Jornalismo cultural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Jornalismo cultural é o nome que se dá à especialização da profissão jornalística nos fatos relacionados à cultura local, nacional e internacional, em suas diversas manifestações - como artes plásticas, música, cinema, teatro, televisão, folclore e afins. Os textos escritos para a editora de cultura podem trazer uma reflexão sobre os movimentos culturais, aspectos históricos e características com aprofundamento.

As primeiras coberturas de cultura surgiram por volta do século XVIII, na França, com os panfletos literários e revistas dirigidas especificamente para o público feminino. Algumas das referências em jornalismo de música pop são a estadunidense Rolling Stone e a britânica New Musical Express: NME.

No Brasil, a maior parte dos grandes jornais dedica à cultura um caderno diário, geralmente encartado junto ao caderno principal — é o caso do Jornal do Brasil (Caderno B), do Diário do Nordeste (Caderno 3), da Folha de S.Paulo (Folha Ilustrada), do O Povo (Vida & Arte), de O Estado de São Paulo (Caderno 2) e de O Globo (Segundo Caderno). Outros publicam um caderno semanal, como os diários económicos Gazeta Mercantil, Valor Económico e o Jornal do Commercio.

Temas[editar | editar código-fonte]

As pautas do jornalismo cultural incluem toda a área economica, de direito, música, artes plásticas, teatro, televisão e a cobertura de eventos (festivais, exposições, vernissages), as instituições que geram produtos e fatos (produtoras de cinema, estúdios, galerias, museus, bibliotecas, teatros, gravadoras), as políticas públicas para a área (secretarias e ministérios da Cultura e da Educação) e o dia-a-dia do sector.

Para receber notícias de cultura estrangeira, os veículos geralmente dependem de agências de notícias. Em alguns casos possuem correspondentes estrangeiros ou enviam jornalistas aos países.

Fontes[editar | editar código-fonte]

Como na maior parte das especializações jornalísticas, as fontes do jornalismo cultural são divididas entre protagonistas (artistas, produtores culturais, curadores, empresários), autoridades (secretários de cultura, funcionários públicos, directores de fundações, museus e bibliotecas

Crítico cultural[editar | editar código-fonte]

Ver também o tópico específico: Crítica.

Uma função específica do jornalismo cultural é o crítico, que escreve análises críticas e comentários sobre determinada obra ou artista. Geralmente, o crítico se especializa numa determinada arte ou estilo e procura ter um sólida formação teórica (ou académica) para fundamentar as suas opiniões. O texto da crítica é normalmente subjectivo, mas com fundamento. Pela informação técnica que o crítico coloca em suas matérias, o leitor terá mais dados para fazer a sua própria avaliação.

Entre os críticos culturais mais relevantes do Jornalismo, destacam-se:

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • ABREU, Alzira Alves de . Os suplementos literários: os intelectuais e a imprensa nos anos 50. In: ABREU, Alzira Alves de et al. (orgs.) A imprensa em transição: o jornalismo brasileiro nos anos 50. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996.
  • ALZAMORA,Geane. Comunicação e cultura na internet: em busca de outros jornalismos culturais. Tese de doutorado em Comunicação e Semiótica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2005, 206 pgs.
  • AUGUSTO, Sérgio. Lado B. Rio de Janeiro: Record, 2001.
  • MARTINS, Maria Helena. Rumos da Crítica. São Paulo: Senac/Itaú Cultural, 2000.
  • PIZA, Daniel. Jornalismo Cultural. São Paulo: Contexto, 2003.
  • RIVERA, Jorge B. Periodismo Cultural. Buenos Aires: Paidos, 2000.
  • SEGURA, Aylton. GOLIN, Cida. ALZAMORA, Geane. O que é Jornalismo Cultural.
  • SIQUEIRA, Denise da Costa Oliveira e SIQUEIRA, Euler David. Jornalismo Cultural: espaço para reflexão sobre a noção de cultura. Trabalho apresentado ao XXVII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom 2004).
  • VILLA, María J. El Periodismo Cultural: reflexiones y aproximaciones. Revista Latina de Comunicación Social, jun 1998, n. 6, La Laguna (Tenerife).
  • VILLA, María J. Una Aproximacíon Teórica al Periodismo Cultural. Revista Latina de Comunicación Social, Nov 2000, n. 35 La Laguna (Tenerife).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]