Popstars

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Popstars foi um programa de televisão do gênero talent show criado na Nova Zelândia em 1999, tendo versões produzidas em diversos países. Seu formato lembra ao de um show de calouros, no qual os candidatos são submetidos a avaliações, ocorrendo as eliminações pouco a pouco. Lembra também os talent shows Ídolos, exibido pelo SBT e SIC e Fama exibido pela Rede Globo, com a diferença de que Popstars seleciona uma banda, e não apenas um cantor.

Popstars Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, Popstars foi produzido numa parceria entre o canal SBT e a produtora RGB. Seria o novo investimento do canal, na disputa Globo x SBT de Reality Shows, devido ao sucesso dos programas Casa dos Artistas e No Limite[carece de fontes?]. Possuiu 2 edições, uma em 2002 e outra em 2003.Teve também uma parceria com a gravadora Sony Music.

A temporada 2002 formou uma banda feminina, chamada Rouge, que apesar do segundo lugar na audiência do horário, explodiu em vendas, tendo as músicas "Ragatanga" (Asereje), "Um Anjo Veio me Falar", "Não dá pra Resistir" e "Beijo Molhado", hits do ano. O álbum de vendeu mais de 2,5 milhões de cópias. O segundo álbum do grupo vendeu mais de 1,5 milhões de copias e emplacou hits como "Brilha La Luna", "Um Anjo Veio Me Falar" e "Vem Cair Na Zoeira". O grupo é considerado o maior Grupo Pop Feminino da America Latina, Atualmente os 5 álbuns do grupo venderam mais 8 milhões de copias.

O sucesso incentivou o SBT a fazer uma versão masculina em 2003. O programa teve a mesma audiência, e a banda novamente foi um grande sucesso, Br'oz que explodiu em vendas e foi extinta depois do segundo álbum.

Uma nova versão do talent show será criado no país exibido pelo canal Multishow e terá direção de Rodrigo Branco.[1]

Popstars Portugal[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, o programa foi produzido e emitido pela SIC. Revelou a banda Nonstop, que representou Portugal no Festival da Eurovisão, este mesmo ano. Nonstop teve grande êxito, junto dos adolescentes portugueses com a música "Ao Limite Eu Vou", e "Tudo Vai Mudar". A canção escolhida para as Nonstop interpretarem no Festival foi "Coisas de Nada". Portugal não conseguiu uma boa classificação, mas os milhares de fãs da girlsband vibraram com a sua actuação. As Nonstop cantam também "Playback", um tema cantado, por Carlos Paião, um compositor e cantor português, que já faleceu. "Ao Limite Eu Vou", foi a música mais tocada no ano de 2002/2003.

Popstars pelo mundo[editar | editar código-fonte]

África[editar | editar código-fonte]

Américas[editar | editar código-fonte]

Ásia[editar | editar código-fonte]

Europa[editar | editar código-fonte]

Oceania[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Patrícia Martins (atualmente assina como Lissah Martins) (ex-Rouge) e Matheus Rocha (atualmente assina como Matheus Herriez) (ex-Br'Oz) são o segundo casal que participou do programa a se casarem. Os prmeiros foram os franceses Érika e Cyrill (ex- WhatFor).
  • No Popstars Alemanha, quase todos os workshops foram feitos no exterior: Espanha (1ª, 2ª e 10ª temporadas), Estados Unidos (3ª, 8ª e 9ª temporadas), Suíça (4ª temporada), Austria (5ª temporada) e Egito (7ª temporada). A única temporada que teve o workshop na Alemanha foi a 6ª temporada.
  • A Carolina Gaitán (ex-escarcha),atualmente se dedica à atuação e trabalha como antagonista principal da novela juvenil Isa TK+,exibida pela nickelodeon.
  • Atriz global e cantora Marjorie Estiano, participou da edição de 2002, sendo aprovada nas primeiras fases, mas logo foi eliminada, mas apôs a eliminação consegui fazer sucesso como atriz e logo em seguida iniciou um carreira bem-sucedida como cantora tendo emplacado vários hits nas rádios brasileiras e protagonizou várias novelas da Rede Globo; Páginas da Vida (2006), Duas Caras (2007), Caminho das Índias (2009) e A Vida da Gente (2011).

Referências

  1. Ricco, Flávio; Carlos, José (25 de outubro de 2012). Record solta comunicado para evitar novas denúncias de assédio moral. UOL. Página visitada em 25 de outubro de 2012.