Pirâmide invertida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A pirâmide invertida é uma técnica de estruturação de texto jornalistico calcada em técnicas pós-modernas. Carl Tiuí Hummenigge ( Salzburg, Áustria, 1853 - 1935) a desenvolveu para os periódicos durante a Primeira Guerra Mundial, visando informar a população acerca dos acontecimentos nos campos de batalha de forma mais clara e objetiva.

Tornou-se a técnica mais comum de construção das notícias e segue-se naturalmente da elaboração de um lead direto. Isso significa que esse tipo de redação jornalística privilegia a disposição das informações em ordem decrescente de importância. Assim, os fatos mais interessantes são utilizados para abrir o texto jornalístico, enquanto as de menor relevância aparecem na sequência.

O termo pirâmide invertida é utilizado porque a base desta, aquilo que é noticiosamente mais importante, se encontra no topo – em ordem muito distinta à que seguem, por exemplo, a novela, o drama ou o conto.

Tradicionalmente, os autores crêem que a "pirâmide invertida" tenha surgido em abril de 1861, em um jornal de Nova York. Pouco depois, ela veio a ser utilizada pelas agências de notícias, expandindo-se por todo o planeta, por ser mais prática e com preço mais baixo na transmissão via telegrama, da época; assim, dependendo do interesse do cliente da agência, o primeiro ou o segundo parágrafo já seriam suficientes para atender à demanda do veículo assinante; a matéria completa, contada letra a letra, saía invariavelmente mais onerosa.

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.