinette Biden, Sr.[2] e Catherine Eugenia "Jean" Biden.[3] Ele foi o primeiro de quatro irmãos de uma família católica; seus irmãos são Valerie, James e Frank.[4] Sua mãe tinha ascendência irlandesa do Condado de Derry[5] [6] ou do Condado de Louth.[7] Seus avôs paternos, Mary Elizabeth e Joseph H. Biden, um empresário de petróleo de Baltimore, tinham ascendências francesa e inglesa.[6] Seu tataravô materno, Edward Francis Blewitt,[8] era membro do Senado do Estado da Pensilvânia.[9]

O pai de Biden tinha boa situação financeira no início da sua vida, porém passou por várias dificuldades em seus negócios na época que seu primeiro filho nasceu,[10] e por muitos anos a família teve de viver junto com os avôs maternos de Biden.[10] Quando a área de Scranton entrou em declínio econômico na década de 1950, Biden, Sr. não conseguia encontrar trabalho.[11] Em 1953 a família mudou-se para um apartamento em Claymont, Delaware, permanecendo lá por alguns anos antes de irem para Wilmington.[10] Biden, Sr. conseguiu um bom emprego como vendedor de carros, levando a família a classe média.[10] [11] [12]

Referências

  1. Witcover 2010, p. 5
  2. (3 de setembro de 2002) "Joseph Biden Sr., 86, father of the senator". The Philadelphia Inquirer: p. B04.
  3. Vice President Biden's Mother, Jean, Dies at 92 WITN (9 de janeiro de 2010). Visitado em 16 de dezembro de 2012.
  4. Witcover 2010, p. 9
  5. Number two Biden has a history over Irish debate The Belfast Telegraph (9 de novembro de 2008). Visitado em 16 de dezembro de 2012.
  6. a b Witcover 2010, p. 8
  7. Smolenyak, Megan (2 de julho de 2012). Joe Biden's Irish Roots The Huffington Post. Visitado em 16 de dezembro de 2012.
  8. Gehman, Geoff (3 de maio de 2012). Vice President Joe Biden Discusses American Innovation Lafayette College. Visitado em 16 de dezembro de 2012.
  9. Krawczeniuk, Borys. (24 de agosto de 2008). "Remembering his roots". The Times-Tribune.
  10. a b c d Broder, John M. (23 de outubro de 2008). Father’s Tough Life an Inspiration for Biden The New York Times. Visitado em 29 de janeiro de 2013.
  11. a b Rubinkam, Michael (27 de agosto de 2008). Biden's Scranton childhood left lasting impression Fox News. Visitado em 29 de janeiro de 2013.
  12. Barone & Cohen 2008, p. 364.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Barone, Michael; Cohen, Richard E.. The Almanac of American Politics. Washington, D.C.: National Journal. ISBN 0-89234-116-5.
  • Witcover, Jules. Joe Biden: A Life of Trial and Redemption. Nova Iorque: William Morrow, 2010. ISBN 0-06-179198-9.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]