Herbert Hoover

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Herbert Hoover
31º presidente dos Estados Unidos Estados Unidos
Mandato 4 de março de 1929
a 4 de março de 1933
Vice-presidente Charles Curtis
Antecessor(a) Calvin Coolidge
Sucessor(a) Franklin D. Roosevelt
3º secretário de comércio dos
Estados Unidos
Mandato 5 de março de 1921
a 21 de agosto de 1928
Presidentes Warren G. Harding
Calvin Coolidge
Antecessor(a) Joshua W. Alexander
Sucessor(a) William F. Whiting
Vida
Nome completo Herbert Clark Hoover
Nascimento 10 de agosto de 1874
West Branch, Iowa,
 Estados Unidos
Morte 20 de outubro de 1964 (90 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque,
 Estados Unidos
Progenitores Mãe: Hulda Minthorn
Pai: Jessie Hoover
Dados pessoais
Alma mater Universidade George Fox
Universidade Stanford
Esposa Lou Henry (1899–1944)
Partido Republicano
Religião Quaker
Profissão Engenheiro de minas
Engenheiro civil
Empresário
Assinatura Assinatura de Herbert Hoover

Herbert Clark Hoover (West Branch, 10 de agosto de 1874Nova Iorque, 20 de outubro de 1964) foi o 31º presidente dos Estados Unidos entre 1929 e 1933. Hoover nasceu em uma família quaker e trabalhou como engenheiro de minas. Ele alcançou proeminência internacional por seus esforços humanitários na Bélgica e por servir como chefe da Administração de Alimentos dos EUA antes e durante a Primeira Guerra Mundial. Como secretário do comércio sob os presidentes Warren G. Harding e Calvin Coolidge, ele promoveu parcerias entre governo e negócios com o nome de "modernização econômica". Na eleição presidencial de 1928, Hoover facilmente venceu a indicação Republicana, mesmo nunca tendo sido eleito para um cargo público. Ele é o mais recente secretário membro do gabinete presidencial a ser eleito presidente dos Estados Unidos, e um de apenas dois presidentes (o outro sendo William Howard Taft) a ser eleito sem experiência eleitoral ou alta patente militar. O país estava no auge de sua bolha econômica, o que facilitou sua grande vitória contra Al Smith, o candidato Democrata.

Hoover acreditava no Movimento de Eficiência, que afirmava que o governo e a econômia estavam cheios de ineficiência e desperdício, e apenas podiam ser melhorados por especialistas que entendiam os problemas e como resolvê-los. Ele também acreditava na importância do voluntarismo e no papel dos indivíduos na sociedade e econômia. Hoover, que adquiriu uma pequena fortuna com mineração, foi o primeiro de apenas dois presidentes a redistribuir seu salário (o segundo foi John F. Kennedy, que doou todos para a caridade). Quando a bolsa de Nova Iorque quebrou em 1929, oito meses depois do início de seu mandato, Hoover tentou combater a Grande Depressão com esforços governamentais, projetos públicos como a Represa Hoover, tarifas como a Smoot–Hawley, o aumento no suporte de imposto de 25% para 63% e aumentos nos impostos corporativos. Essas medidas não produziram uma recuperação econômica durante seu mandato, mas serivram de base para várias políticas do New Deal de Franklin D. Roosevelt. Depois de 1933, ele se tornou um porta-voz contra as políticas internas e externas do New Deal. Em 1947, o presidente Harry S. Truman o trouxe de volta para ajudá-lo a deixar a burocracia federal mais eficiente através da Comissão Hoover. O consenso entre os historiadores é de que sua derrota na eleição de 1932 se deu por ele não conseguir reverter o declínio econômico do país, apesar de seu apoio a lei seca ter sido um fator importante também. Hoover morreu em 1964 e foi enterrado em sua cidade natal, West Branch, Iowa.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um Presidente dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.