Tex Avery

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tex Avery
Nome completo Frederick Bean Avery
Nascimento 26 de fevereiro de 1908
Taylor, Texas
Morte 26 de agosto de 1980 (72 anos)
Burbank, Califórnia
IMDb: (inglês) (português)

Frederick Bean "Fred/Tex" Avery (26 de fevereiro de 190826 de agosto de 1980) foi um diretor cinematográfico, animador, cartunista e dublador estadunidense, famoso por produzir desenhos animados durante a Era de Ouro da animação americana. A maior parte de sua obra foi produzida nos estúdios Warner Bros. e Metro-Goldwyn-Mayer, criando os personagens Pernalonga, Patolino, Droopy, Esquilo Maluco, e ajudando no desenvolvimento de Gaguinho e Picolino (este último para o Walter Lantz Studio). Sua influência pode ser encontrada em quase todos os desenhos produzidos nas décadas de 1940 e 1950.

O estilo de Avery quebrou o padrão de realismo estabelecido por Walt Disney e encorajou os animadores a ampliar os limites da animação, permitindo fazer coisas em um desenho animado que não seriam possíveis no mundo de um filme em live-action. Uma frase de Avery frequentemente citada é que "Num desenho animado você pode fazer tudo," sendo justamente isso o que seus desenhos faziam. Ele também era conhecido pelo seu estilo característico de dublagem.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Tex interessou-se por animação em uma idade já avançada.

Começou extraindo tiras de sua antiga escola, e gastou um verão estudando a arte no Chicago Art Institute. Avery foi para Califórnia e incorporou-se no campo de animação como um pintor de cenário para Walter Lantz (criador do Pica-Pau), na Universal Pictures. Trabalhando com Lantz, aprendeu todo processo de animação e transformou-se logo um artista. Em 1935, Tex foi trabalhar na Warner Bros, ao lado de Bob Clampett e Chuck Jones. Na Warner, Avery dirigiu seu primeiro desenho para essa companhia, o Gaguinho (Porky Pig), que era uma criação de Bob Clampett. Em 1937 Tex apresentou ao mundo da animação um dos mais famosos personagens de todos os tempos: Patolino (Daffy Duck). Tex Avery também criou o personagem Hortelino Troca-Letra (Elmmer J. Fudd) e a inesquecível personalidade malandra e esperta de Pernalonga (Bugs Bunny) junto com a famosa frase "O que que há, velhinho?". Ficou na Warner de 1935 a 1941. Uma discussão com Leon Schlesinger conduziu Tex sair da Warner em 1941.

Nesse mesmo ano, Tex foi empregado pelo produtor Fred Quimby da MGM, que no momento contava com a incrível dupla formada por William Hanna e Joseph Barbera (mais tarde criariam a Hanna-Barbera). Com liberdade criativa, Tex criou alguns dos melhores cartoons que o mundo viu. Tex não concentrou em criar personagens duráveis. De todos seus personagens, Droopy é o mais popular.

Em 1954, Tex deixou a MGM. Tornou a reunir-se com Walter Lantz para fazer somente quatro cartoons, e criar a popular personagem Picolino (Chilly Willy). Depois de um tempo Tex se demitiu, e nunca mais dirigiu um desenho animado. Se uniu a Cascade Studios para dirigir peças publicitárias.

Mesmo tendo se afastado do mundo das animações, Tex não deixou de receber propostas para continuar dirigindo animações. Até o amigo Friz Freleng (criador do Ligeirinho, Eufrazino Puxa-Briga e a Pantera Cor de Rosa) o convidou, mas Tex recusou o convite.

Em 1979, William Hanna e Joseph Barbera convidaram Tex Avery para se tornar roteirista e escritor de gags. Ele aceitou. Porém ficou pouco tempo lá devido ao seu falecimento, causado por um câncer.

Prêmios e reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Indicações ao Oscar[editar | editar código-fonte]

O trabalho de Tex Avery chegou a ser reconhecido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, visto que, ao longo de sua carreira, Avery recebeu 6 indicações ao Oscar de Melhor Curta-Metragem (Cartuns). Os desenhos indicados ao Oscar estão listados na tabela a seguir:

Ano Título Estúdio Receptor Resultado
1939 Detouring America Warner Bros. Leon Schlesinger Indicado
1940 O Coelho Selvagem Indicado
1942 Blitz Wolf Metro-Goldwyn-Mayer Fred Quimby Indicado
1952 Little Johnny Jet Indicado
1954 Misturada Louca Walter Lantz Productions Walter Lantz Indicado
1955 A Lenda do Pico da Canção de Ninar Indicado

Prêmio Winsor McCay[editar | editar código-fonte]

Em 1974, Avery, juntamente com Friz Freleng, Chuck Jones, Art Babbitt e Winsor McCay, foi reconhecido pela ASIFA-Hollywood, e recebeu o Prêmio Winsor McCay pelo conjunto da obra. Tal prêmio é conferido a profissionais, de forma individual, em reconhecimento pelas contribuições dadas em sua carreira na área de animação, e é apresentado anualmente na cerimônia dos Prêmios Annie.

The 50 Greatest Cartoons[editar | editar código-fonte]

Em 1994, os curtas Red Hot Riding Hood (1943), Northwest Hounded Police (1946), King-Size Canary (1947), Little Rural Riding Hood (1949) e Bad Luck Blackie (1949) foram escolhidos para fazerem parte da lista dos 50 melhores desenhos de todos os tempos, no livro The 50 Greatest Cartoons, escrito pelo historiador cinematográfico Jerry Beck. Os desenhos foram votados por 1000 pessoas que trabalham na indústria da animação.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Warner Bros[editar | editar código-fonte]

Paramount[editar | editar código-fonte]

MGM[editar | editar código-fonte]

Walter Lantz[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre animador é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.