Yoann Gourcuff

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Yoann Gourcuff
Yoann Gourcuff 2010 (modified).jpg
Informações pessoais
Nome completo Yoann Miguel Gourcuff[1]
Data de nasc. 11 de julho de 1986 (27 anos)
Local de nasc. Ploemeur,  França
Altura 1,85 m[2]
Direito
Apelido Petit Zidane[3]
Informações profissionais
Clube atual França Lyon
Número 8
Posição Meia
Clubes de juventude
19972001
20012003
França Lorient
França Rennes
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20032006
20062009
20082009
20092010
2010
França Rennes
Itália Milan
França Bordeaux (emp.)
França Bordeaux
França Lyon
066 000(6)
046 000(3)
037 000(12)
032 000(6)
0111 000(16)
Seleção nacional3
20022003
20032004
20042005
20062008
2008
Bandeira da França França Sub-17
Bandeira da França França Sub-18
Bandeira da França França Sub-19
Bandeira da França França Sub-21
Bandeira da França França
014 000(0)
007 000(4)
017 000(7)
018 000(4)
029 000(4)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 16 de Abril de 2014.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 27 de maio de 2012.

Yoann Miguel Gourcuff (Ploemeur, 11 de julho de 1986) é um futebolista francês que atua como meia. Atualmente, joga pelo Lyon. É filho do técnico do Lorient e ex-jogador Christian Gourcuff.

Sua habilidade e semelhanças físicas com o também francês Zinédine Zidane fez com que Gourcuff fosse apelidado de Petit Zidane (Pequeno Zidane).[3]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Rennes[editar | editar código-fonte]

Em 2003 Gourcuff assinou o seu primeiro contrato como profissional, tendo sido Lazslo Bölöni o técnico do Rennes responsável pela sua estreia. Na temporada 2005-2006 Gourcuff vestiu a 10, sendo uma das principais revelações da Ligue 1, onde fez 6 gols. No meio-campo, Gourcuff ocupava um lugar de destaque na armação e no equilíbrio de jogo.

Milan[editar | editar código-fonte]

Com a saída de Rui Costa para o Benfica, a ida de Gourcuff ao Milan era de uma ambição maior do que uma simples alternativa a Kaká. Gourcuff poderia marcar a renovação do time milanista. Assim, para Gourcuff ter mais chances de jogar teria de ser, na teoria, no lugar de Kaká, que atua na mesma posição que a do francês, jogando pelo meio mas, na maioria das vezes, caindo ligeiramente para a meia-direita para sair da marcação e fazer passes curtos e longos ou lançamentos.

Bordeaux[editar | editar código-fonte]

Gourcuff em tempos de Bourdeaux

Sem chances no Milan, Gourcuff foi emprestado ao Bordeaux. Foi escolhido o melhor jogador da Ligue 1 na temporada 2008-2009. Foi um dos maiores responsáveis pela conquista do campeonato francês. A temporada foi também marcada pelo fim da hegemonia do Lyon na França e por um recorde. O Bordeaux se transformou no primeiro clube francês a conquistar onze vitórias consecutivas na Ligue 1. Ao fim da temporada, a direção do anunciou que havia acionado a cláusula que permitia a compra dos direitos do jogador junto ao Milan pela quantia de €15 milhões.[4]

Lyon[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2010, foi vendido ao Lyon por uma quantia de €22 milhões.

Seleção Francesa[editar | editar código-fonte]

Teve boas atuações na Eurocopa Sub-21 de 2006, competição vencida pela Holanda de Huntelaar. Jogou no meio-campo, ao lado do canhoto Mavuba, Toulalan e de Faubert.

Na seleção Sub-17, tinha como companheiros o lateral-esquerdo Marange, o defensor Kaboul e N'Zogbia. Kaboul e Marange foram alguns dos que estiveram com Gourcuff na Eurocopa Sub-19, na Irlanda do Norte, onde se sagraram campeões na final contra a Inglaterra, em 2005.

Integrou o elenco da Seleção Francesa de Futebol que disputou a Copa do Mundo FIFA de 2010.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Rennes
Milan
Bordeaux
Lyon
Seleção Francesa

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Yoann Gourcuff