Toledo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Toledo (Espanha))
Ir para: navegação, pesquisa
Espanha Toledo
Toledo
 
—  Município  —
Toledo.png
Bandeira de Toledo
Bandeira
Brasão de armas de Toledo
Brasão de armas
Toledo está localizado em: Espanha
Toledo
Localização de Toledo na Espanha
39° 51' N 04° 01' O
Comunidade autónoma Castilla-La Mancha
Província Toledo
Fundação Celtíberos
 - Alcaide Emiliano García-Page (Partido Socialista Obrero EspañolPSOE) (2007)
Área
 - Total 232,1 km²
Altitude 529 m (1 736 pés)
População (2007)
 - Total 78 618
    • Densidade 338,72/km2 
Gentílico: Toledano, na
Toletano, na
Toletense, sa
Fuso horário CET (UTC+1)
 - Horário de verão CEST (UTC+2)
Código postal 45001-45009
Sítio www.ayto-toledo.org
Pix.gif Cidade Histórica de Toledo *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Toledo alcazar bridge flickr.jpg
Ponte do Alcazar
País  Espanha
Tipo Cultural
Critérios i, ii, iii, iv UNIQ369860b35792b2fe-nowiki-00000001-QINU1UNIQ369860b35792b2fe-nowiki-00000002-QINU
Referência 379
Região** Europa e América do Norte
Coordenadas 39° 52′ N 04° 01′ W
Histórico de inscrição
Inscrição 1986  (10ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

Toledo (em latim Toletum; em árabe, طليطلة, Tulaytulah; em judeu-espanhol: טולדו, Toldoth; em moçárabe: Tolétho) é um município da Espanha na província de Toledo, comunidade autónoma de Castilla-La Mancha, de área 232,1 km² com população de 78.618 habitantes (2007) e densidade populacional de 338,72 hab/km².

História[editar | editar código-fonte]

Toledo foi a capital da Hispânia visigótica, desde o reinado de Leovigildo, até a conquista moura da península Ibérica no século VIII. Sob o Califado de Córdoba, Toledo conheceu uma era de prosperidade.

Após a decomposição do Califado de Córdoba em 1035, tornou-se capital do Taifa de Toledo.

A 25 de maio de 1085, Afonso VI de Castela reocupou Toledo e estabeleceu controle direto sobre a cidade moura. Este foi o primeiro passo concreto do reino de Leão e Castela na chamada Reconquista.

Toledo era famosa por sua produção de aço, especialmente espadas, e a cidade ainda é um centro de manufatura de facas e pequenas ferramentas de aço. Após Filipe II de Espanha mudar a corte de Toledo para Madrid em 1561, a cidade entrou em lento declínio, do qual nunca se recuperou.

Artes e cultura[editar | editar código-fonte]

Cervantes descreveu Toledo como a "glória da Espanha". A parte antiga da cidade está situada no topo de uma montanha, cercada em três lados por uma curva no rio Tejo, e tem muitos sítios históricos, incluindo o Alcázar, a catedral (a igreja primaz da Espanha), e o Zocodover, seu mercado central. Do século V ao XVI cerca de trinta sínodos aconteceram em Toledo. O primeiro foi no ano 400. No sínodo de 589 o rei visigótico Recaredo declarou sua conversão; no sínodo de 633, conduzido pelo enciclopedista Isidoro de Sevilha, decretou a uniformidade da liturgia em todo o reino visigótico e tomou medidas restritivas contra judeus batizados que recaíssem em sua antiga . O concílio de 681 assegurou ao arcebispo de Toledo a primazia no reino da Espanha. O último concílio que ocorreu em Toledo, entre 1582 e 1583, foi conduzido em detalhes por Filipe II de Espanha.

Toledo era famosa por sua tolerância religiosa e possuía grandes comunidades de judeus e muçulmanos, até que eles foram expulsos da Espanha em 1492; por isto a cidade tem importantes monumentos religiosos, como a Sinagoga de Santa María la Blanca, a sinagoga de El Tránsito, e a mesquita de Cristo de la Luz.

No século XIII Toledo era um importante centro cultural sob o domínio de Afonso X, cuja alcunha era "El Sabio" ("O Sábio") por seu amor ao conhecimento. A escola de tradutores de Toledo tornou disponíveis grandes trabalhos acadêmicos e filosóficos originalmente produzidos em árabe e hebraico ao traduzi-los para o latim, disponibilizando pela primeira vez uma grande quantidade de conhecimentos para a Europa.

A catedral é notável por sua incorporação de luz, e nada é mais notável que as imagens por trás do altar, bastante altas, com figuras fantásticas em estuque, pinturas, peças em bronze, e múltiplas tonalidades de mármore, uma obra-prima medieval. A cidade foi local de residência de El Greco no final de sua vida, e é tema de muitas de suas pinturas, incluindo O Enterro do Conde de Orgaz, exibido na Igreja de Santo Tomé.

Nas artes culinárias, destacam-se as chamadas carcamusas, que consistem em carne de porco estufada com tomate.[2] [3]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Panorama de Toledo
Variação demográfica de Toledo entre 1991 e 2004
1991 1996 2001 2004
59 000 66 006 68 382 73 485

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Toledo

Espanha | Castilla-La Mancha | Toledo

Lista de municípios de Toledo