Tiatira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tiatira era o nome antigo da moderna cidade turca de Akhisar ("Castelo Branco"). Era um importante centro comercial na Ásia Menor e foi fundada por Seleuco I Nicator, um dos generais de Alexandre, o Grande, em 280 a.C. para ser um posto militar. Foi destruída por um grande terremoto durante o reino de Augusto (27 a.C.-d.C. 14 d.C.), mas foi reconstruída com a ajuda do Império Romano. A cidade em si dava a impressão de “fraca tornada forte”.

Era famosa pelo seu comércio e por sua produção de têxteis, incluindo o índigo. Segundo os Atos dos Apóstolos, uma das comerciantes de roupas da cidade era uma mulher chamada Lídia, que conduzia negócios em lugares distantes como Filipos (Atos 16:14).

Na Antiguidade, a cidade era conhecida pelas suas muitas guildas comerciais. E, para poder trabalhar no comércio era necessário que o cidadão pertencesse a alguma delas, sendo muito comum que os seus membros participassem de festas dedicadas às divindades pagãs. No livro do Apocalipse, Tiatira é cidada como uma das sete igrejas da Ásia para as quais João escreve com advertências.

Ícone de esboço Este artigo sobre História da Turquia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.