Sublime Porta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Março de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde setembro de 2010). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
A Bab-ı Ali nos tempos do Império Otomano

Sublime Porta, Porta Otomana ou simplesmente Porta, era a designação corrente dada entre 1718 e 1922 ao governo do Império Otomano. O termo é uma tradução da expressão turca Bab-ı Ali (literalmente grande portão ou portão principal) dada ao monumental portão de entrada no palácio que alojava a corte imperial[necessário esclarecer] (Yıldız Köşk).[necessário esclarecer]

Origem[editar | editar código-fonte]

A Sublime Porta era a entrada para o claustro[necessário esclarecer] aberto onde o sultão[necessário esclarecer] recebia os embaixadores e onde se realizavam reuniões protocolares e recepções envolvendo o sultão ou o seu grão-vizir (cargo equivalente ao de primeiro-ministro). Era uma prática oriental comum realizar reuniões ou recepções junto das portas das cidades ou dos palácios reais. O facto dos embaixadores apresentarem credenciais e serem recebidos no claustro junto ao grande portão do edifício que alojava a corte otomana,[necessário esclarecer] ou seja o governo otomano, levou à generalização da expressão Sublime Porta como designação daquele governo.

A Sublime Porta em 2006.

Como à época a língua francesa era a língua da diplomacia, a designação entrou nas diversas línguas europeias através daquele idioma, daí a retenção, mesmo em línguas não latinas da palavra porta, ou um termo dela derivado, para designar a Sublime Porta.

O edifício onde se situa a Sublime Porta foi transformado após o fim do Império Otomano na sede do ministério dos negócios estrangeiros da Turquia e com a mudança da capital para Ancara, passou a alojar o governo provincial de Istambul, função que ainda mantém.

Uma interpretação alternativa, de que a expressão Sublime Porta se referiria ao papel de porta de entrada na Ásia que durante séculos a cidade de Istambul ocupou, carece de fundamento. Tuchman, Bárbara, in "Os Canhões de Agosto" fornece outra versão para o termo: seria decorrente dos fabulosos entalhes e a própria altura desta que lhe designava como "Sublime".

A Alta Porta era a corte privada do sultão.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sublime Porta