Torre de Leandro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maiden tower.JPG

A Torre de Leandro, também conhecida como Torre da Donzela (em turco: Kız Kulesi) é uma construção histórica da cidade de Istambul, na Turquia. Ocupa uma ilhota do estreito do Bósforo, ao largo de Üsküdar.

História[editar | editar código-fonte]

Maidens Tower 2007.jpg

A torre foi originalmente construída em 408 a.C. pelo general ateniense Alcibíades para controlar o movimento dos navios persas no Bósforo.[nt 1] entre o que eram então Bizâncio, no lado europeu (ocidente) e Chrisópolis (em grego: Χρυσόπολις), depois chamada Scutari ou Scutarion (Σκουτάριον), situada onde é hoje Üsküdar, no lado oriental.[1] O imperador bizantino Aleixo I Comneno aumentou-a e transformou-a numa fortaleza em 1110 d.C.. Depois disso foi restaurada e modificada várias vezes pelos otomanos, sobretudo em 1509 e 1763.[1] O restauro mais recente data de 1998, quando suportes de aço foram adicionados à volta da torre.

Usada como farol durante séculos, o interior foi transformado num café e restaurante com vistas magníficas sobre a cidade. Vários barcos asseguram o transporte várias vezes ao dia.

A torre aparecia no verso da nota de 10 liras turcas que circulou entre 1966 e 1981.[2]

Lendas[editar | editar código-fonte]

Mapa de Constantinopla de 1422, onde a Torre de Leandro aparece à direita.
MaidensTowerHazyDay1.JPG

Há muitas lendas acerca da construção da torre e da sua localização.

Uma das lendas turcas mais populares conta que um sultão tinha uma filha que adorava. Um dia , um oráculo profetizou que ela seria morta por uma cobra venenosa no seu 18º aniversário. Num esforço para evitar a perda prematura da filha, o sultão colocou-a longe da terra, para que ficasse longe de cobras, para o que mandou construir a torre, onde a visitava frequentemente. No 18º aniversário da princesa, o sultão levou um cesto de frutos exóticos como presente. Assim que a princesa se aproximou do cesto, foi mordida por uma áspide que se tinha escondido entre as frutas. A princesa acabou por morrer nos braços do seu desgostoso pai, que assim viu concretizada a profecia. Supostamente o nome de Torre da Donzela tem origem nesta lenda.

O nome mais clássico de Torre de Leandro tem origem noutra história que também inclui uma donzela: o mito grego de Hero e Leandro. Heros era uma jovem sacertodisa de Afrodite em Sestos, uma cidade grega à beira do Helesponto (estreito de Dardanelos). Leandro era um jovem de Abidos, a cidade do outro lado do estreito, que se apaixonou por Hero. Todas as noites Leandro atravessava o estreito a nado para se encontrar com a sua amada. Para o guiar no escuro, Hero acendia uma lanterna, que colocava no topo da torre onde vivia. Não resistindo à doce conversa de Leandro, que argumentava que Afrodite, como deusa do amor, iria desdenhar a adoração de uma virgem, Hero concordou em fazerem amor. Os amantes encontraram-se todas as noites de um verão quente, mas no inverno, numa noite de tempestade, as ondas arremessaram Leandro ao mar e o vento apagou a lanterna de Hero. Sem nada que o orientasse, Leandro perdeu-se no mar e acabou afogando-se. Desesperada pela morte de Leandro, Hero atirou-se da do cimo da torre.

Esta lenda também explicaria o nome de Torre da Donzela. Devido à semelhança física e proximidade geográfica dos Dardanelos com o Bósforo, a história de Leandro foi atribuída à torre do Bósforo pelos antigos gregos e posteriormente pelos bizantinos.

Fontes

  1. Grande parte do texto foi inicialmente baseado em tradução do artigo «Maiden's Tower» na Wikipédia em inglês (acessado nesta versão).

Referências

  1. a b Ana Britannica: Edição Turca da Encyclopædia Britannica.
  2. Banco Central da Turquia. Notas de 10 liras 1961-1981: (1ª série (em inglês); 2ª série (em inglês).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Torre de Leandro