Paulo Gorgulho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Paulo Gorgulho
Nascimento 5 de maio de 1959 (55 anos)
São Lourenço , MG
Ocupação Ator

Paulo Gorgulho (São Lourenço, Minas Gerais, 5 de maio de 1959) é um ator brasileiro.

Ficou conhecido por atuar na novela Pantanal e no filme O Cangaceiro, ambos na década de 90.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Paulo vem de uma família grande – tem 13 irmãos – e se mudou para São Paulo aos três anos. Na adolescência pensou em ser piloto e médico, mas graças às aulas de teatro amador da escola descobriu sua vocação.

Formado pela EAD (USP), surgiu na televisão na telenovela Carmem, em 1987, mas estourou mesmo como galã em Pantanal, de 1990. Viveu José Leôncio na primeira fase da telenovela e, por pedidos do público, voltou na segunda fase, como José Lucas de Nada.

Em 1991, já na Rede Globo, fez O Dono do Mundo, de Gilberto Braga e, em 1992, Despedida de Solteiro, escrita por Walter Negrão. Em 1994 foi a vez de Fera Ferida, de Aguinaldo Silva e, dois anos depois, a minissérie Decadência, de Gilberto Braga. Em 2002 participou da minissérie O Quinto dos Infernos, dirigido por Wolf Maya. Em 2007, Paulo Gorgulho fez uma participação em Caminhos do Coração, novela da Rede Record, onde interpretou Josias, o marido de Cassandra (Angelina Muniz), que desaparece no início da história.

No teatro, Gorgulho protagonizou peças como Sua Excelência, o Candidato (1990), de Marcos Caruso, e Mephisto (1993), com direção de José Wilker. Em 2001, encenou Eu Falo o que Elas Querem Ouvir, de Mário Prata, sob direção de Roberto Lage. Também atuou no espetáculo Frankenteins, de Jô Soares.

No cinema, Gorgulho estreou em Filhos e Amantes (1981), dirigido por Francisco Ramalho Jr.. A seguir fez O País dos Tenentes (1987), de João Batista de Andrade. Trabalhou também em For All - O Trampolim da Vitória (1997), de Luiz Carlos Lacerda; O Cangaceiro (1997), de Aníbal Mussaini e Uma Aventura do Zico (1999), de Antonio Carlos da Fontoura.

É casado com a professora Vânia Gnaspini com quem tem três filhos: Catarina, Guilherme e Francisco.

Em 2008, Paulo Gorgulho pôde ser visto na reprise da telenovela Pantanal, pelo SBT.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]