Ídolos (SBT)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela versão exibida pelo Rede Record, veja Ídolos (Rede Record).
Ídolos
Informação geral
Formato Reality show
Criador(es) Simon Fuller
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Daniela Beyruti
Apresentador(es) Beto Marden
Lígia Mendes
Elenco Arnaldo Saccomani
Cyz
Carlos Eduardo Miranda
Thomas Roth
Exibição
Emissora de televisão original SBT
Transmissão original 5 de abril de 2006 - 27 de julho de 2006 (1ª temporada)
28 de março de 2007[1] - 16 de agosto de 2007 (2ª temporada)
N.º de temporadas 2
Cronologia
Ídolos (Rede Record)
Programas relacionados American Idol

Ídolos foi um programa de televisão brasileiro exibido pelo SBT entre 5 de abril de 2006 e 16 de agosto de 2007, em duas temporadas.[2]

O programa foi criado no formato Idols, que consiste em revelar um novo cantor de música pop, designado como "novo ídolo musical do Brasil"

Foi apresentado por Beto Marden e Lígia Mendes, tendo como jurados os produtores Arnaldo Saccomani, Carlos Eduardo Miranda (chamado apenas de Miranda), Cynthia Zamorano (Cyz) e Thomas Roth como jurados.

Ver artigo principal: Primeira temporada

Foi a primeira versão brasileira para o formato do reality show criado por Simon Fuller. Em 2008, o formato foi comprado e produzido pela Rede Record.

Ídolos (primeira temporada)[editar | editar código-fonte]

A audições foram realizadas em cinco capitais Recife, Rio de Janeiro, Brasília, São Paulo e Porto Alegre. Na final, Leandro Lopes derrotou Lucas Polletto vencendo o programa. Na sua primeira audição, Leandro foi reprovado por Arnaldo, porém, mostou grande desempenho, nunca estando entre os cinco menos votados da fase final. A candidata que ficou mais vezes entre os menos votados foi Vanessa Oliveira, sobrevivendo à eliminação cinco vezes e sendo, por fim, eliminada na sexta vez.

Os candidatos Lucas Poletto e Leandro Lopes disputaram a final, no dia 27 de Julho de 2006, em que Leandro sagrou-se vencedor.

Tabela de menos votados[editar | editar código-fonte]

Ídolos
Finalistas / Data de eliminação
Primeira temporada (2006)
Leandro Lopes Vencedor
Lucas Poletto 27 de julho
Osnir Alves 20 de julho
Vanessa Oliveira 13 de julho
Paulo Neto 6 de julho
Angel Duarte 29 de junho
Giovana Félix 22 de junho
Davison Batista 15 de junho
Thaís Moreira 8 de junho
Pollyana Papel 1º de junho
Segunda temporada (2007)
Thaeme Mariôto Vencedora
Shirley Carvalho 16 de agosto
Lenny Bellard 9 de agosto
Tiago Faria 2 de agosto
Davi Lins 26 de julho
Naiara Terra 19 de julho
Karine Rodrigues 12 de julho
Dan Barros 5 de julho
Isaque Galvão 28 de junho
João Callaça 21 de junho
Dani Black 14 de junho
Júlio JL
Data Três menos votados
1 de junho Pollyana Papel Paulo Neto Vanessa Oliveira
8 de junho Thaís Moreira Vanessa Oliveira (2) Osnir Alves
15 de junho Davison Batista Vanessa Oliveira (3) Lucas Polleto
22 de junho Giovana Félix Vanessa Oliveira (4) Osnir Alves (2)
29 de junho Angel Duarte Lucas Polleto (2) Vanessa Oliveira (5)
  Dois menos votados
6 de julho Paulo Neto (2) Osnir Alves (3)
13 de julho Vanessa Oliveira (6) Lucas Polleto (3)
  Três finalistas
20 de julho Osnir Alves (4)
27 de julho Lucas Polleto (4) Leandro Lopes  

Ídolos (segunda temporada)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Segunda temporada

As primeiras audições foram feitas em Salvador (Bahia),Belém (Pará), Belo Horizonte (Minas Gerais), Campinas (São Paulo) e Florianópolis (Santa Catarina). O nível dos participantes foi superior ao da primeira temporada.

A candidata Shirley Carvalho foi considerada pelo jurado Arnaldo Saccomani "a melhor cantora do Brasil em atividade". Thaeme Mariôto, por sua vez, começou bem a última fase do programa, apesar de ficar entre os menos votados na primeira semana.

Com o sucesso no programa, a candidata venceu a disputa contra Shirley Carvalho, com 53% dos votos, exibida no dia 16 de Agosto. Seu CD de estreia, lançado posteriormente, chegou ao disco de ouro, com a venda de 50 mil cópias. Thaeme, Shirley e a candidata Lenny Bellard (eliminada no dia 9 de Agosto) gravaram juntas a canção de abertura da novela Amigas e Rivais, produzida pelo SBT na época.

Tabela de menos votados[editar | editar código-fonte]

Data Quatro menos votados
14 de Junho Júlio JL Dani Black Isaque Galvão Thaeme Mariôto
  Três menos votados
21 de junho João Callaça Dan Barros Isaque Galvão (2)
28 de junho Isaque Galvão (3) Dan Barros (2) Karine Rodrigues
5 de julho Dan Barros (3) Shirley Carvalho Lenny Bellard
12 de julho Karine Rodrigues (2) Naiara Terra Lenny Bellard (2)
19 de julho Naiara Terra (2) Thaeme Mariôto (2) Tiago Faria
  Dois menos votados
26 de julho Davi Lins Lenny Bellard (3)
2 de agosto Tiago Faria (2) Lenny Bellard (4)
  Três finalistas
9 de agosto Lenny Bellard (5)
16 de agosto Shirley Carvalho (2) Thaeme Mariôto    

Jurados[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

O programa estreou com 10 pontos de média e picos de 12, alcançando terceira colocação.[3]

A grande final da primeira temporada alcançou 17 pontos e picos de 19,[4] chegando a ficar cerca de 25 minutos na liderança.[5]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

A emissora que comprara os direitos de exibição e produção do programa Ídolos (2006 e 2007) moveu um processo contra a Fremantle por ter agido de má fé na renovação do contrato, já que o SBT afirma que foram enviados e-mails mostrando intenção em continuar com o programa, porém os mesmos foram ignorados. Em uma briga judicial, a emissora ganhou o direito de ter acesso ao contrato firmado com a atual rede televisiva que transmite o programa.

Referências

  1. «Nova grade do SBT tem novela, "linha de shows" e Ana Paula Padrão». Folha Ilustrada. 26 de março de 2007. Consultado em 30 de dezembro de 2015. 
  2. «"Ídolos" estréia nesta quarta no SBT». Folha Ilustrada. 5 de abril de 2006. Consultado em 30 de dezembro de 2015. 
  3. «Estréia de Ídolos dá 10 pontos de audiência ao SBT». O Fuxico. 6 de abril de 2006. Consultado em 30 de dezembro de 2015. 
  4. «Final de "Ídolos" marca 16 pontos no Ibope; SBT promete 2ª edição». Folha Ilustrada. 28 de julho de 2006. Consultado em 30 de dezembro de 2015. 
  5. «Final de 'Ídolos' lidera audiência por 25 minutos». O Globo. 28 de julho de 2006. Consultado em 30 de dezembro de 2015.